Google+ Followers

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

"CAÇA FANTASMAS" EXISTE??


repassem a quem puder, vamos denunciar as irregularidades...

PGR apura denúncia de funcionários fantasmas em Camaragibe

POSTADO ÀS 18:44 EM 15 DE Dezembro DE 2011
A Procuradoria da República Federal (PGR) em Pernambuco, através do procurador Rafael Nogueira Filho, vem dando andamento às denúncias sobre contratação indevida de servidores públicos por meio de empenho e sem prévio concurso público, bem como a existência de vínculos “fantasmas” no município de Camaragibe.

Segundo o diretor do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), Fernando Cabral, o Sindicato formulou representação denunciando as irregularidades na gestão da saúde no município de Camaragibe, relacionadas às péssimas condições de trabalho e aos precários vínculos dos servidores.

Além disso, o Sindicato denunciou ao Ministério Público que vários servidores estão questionado que apesar de não terem vínculo com o Município de Camaragibe, estão sendo chamados pela Receita Federal para justificar o recebimento de remuneração que chega a mais de R$ 20 mil quando recebem pouco mais de um salário-mínimo.

“Vários servidores da saúde estão sendo indicados pelo Município de Camaragibe como servidor público, sem sequer trabalharem para o Município. Várias denúncias foram feitas, o Ministério Público Estadual também está apurando as irregularidades perpetradas pela gestão do Município de Camaragibe.”

O Simepe diz que espera que a Procuradoria da República tome todas as providências para coibir as irregularidades, bem como para responsabilizar o gestor pelos desmandos com a administração do Município de Camaragibe, buscando punir os atos de improbidade administrativa denunciados.

segue o link da fonte:
 http://jc3.uol.com.br/blogs/blogjamildo/canais/noticias/2011/12/15/pgr_apura_denuncia_de_funcionarios_fantasmas_em_camaragibe_121116.php

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

SAÚDE PÚBLICA????

Fonte:JCONLINE

FONTE:JC ONLAINE

SDS sugere concurso para delegados e mais policiais civis e militares nas ruas

Pernambuco: SDS sugere a contratação de mais 200 delegados, 1912 PMs e 640 agentes e escrivães civis, e sugeriu ainda que os guardas municipais assumam os núcleos de segurança (PPO, PPM), para que os PMs possam sair desses lugares e façam rondas nas ruas. Nada contra os guardas municipais, mas eu acho que o secretário deveria tirar os PMs que estão no Art. 14, e que inclusive já tiveram parecer favorável da própria SDS para saírem e até hoje não saíram, esse efetivo daria conta do serviço no lugar onde o secretário quer colocar a guarda municipal

 

O Secretário de Defesa Social (SDS), Wilson Damázio, apresentou nesta terça-feira a nove representantes de municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR) propostas para melhorar os índices do Pacto pela Vida. Entre as medidas sugeridas estão a realização de um concurso público para o cargo de delegado. A ideia é criar 200 novas vagas para preencher lacunas de titularidade nas delegacias do interior. A proposta, apresentada à Secretaria de Administração, deve ser aprovada no mês de janeiro de 2012.

Outra medida é o aumento dos efetivos das polícias civil e militar. Seria necessário efetivar mais 1.912 PMs e 640 agentes e escrivães civis, todos já concursados aguardando apenas nomeação. Outra medida anunciada é a mudança de postura dos guardas municipais,que deverão permanecer nos núcleos de segurança, enquanto os homens da PM circulam nas comunidades para atender a população. Além disso, o secretário apontou a necessidade de melhorar a iluminação pública, as condições do trânsito e acabar com as chamadas feiras do troca.

As falhas no sistema vigente foram mostradas a membros das prefeituras do Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho, Ipojuca, Moreno, Itamaracá, São Lourenço da Mata e Camaragibe, com a preocupação de justificar a não diminuição dos índices de Crimes Letais Violentos Intencionais (CLVI), quando a meta era redução as taxas em 12% ao ano.
Para o secretários, as mudanças no código do processo penal, que liberou uma maior quantidade de presos em flagrante e os mutirões carcerários, que também libertaram cerca de três mil presos, também podem ter causado o aumento do registro de crimes praticados por reincidentes.

