Google+ Followers

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

"Cinismo" a flor da pele..

   Numa entrevista à rádio CBN,ontém,dia 26-10-10,15:00hs,o Sr.João Lemos,prefeito de Camaragibe-PE,disse que as denúncias feitas pelos trabalhadores são "vagas"...O que Camaragibe precisa é da equipe do CSI(investigação criminal),duvido que  demorassem a desvendar  as irregularidades  daqui!
   O óbvio não se explica! Aqui,as aberrações dão na vista  absurdamente,porém,a "redoma "é de diamante!

--Jogam merenda escolar vencida e ruída pelos ratos no lixão!
--Jogam medicação vencida na privada e,ainda pagam hs/extas,para os funcionários que se dispõe a eliminar as evidências!
--Começam as obras ,e não terminam!
--Superfaturam obras!
--Praticam assédio moral!
--Perseguem,quem denuncia!
--Barganham,cargos!
--extinguem,os conselhos formados pela sociedade civil organizada!
--Criam leis inconstitucionais!
--Etc...
  O engraçado de tudo isso é que,a imprensa,só chamam o gestor pra entrvista e debates.Por que não chamam os sindicatos juntamente com os trabalhadores?

domingo, 17 de outubro de 2010

Absurdo!

O fórum de Camaragibe há meses está interditado, porém, para legislar a favor da prefeitura, o fórum funciona. è público e notório que todos, exceto policiais, podem  fazer greve. Isso em qualquer lugar do mundo menos em Camaragibe. Mesmo o Simepe tendo cumprido todos os requisitos legais, o juíz da 2ª vara, além de decretar a ilegalidade da greve, ainda autorizou o uso da força policial para que fosse cumprida a sua ordem.
Eta terra sem lei! Ou será lei demais?

Indignação!

    Amanhã,dia  18 de Outuro,os médicos de camaragibe,estarão às 09:00hs,em frente a prefeitura,para entregar seus cargos.Os Médicos,quelutam por melhores condições de trabalho e revogação das leis,418-419/09,(QUE DESCONTA O ATESTADO MÉDICO DO SERVIDOR DA SAÚDE).
    Após, dez longos meses, o SIMEP(Sindicato dos Médicos de Pernambuco), tentou , atravéz de carreatas, anúncios em jornais e rádios, atos públicos e panfletagem, uma forma de negociar e chegar a um acordo decente, porém, sem êxito. Quando, depois de muito critério, observando e respeitando todos os dispositivos legais, o Simepe  resolve deflagar  uma  greve inclusive tendo respeitado as 72hs após a notificar à prefeitura, o juiz do fórum "interditado" decretou a ilegalidade da greve, forçando os médicos a tomarem essa drástica medida. Habitantes de Camaragibe, que dependem de atendimento médico, compareçam amanhã em frente a prefeitura às 9hs para se solidarizar com os médicos.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

O Medo da 2º Vara!!

Camaragibe: Justiça obriga médicos a retornarem ao trabalho. Categoria inicia processo de demissão em massaPor força de mandado de liminar expedido pelo juiz Luis Correia da Silva, no final da tarde de 06 de outubro, os médicos que trabalham na rede municipal de Camaragibe, terão que retornar ao trabalho na última quinta-feira (7). A Justiça decretou o movimento ilegal e ameaçou aplicar uma multa diária de R$ 5 mil ao Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) caso a decisão não seja cumprida, além de autorizar  o uso da força policial para integrar o cumprimento desta decisão. Na assembleia geral realizada esta semana, a categoria resolveu acatar a liminar judicial, no entanto, aprovou a proposta do início do movimento de demissão de seus cargos nos próximos dias. Na próxima quarta-feira (13), a categoria volta a se reunir em assembleia na sede do sindicato.  Fonte: Simepe