A segurança dos municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR) foi tema da reunião do Gabinete de Gestão Integrada da Secretaria de Defesa Social (SDS) realizada esta manhã no auditório da SDS.

Com informações do repórter Raphael Guerra

Fonte: AquiPE

Veja o que conseguiu os PMs de Rondônia e a entrevista do Comandante Geral sobre o assunto.

Além de 12,6%, os policiais terão direito ao percentual que será dado aos demais servidores


RONDONOTICIAS: Coronel, a greve na Polícia Militar durou cerca de 10 dias. O que motivou a greve e como foi a adesão da tropa?

Coronel César: Me permita começar fazendo um retrospecto do que ocorreu nesses 10 dias de greve. O movimento começou às seis horas da manhã do sábado (03), quando houve o fechamento do 1º e do 5º batalhões, na capital, com as esposas dos policiais militares.

A partir do momento que tivemos ciência daquele fato, nós tomamos providências para enfrentar a situação. É importante que a população tenha conhecimento de que já estávamos fazendo as tratativas a respeito do reajuste salarial da PM há algum tempo, mais efetivamente nos dois últimos meses, quando a equipe do Governo, das secretarias de Finanças e de Segurança, e também os comandos da PM e dos Bombeiros, se reuniram periodicamente tratando essencialmente dos números.

Quando nós assumimos o comando da corporação, iniciamos uma tratativa, mostrando a nossa realidade e, obviamente, sabedores de que o Governo estava iniciando uma nova gestão, com o orçamento do ano anterior, nós haveríamos de, nesse primeiro momento, realizarmos estudos, para apresentarmos as necessidades, até em termos percentuais mesmo. E foi isso que sempre foi tratado.

Uma das associações, a Assfapom, ela passou a ventilar que havia sido colocado um percentual de reajuste de 44%. Na verdade, esse índice era a defasagem salarial dos policiais militares, comparado com as outras forças policiais do país. Isso era um percentual para estudo, ficou muito bem claro. Obviamente, que o Governo iria trabalhar isso para chegar a um percentual dentro das possibilidades do Estado.

RONDONOTICIAS: Comandante, em relação a essas paralisações, naturalmente que ela precisa da negligência de alguém, pois se trata de policiais. Quando há essas paralisações, o comando identifica quem negligencia para que as esposas tomem os quartéis?

Coronel César: Não tenha dúvida disso. Vamos fazer também aqui uma retrospectiva de movimentos anteriores. O primeiro manifesto foi em 1993 e por ocasião daquele movimento, nós tínhamos apenas as associações representativas de classe, que todas as policiais militares as tem: a representativa de oficiais, a de sub-tenentes e sargentos e de cabos e soldados. Assim era subdivido essas representatividades de classe.

Mas, a partir daquele momento nós tivemos aí o surgimento de associações que representam os familiares dos policiais militares. A primeira delas foi a Associação das Esposas. A partir da criação dessa entidade, passamos a ter o emprego, ou modo de operação dessas mulheres, fazendo o fechamento de quartéis, esvaziamento de pneus de viaturas e assim por diante.

Com relação à pergunta, esse movimento se iniciou com as mulheres. As associações até fizeram questão de deixar claro que se tratava de uma comissão de esposas. Mas, deliberadamente, já tivemos ali a presença do presidente da Associação Assfapom e também a presidente da Assesfam.

RONDONOTICIAS: Quando elas deflagram a greve, porque não são presas imediatamente?

Coronel César: Veja bem, nesse momento, temos ali a possibilidade de um confronto. Porque estão as mulheres em frente aos quartéis e obviamente que àqueles maridos das mulheres estarão nas proximidades, se não na frente dos quartéis, como ocorreu em abril último. Os maridos PM's ficam nos arredores, de carro, de motocicletas, auxiliando elas.