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

"A História de Rabos Presos"(Ruth Rocha),vivenciada em Camaragibe-PE

Era uma vez, uma pequena cidade com grandes sonhos e projetos. Havia políticos para todos os gostos. "Ganharam" políticos grandes, gananciosos e influentes, com ações "transparentes", onde suas atitudes sempre aceitas e jamais questionadas reinavam soberanas. Dessa forma, nessa cidade ,os favorecidos,tem alguma" ligação" com os poderosos. O dono de uma  rádio da cidade, tem as duas filhas contratadas na prefeitura.A maioria dos vereadores da cidade tem os filhos ou algum parente como cargo comissionado da prefeitura.Quando os funcionários procuram a câmara,ELES,aconselham à procurar a JUSTIÇA.Alegam,que ,reconhecem o direito do trabalhador,mas, não podem fazer nada! Também pudera! Afinal, quem não é parente é aderente . Dessa forma, os trabalhadores dessa cidade foram perdendo as poucas reinvidicações conquistadas ao longo dos anos, até o direito de adoecer. Pois o gestor achou um jeito de dar aumento em forma de gratificação, que, além do valor não acompanhar a aposentadoria, ainda condiciona o trabalhador a só receber o valor do "aumento" se não utilizar atestados médicos e licença maternidade.Uma funcionária com problema psiquiátrico,tomando remédio controlado há mais dez anos,surtando no plantão,só porque a gerente acha que ELA,está adoecendo  demais,disse,no,ultimo atestado,que a mesma se dirigisse ao RH da prefeitura pra definir onde a mesma ficaria,pois não queria nem saber de sua situação.Só a queria longe!Ela foi ao psiquiatra,que deu mais 30 dias em casa.Só que a funcionária está depressiva ,angustiada pela falta de humanidade,e pela discriminaçaõ`ao seu problema de saúde.E a prefeitura,ganha prêmio de "saúde mental"!Como,se não tem atenção nem aos "seus"?.Quem dá esses "prêmios",será barganha? Nessa cidade,o gestor pede aos funcionários pra fazerem horas extra,e,depois de DEZ anos,faz o funcionário fazer as mesmas horas extras,porém,sem pagar por ELAS.Segundo ELE,o TC(Tribunal de Contas)passou a impedir funcionário público de fazer hs/extras,esntão,nesse caso,o funcionário,automaticamente,deveria deixar de fazer as horas excedentes,certo? E não continuar a fazere hs/extras sem receber por elas!Isso,srs,é uso de má fé.Até porque,existe outra categoria,como Guarda Municipal,que ,além do JET(jornada extra de trabalho)Que é justamente,a mesma quantidade de hs/extra que a saúde foi empedida de receber,mesmo continuando a fazer,ELES ainda fazem 60a 120hs/extra.Viram teteu.E o TC,não os proibe?Ums podem,outros,devem?
Já o cidadão, também é submetido ao abuso de poder como por exemplo: uma senhora que aluga sua casa à prefeitura para servir de escola e faz um contrato onde consta que a mesma fica isenta de IPTU enquanto durar o contrato. Após dez anos, a prefeitura ,que sempre atrasava o aluguel,passa a não pagar,e a mesma recebe, da gestão atual, uma intimação dizendo que  deve oito mil reais de IPTU.E agora,ou ELA paga,ou perde a casa.E,a escolinha ,ainda funciona.ou seja,a casa continua alugada à prefeitura,Só que,a prefeitura alega que esse acordo foi feito em outra gestão.Esta sra,já procurou
várias opiniões de juristas,e,a resposta é desestimulante.Todos dizem que,não é bom comprar briga com prefeitura.Dizem que prefeitura sempre ganha.
Existe um tal de CBO(Código Brasileiro de Ocupação)Sediado na Esplanada dos Ministérios,onde,toda e qualquer profissão,é registrada .Quando isso acontece,a categoria recebe um código e ao mesmo tempo,o CBO,delimita as atribuições do profissional de acordo com o seu código.A categoria com código do CBO,passa a ser reconhecida.Consequentemente,os órgão públicos ou privados,precisam respeitar as limitações e atribuições de cada profissional regulamentada por esse órgão.
Em Camaragibe,é diferente.Existe um laboratório,onde,para que o conselho municipal de saúde deliberasse a importância do seu funcionamento,fizeram uma propaganda imensa.Disseram e mostraram encartes,com vários tipos de "exames",que supostamente ofereceriam a populaçaõ.Aém de dizer é claro,que teriam funcionários para atuarem no funcionamento.Quais seriam esses funcionários. Laboratório ,é claro,não funciona com "padeiro,pedreiro,costureira,etc".funciona com,(Biomédico,Bioquímico,Técnico de laboratório,Auxiliar de Laboratório,Recepcionista,Auxiliar de Serviços Gerais,Seguranças,etc".No Laboratório de Camaragibe,as técnicas de laboratório,dizem que não colhem sangue.Ficam atendendo telefone e entregando resultado de exames.A Secretária de saúde