Então a deliberação ou decisão da desocupação de imediato da unidade precisa ser tomada, pois pode ocorrer um confronto entre os policiais militares de serviço, que não aderiram ao movimento, com os maridos ou com as esposas. Por isso, que a gente trabalha com a questão da negociação, de fazer o entendimento ocorrer, como acabou acontecendo.

RONDONOTICIAS: Coronel, enquanto os policias estiveram em greve, como ficou a segurança da população?

Coronel César: Quero antes abrir um parênteses aqui para explicar o seguinte: enquanto estávamos no processo de negociação, uma das entidades, a Assfapom, se afastou das negociações. As demais entidades continuaram negociando e inclusive na sexta-feira (02), anterior à paralisação, eu estive reunido com as associações Assesfam, Aspomil e Aspra, por três horas.

Saímos dessa reunião com uma aceitação, por parte dessas entidades, do percentual de reajuste de 12,6% que havia sido anunciado pelo Governo. Ficou acertado ainda um contato direto com o governador, no dia seguinte às 16 hs. Essa associação que se afastou, simplesmente no sábado pela manhã deflagra o movimento.

A Força Nacional, policiais militares, a COE e também o Exército, garantiram a segurança da população durante a paralisação. Nos antevemos e conseguimos junto ao Exército a liberação do espaço para o recolhimento de viaturas e de armamento dos policiais, impedindo assim que eles fossem aos quartéis.

RONDONOTICIAS: Quebrou o acordo então?

Coronel César: Ela estava fora das negociações. Não se pode falar em quebra de acordo, já que ela não estava continuando nas conversações com o Governo.

RONDONOTICIAS: É verdade que o Governo havia prometido 44% de reajuste?

Coronel César: A verdade é aquilo que disse agora há pouco: não houve esse comprometimento de ninguém. Esse foi um percentual de reajuste que estava em estudo, que seria tentado levar a efeito, ao longo dos quatro anos de Governo.

RONDONOTICIAS: Quanto ganha um policial no início de carreira?

Coronel César: É importante frisar que com o aumento de 12,6% e o reajuste de todo o funcionalismo, em abril de 2013 o valor do salário do policial militar, já bem próximo da PEC 300, em torno de R$ 3 mil.

RONDONOTICIAS: Hoje é quanto coronel?

Coronel César: O salário do policial hoje, bruto, é em torno de R$ 2.500 a R$ 2.600, somando-se o soldo, o auxílio fardamento, auxílio saúde e auxílio alimentação.

RONDONOTICIAS: Ao seu ver, é um salário justo?

Coronel César: Todos nós, a sociedade, e eu me incluo nela, concordamos que a Polícia deveria ser melhor remunerada. Não há uma remuneração no padrão do trabalho que o policial desenvolve. Agora, temos que ter a responsabilidade e ressaltar que o Governo está de portas abertas e negociando com a categoria. O Governo está de portas abertas e o comando está de portas abertas para o diálogo.

RONDONOTICIAS: O Governo manteve a proposta de 12,6%, que acabou sendo aceita pelos policiais militares. Como será dado esse reajuste?

Coronel César: Serão três parcelas de 4,2%. A primeira em janeiro de 2012, a segunda em outubro e mais 4,2% em abril de 2013. Além desse percentual, os policiais terão direito ao percentual que será dado aos demais servidores estaduais, que pode ser em torno de 6% em 2012.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

AUXILIAR DE MANUTENÇÃO DO MUNICÍPIO DE CAMARAGIBE TRABALHA SEM EPI(Equipamento de Proteção Individual)

.r. dani smcamaragibe@hotmail.com para mim
mostrar detalhes 8 dez (6 dias atrás)

Segue em anexo fotos de servidor da área de Auxiliar de Manutenção e Conservação do Município de Camaragibe executando uma atividade que se encontra fora de nossas atribuições principalmente pelo fato de não se ncontrar no edital, não termos salubridade, epi necessário... Em que pais estamos companheiros? Vamos analisar esta situaçaõ.
Imagem3582.jpgImagem3582.jpg
437K   Visualizar   Baixar  
Imagem3583.jpgImagem3583.jpg
403K   Visualizar   Baixar  
Imagem3584.jpgImagem3584.jpg
414K   Visualizar   Baixar  
Imagem3585.jpgImagem3585.jpg
403K   Visualizar   Baixar  
Imagem3586.jpgImagem3586.jpg
418K   Visualizar   Baixar  
Imagem3587.jpgImagem3587.jpg