do município,delega essa atribuição de "colher sangue",para os auxiliares e técnicos de enfermagem.Recebem verba para manter um laboratório sem a estrutura que propagam.No Código de ética da enfermagem,consta que os mesmos podem fazer "essa" ,atribuição,porém,não pode ser obrigatório.Eles "podem" fazer numa emergência,numa calamidade pública,numa situação esporádica.Porém,quando se torna rotina de trabalho,não pode ser obrigatório,já que existe uma categoria registrada e reconhecida,onde,sua principal atribuição é "colher sangue", "puncionar cavidades e veias",de acordo com o CBO.Essa situação,tornou-se um caso de "assédio moral",visto que,frequentemente,colam na parede do posto de enfermagem e quadro de aviso,proclamas  com novas ordems,e,"CUMPRA-SE".Além de enviarem um motoqueiro,pra trazer recados,lembrando pra não mandar nenhum paciente pro laboratório colher sangue. Nos sentimos como nos tempos de Roma,onde,era frequente os DECRETOS,e CUMPRA-SE.
Em Camaragibe,os conselhos faliram,só funciona no momento o de saúde,e de rédias curtas,pois,a administração,resolveu,colocar o responsável  e principal articulador do conselho,como cargo comissionados,pra poder controlar e tirar a autonomia.Aqui,medicação é destrída e incinerada,após vencer.Merenda escolar vencida e ruida pelos ratos,são jogadas no lixão .As autoridades são notificadas.Porém,não repercute.Fica tudo numa boa! A imprensa,também não gosta de noticiar as irregularidades de Camaragibe,não se sabe de que material é feito a "redoma" que protege essa tirania,em outros lugares,vemos "a casa cair" Camaragibe ,continua reinando! A Biblioteca municipal,fechou pra reforma e não abriu mais.O teatro municipal,faz mais de um ano,que deveria ter findado a reforma.A creche de tabatinga,só aprontaram por fora.Parou as obras há meses,Não se sabe quando vai ter fim.E o velório? É pequeno,mais parece que nunca vai ficar pronto.Além do super-faturamento.A prefeitura,espalhou propaganda por toda cidade ,dizendo: "O HOSPITAL MUNICIPAL AGORA É NOSSO", ELES,simplismente,alugaram por CINCO anos o antigo Hospital Geral,da cidade,que havia sido recentemente reformado e faliu.Alugaram por R$70.000,mês.Onde,segundo um vereador,o próprio dono,iria ser o Gerente,muito conveniente,não? Colocaram um monte de madeira cobrindo  o hospital e disseram que estavam  reformando.De novo? Ele não havia sido  reformado pelo DONO,recentemente?Outra coisa,daqui a pouco faz um ano que está sendo pago aluguel ,e durando a "reforma" sem utilização pelo povo.O GESTOR,deixa as pessoas acreditarem que agora terão um hospital de verdade,com internamento no município,ELE,não explica pras pessoas,que vai fechar o CEMEC centro,colocar todos  os funcionários no "Hospital Municipal" só enquanto reforma o CEMEC centro pela 3º ou 4º vez em 15anos.E que,após  a reforma do CEMEC ,os funcionários retornam ,e,o "Hospital municipal" fecha!Então,por que o gestor,não diz pras pessoas que o Hospital agora é nosso por 04 anos?
O Forun da cidade só vive interditado.Se for ´pra intersse do gestor.funciona.Se for pra interesse do cidadão ,está  interditado.Quando não,é moroso.Comenta-se que o forum da cidade é o" arquivo municipal".
Pra que se tenham idéia,todos tem direito à greve,menos os funcionários  da saúde.Os  médicos.passaram dez longos meses,tentando negociar,fazendo ato público,carreatas,colocando anúncios,out'doors,ofícios,etc.Quando,após  assembléia geral,com ciência em jornais de grande circulação,os médicos  deflagam com muito critério uma greve,respeitando o exigido por lei,das garantias de atendimento básico,a gestão decreta ilegalidade,"pois a  (lei ) está do seu lado,e obriga os médicos a voltarem ao trabalho.Agora,os médicos estão pagando aviso prévio,pois pediram demissão em massa.Como podemos viver numa cidade sem lei? Ou  seria com muita lei.Só para "algums".
Em Camaragibe,é tão impressionante os desvios de conduta,que no concurso público,chamaram até quem  tirou nota menor que 4,5.Por ser,aderente,é claro! Enquanto que,um aux.de eletricista,que passou em terceiro lugar,foi chamado pra ser "cargo comissionado" após reclamar que sua vaga,havia sido preenchida por outro.Esse sr. ja fez denúncia ao Ministério Público da Cidade.Está aguardando,como todo "menos favorecido",como pessoa normal.
No  livro didático de Ruth Rocha,o final é feliz,a vassoura da justiça varre todos os "corruptos e arbitrários",e,um caminhão os leva pra longe...
Os munícipes e trabalhadores dessa cidade,ainda sonham ,acreditam em milagres,e esperam um FINAL FELIZ!

Pesquisar este blog