Governo diz que 48 cidades do país correm risco de epidemia de dengue (e Camaragibe tá no meio)





Dados do Levantamento Rápido de Infestação por Aedes aegypti (Liraa) do Ministério da Saúde, divulgados nesta segunda-feira (5), mostram que 48 municípios brasileiros estão em situação de risco para epidemia de dengue.
Cerca de 4,6 milhões de pessoas vivem nessas cidades, segundo o governo federal.
As 48 cidades estão em 16 estados e três delas são capitais: Rio Branco (AC), Porto Velho (RO) e Cuiabá (MT), segundo o ministério - confira lista de municípios no final.
O Liraa não identifica os casos de dengue no país, mas mostra em quais cidades há mais focos do mosquito transmissor.
Os dados apresentados pelo Ministério da Saúde foram coletados em 561 municípios nos meses de outubro e novembro deste ano.
Em 2010, o número de cidades em risco era exatamente a metade, 24. No entanto, na ocasião foram consideradas 370 cidades, segundo o Ministério da Saúde.
De acordo com o secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, as cidades com mais de 4% de infestação (quantidade de casas infectadas a cada 100 residências) são consideradas em risco, de acordo com padrões internacionais.
As cidades que estão abaixo de 1% são de baixo risco e os municípios intermediários caracterizam situação de alerta.
De acordo com os dados do Ministério da Saúde, há 236 cidades em alerta e 277 em baixo risco.
'Vencer a batalha'
O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, disse que a situação dessas 48 cidades é especialmente delicada porque o período mais intenso de chuvas – que beneficiam a proliferação do mosquito – ainda não chegou.
“Classificamos eles exatamente pela previsão de que em janeiro, fevereiro, haja infestação ainda maior. Eles estão no momento final para vencer a batalha”, disse.
Padilha afirmou que essas cidades receberão uma orientação especial sobre como combater as infestações.
Além disso, o ministério está repassando R$ 90 milhões para ações de prevenção em 989 municípios, informou Padilha.
As cidades que atingirem metas de redução dos casos de doença e de infestação no ano que vem poderão receber 20% a mais da verba.
Locais de proliferação
Nas regiões Norte e Sul, os mosquitos transmissores da dengue estão concentrados principalmente no lixo, enquanto no Nordeste e no Centro-Oeste o problema está relacionado ao abastecimento de água, pois a maioria dos focos foram encontrados em caixas de água e poços.
Redução de casos
Segundo o ministério, houve redução de 25% dos casos suspeitos da doença registrados até novembro deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. Em 2011, foram 742 mil casos de dengue, enquanto em 2010 foram registrados 985 mil até novembro.
A maior redução foi registrada no Centro-Oeste, onde houve 211 mil casos no ano passado e 48 mil neste ano, redução de quase 80%. Sul e Sudeste também tiveram redução de 13% e 25%, respectivamente. O Norte e o Nordeste, porém, aumentaram os casos em 28% cada um.
Para o ministro, um dos motivos da redução é a intensificação da vigilância por meio do programa que utiliza o microblog Twitter para identificar os locais de risco. Por meio da página do ministério, a população manda informação em tempo real sobre casos suspeitos em sua região.
Com isso, a Saúde produz um relatório semanal e alerta os municípios de forma rápida, antes que epidemia se instale. “A ferramenta que busca descobrir se há comentário, se as pessoas se antecedem a notificação dada pelo município. Com esse dado, o ministério vai saber se a vigilância e a notificação estão sendo corretas”, informou Alexandre Padilha.


Pernambuco:
Afogados da Ingazeira, Araripina, Arcoverde, Camaragibe, Floresta, Guaranhuns e Santa Cruz do Capibaribe



fonte: http://g1.globo.com/luta-contra-a-dengue/noticia/2011/12/governo-diz-que-48-cidades-do-pais-correm-risco-de-epidemia-de-dengue.html



Taty Cibele

CALENDÁRIO ESCOLAR SE ADEQUARÁ À COPA


Parabéms Diego do Alemão,por mais esta conquista!


terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Veja a opinião de economistas sobre os números do PIB do 3º trimestre


06/12/2011 12h08 - Atualizado em 06/12/2011 16h57


Analistas ouvidos pelo G1 preveem crescimento perto de 3% em 2011.
Para CNI e Fiesp, quadro atual é de alerta para setor industrial.

Ligia Guimarães Do G1, em São Paulo
3 comentários
Os números do Produto Interno Bruto divulgados nesta terça-feira (6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a economia que parou de crescer no terceiro trimestre de 2011, com queda tanto na produção da indústria quanto no consumo das famílias e, por outro lado, crescimento do setor agropecuário.
Já era previsto o desempenho fraco da indústria, que recuou 0,9% e vem há tempos sofrendo com a invasão dos produtos importados e a concorrência da China.
A notícia inesperada que veio com os dados do PIB, na avaliação de economistas consultados pelo G1, é a retração do consumo, que não "encolhia" desde o último trimestre de 2008.
"Toda aquela expansão do crédito chega uma hora que bate no teto, bate na renda. Muita gente está usando o 13º para pagar dívidas. Mal sinal, porque esperava que se usasse o 13º para consumir, e se endividar mais para o futuro", diz o economista Paulo Sandroni.
Para o economista-chefe da Quantitas, Gustav Gorski, a redução dos gastos das famílias brasileiras ainda reflete as medidas tomadas pelo governo para conter o consumo desde o ano passado, quando a preocupação era evitar o crescimento excessivo e a inflação.
"Acho que as medidas do ano passado para conter o crédito do consumo foram excessivas e fizeram com que agora o consumo viesse mais baixo que o esperado. Mas se a ideia era essa, surtiram efeito. Mas foi pontual e acredito que, com a queda dos juros e a suavização da política econômica nos próximos períodos, teremos uma retomada do consumo", prevê Gorski.
A preocupação a partir de agora, na opinião dos analistas, deve ser a de não deixar que o desaquecimento se prolongue e que a economia continue perdendo força em 2012. Devem contribuir para a retomada do crescimento as medidas

Estagnação excessiva traria risco de desemprego. "Se a economia crescer muito menos que 3% este ano, podemos ter risco de desemprego", diz.
pib  (Foto: Editoria de Arte/G1)
Confira o que economistas acharam do desempenho da economia:

Paulo Sandroni, economista da Sandroni Consultores"Com o resultado de hoje, acredito que a economia deva crescer por volta de 3% este ano. A queda da indústria é comportamento muito sintomático de desaceleração, mas já era esperada. O crescimento de 7% em 2010 foi bom, mas não era sustentável. Precisaríamos que a taxa de investimento ficasse em 30% do PIB para sustentarmos um crescimento de 7% ao ano. A média de crescimento possível no Brasil é entre 3,5% e 4% ao ano, na média.
A meu ver o resultado do terceiro trimestre não é preocupante, porque todo mundo já sabia que 2011 seria um ano ruim. Os serviços começaram a cair porque, com o crescimento de 2010, foram os preços que mais subiram. E sempre que o preço sobe demais, há um recuo.

Só estou preocupado que a economia não cresça muito menos de 3% este ano. Se ficar muito abaixo de 3% a gente pode ter desemprego no país".
Reginaldo Nogueira, professor do Ibmec
"Deu uma boa esfriada na economia, dentro do que se imaginava. As medidas anunciadas pelo governo, de reduzir IPI e IPF, mostram que o governo está preocupado com o último trimestre do ano. Existe a possibilidade de terminarmos o ano com crescimento menor que 3%. Sou um pouco pessimista em relação às medidas, acho que podem ter efeito apenas para o começo do ano que vem. A expansão de 7% era bem acima do nosso potencial, por isso o desemprego alcançou níveis tão baixos. Não vejo, no entanto, risco de desemprego no Brasil no curto prazo.
Se a economia crescer em torno de 3% este ano e de 3,5% no ano que vem, evitamos o desemprego".
Gustav Gorski, economista-chefe da Quantitas"Consumo em queda, investimento em queda, gasto em queda. Os dados do PIB mostram que, por mais que o crescimento tenha ficado perto do zero, houve retração da economia por parte da demanda. Só se sustentou pelo aumento das exportações, a economia está mais fraca. A minha previsão é de crescimento de 2,9% em 2011 e leve alta de 0,5% no quarto trimestre.

Acredito que em 2012 a economia começará o ano tímida e acelerará o crescimento a partir do segundo semestre, com o efeito das medidas de estímulo ao consumo do governo e a queda nos juros.
Não vejo risco de desemprego, há falta de mão-de-obra no Brasil. Acho que vai retomar o crescimento a partir do próximo trimestre e as coisas vão melhorando ao longo de 2012".
Para CNI e Fiesp, quadro é de alerta para setor industrialPara a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e para a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), o quadro atual é de alerta para o setor industrial diante dos sinais de manutenção do quadro de fraco desempenho da atividade econômica doméstica no quatro trimestre.
"Se a piora da conjuntura externa dificulta ainda mais a já acirrada competição para o exportador, a pressão dos produtos importados, paralelamente, reduz a competitividade da indústria brasileira. Tudo isso reforça a urgência de ações mais eficazes para retomar o crescimento", destacou a nota a CNI, que informou também que irá rever suas projeções para o crescimento em 2011, atualmente de 2,2% para a indústria e de 3,4% para o PIB.
A Fiesp prevê que o PIB de 2011 fechará o ano com crescimento de 2,8%. Para 2012 a entidade também espera um fraco desempenho, com a economia brasileira registrando crescimento de apenas 2,6%.
"Há meses a Fiesp vem alertando a sociedade e o governo sobre os efeitos nocivos dos juros altos e da avalanche de importados que chega ao Brasil, estimulada por um real sobrevalorizado. Agora, o resultado está aí. Não podemos mais perder tempo, é preciso aprofundar a queda dos juros e os estímulos à produção”, afirmou, em nota, o presidente da Fiesp, Paulo Skaf.
Fonte:G1
 

Rio de Janeiro implanta sistema de detecção de tiros e disparos


Edição do dia 06/12/2011
06/12/2011 09h05 - Atualizado em 06/12/2011 09h17


O investimento em alta tecnologia é mais uma estratégia para combater os crimes violentos. Só Canoas (RS) tem a mesma tecnologia.

No Rio de Janeiro, teve muita gente acordando assustada, de madrugada, com barulho de tiros. Mas esses disparos foram feitos para aumentar a segurança na cidade. Na calada da noite, disparos de fuzil, carabina e pistola foram ouvidos em três bairros da Zona Norte do Rio. A ordem vem pelo telefone, e o atirador de elite da Polícia Militar puxa o gatilho.
Eles estão calibrando o sistema de detecção de tiros. Quando o disparo é feito, sensores camuflados e espalhados pelo ambiente captam o áudio e passam a informação em até seis segundos para a Secretaria de Segurança Pública e para o batalhão responsável pelo policiamento da área.
Para a calibragem, os tiros são em sacos de areia, mas o alvo é outro. O investimento em alta tecnologia é mais uma estratégia para combater os crimes violentos. Para esta primeira etapa, 65 sensores foram distribuídos por oito bairros e sete comunidades da região da Grande Tijuca.
“Em 15 ou 20 minutos que nós perderíamos a partir da solicitação, nós poderemos ganhar e até mesmo salvar vidas. Nossa expectativa é reduzir em até 40% nos índices de criminalidade envolvendo armas de fogo”, explicou o coronel George de Freitas, superintendente do centro de comando e controle.
Moradores desavisados acordaram assustados. “Estava dormindo e ouvi os tiros”, disse um senhor. A novidade que ainda causa surpresa deve começar a operar no Rio depois do carnaval. O Rio é a primeira capital e a segunda cidade brasileira a ter o sistema de detecção de tiros. Só Canoas, no Rio Grande do Sul, tem a mesma tecnologia, fornecida por uma empresa americana. O crime tem pela frente um adversário de ouvidos aguçados.
  Fonte:Bom dia Brasil

Câmara aprova aumento de participação do Brasil no FMI


06/12/2011 18h23 - Atualizado em 06/12/2011 19h06


Brasil passará de 14º para o 10º país no ranking com mais cotas.
Para entrar em vigor, matéria deve ser apreciada pelo Senado.

Naiara Leão Do G1, em Brasília
1 comentário
O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (6) o acordo que aumenta a participação do Brasil no Fundo Monetário Internacional (FMI), previsto na Mensagem 480/11, encaminhada pelo Executivo. A matéria segue agora para o Senado.

O texto diz que o país passará da 14ª para a 10ª posição no ranking das nações com maior número de cotas. O relator da mensagem na Câmara, deputado Dr. Rosinha (PT-PR), explicou que as cotas aumentam o peso do voto do Brasil dentro das decisões no FMI, mas não os compromissos financeiros. “
"O texto aprova a emenda que muda critérios de formação de diretoria executiva e dá distribuição de cotas de poder de voto. Essa mensagem não diz respeito a custas financeiras, como é especificado em artigo do próprio relatório"”, afirmou.

De acordo com Dr. Rosinha, o acordo aprovado pelo FMI aumenta as cotas e o poder decisão de vários países subdesenvolvidos e dentre eles o Brasil é beneficiado com maior a maior participação.
Além do aumento, o acordo prevê também que toda a diretoria do organismo seja eleita pelos governadores (representantes dos países). Atualmente, os diretores dos cinco maiores cotistas (Estados Unidos, Japão, Alemanha, Reino Unido e França) são indicados por seus respectivos governos, e o restante são eleitos.
Empréstimos
Mesmo com esses dispositivos, alguns deputados fizeram objeção, argumentando que o Brasil terá que se comprometer com empréstimos internacionais.
"[O acordo] vai diminuir o número de cadeiras dos países chamados desenvolvidos e terá maior aporte dos outros países, mas para dar esse aporte Brasil terá que se endividar a juros altos. É como se estivéssemos entrando no cheque especial para investir na poupança", criticou o deputado Chico Alencar (PSOL – RJ).

A votação aconteceu em sessão extraordinária, pois as sessões ordinárias estão trancadas por medidas provisórias (MPs) que o governo não pretende votar neste ano. O presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS), já havia anunciado que as MPs não serão votadas para não seguirem para o Senado e atrasarem a votação do projeto que prorroga a Desvinculação das Receitas da União (DRU), prioritário para o Planalto.
Fonte:G1

Mesmo fora do ministério, Carlos Lupi não está livre de investigaçõe


Edição do dia 06/12/2011
06/12/2011 09h07 - Atualizado em 06/12/2011 09h17


A suspeita de que Lupi foi funcionário fantasma da Câmara entre 2000 e 2005 será apurada. Até janeiro, o ex-ministro não deve aparecer.

Em Brasília, Carlos Lupi deixou de ser ministro, mas não deixou de ser investigado. O Ministério Público Federal quer saber se o então ministro Carlos Lupi cometeu alguma irregularidade ao viajar em um avião particular.
Pelo menos até janeiro, o ex-ministro não deve aparecer nem falar muito. Evita, assim, novos constrangimentos com a presidente Dilma Rousseff e facilita a vida do PDT, que não quer perder espaço na Esplanada dos Ministérios. Já o novo ministro do Trabalho, por enquanto, adotou a tática do silêncio.
O dia foi trancado no gabinete. O novo ministro do Trabalho sequer quis ser filmado. Paulo Roberto Pinto assumiu o cargo interinamente. Ele acompanhou o então ministro Carlos Lupi nos depoimentos no Congresso e também é filiado ao PDT. O partido não quer perder a cadeira e, de olho na reforma ministerial, fez um anúncio.
“Resolvemos primeiro tirar como posição consensual a ratificação do apoio a presidente Dilma, independente de cargos”, afirmou André Figueiredo, presidente interino do PDT.
Mais ou menos – tanto que criou uma comissão justamente para discutir cargos com a presidente Dilma Rousseff. Carlos Lupi participou do encontro com a cúpula do partido, mas saiu de cena calado. Presidente licenciado do PDT, Lupi deve continuar afastado por pelo menos mais um mês até a reforma ministerial, prevista para janeiro.
Mesmo fora do ministério, Carlos Lupi não está livre das investigações. A suspeita de que Carlos Lupi foi funcionário fantasma da Câmara dos Deputados entre 2000 e 2005 será apurada. A Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União investigam irregularidades em convênios do ministério com ONGs. O Ministério Público Federal busca informações sobre o avião particular usado para uma agenda oficial em uma viagem que ele fez ao Maranhão em 2009.
“Saindo o ministro, o problema não se esgotou. Você tem de identificar o dano causado, punir exemplarmente quem gerou esse dano e ao mesmo tempo cobrar o ressarcimento aos cofres públicos”, defende o deputado Duarte Nogueira (PSDB-SP), líder do partido na Câmara.
“A presidenta Dilma em todo o momento mandou investigar todas as questões. O governo fez transparência. O governo olhou de perto todas as questões. Portanto, não há nenhum questionamento”, disse o senador Romero Jucá (PMDB-RR), líder do governo no Senado.
O deputado Brizola Neto, da executiva do PDT, disse que espera ser chamado pela presidente Dilma Rousseff para negociar a substituição de Carlos Lupi. No partido, já tem parlamentar criticando a possibilidade de uma fusão entre os ministérios da Previdência e do Trabalho – uma ideia que está sendo analisada com muito carinho pela presidente Dilma.

Fonte:Bom  dia Brasil
 

Receita diz que declaração do IR de empresas acabará a partir de 2014


06/12/2011 15h26 - Atualizado em 06/12/2011 18h07

Medida visa diminuir custo de pessoas jurídicas e simplificar procedimentos.
Além disso, outras sete declarações de empresas também serão extintas.

Alexandro Martello Do G1, em Brasília
Comente agora
O subsecretário de Fiscalização da Receita Federal, Caio Marcos Candido, informou nesta terça-feira (6) que o governo decidiu acabar, a partir de 2014, com a Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ) das empresas de lucro real - que engloba, além de dados do Imposto de Renda, informações sobre o faturamento e balanço das empresas.
"O que esperamos é que, através da nota fiscal eletrônica [NFE] e do SPED [Sistema Público de Escrituração Digital], a Receita já absorva estas informações. Algumas outras informações do DIPJ não estão no SPED. Então, vamos buscar que sejam incorporadas no SPED. A medida visa diminuir o custo das pessoas jurídicas e simplificar procedimentos", disse Candido a jornalistas, explicando que o Fisco não está abdicando de informações, mas apenas buscando-as de outras formas.
Segundo ele, a pretensão do Fisco é de que a extinção da DIPJ já esteja concretizada em 2014 para as empresas do lucro real, mas não do lucro presumido, que teriam o benefício somente de 2015 em diante. De acordo com o subsecretário, o processo terá início pelo lucro real, que são as maiores empresas do país - o que engloba um número menor de contribuintes com renda maior.
"Vamos iniciar pelas maiores. Você consegue atingir um público menor, mas tem certeza de que aquela fase está cumprida. Assim, testa o sistema. Sobre o lucro presumido, que deve começar de 2015 em diante, a informação que ele traz é bem mais simples do que na DIPJ do lucro real. Hoje, o maior problema estaria no lucro real", explicou Candido, da Receita Federal.
Ele explicou que o prazo dilatado para acabar com a declaração, começando somente em 2014, visa dar segurança ao Fisco. "Não podemos abrir mão de uma informação sem ter a garantia que a obteremos de outros meios. Queremos a garantia que teremos as informações na outra forma programada", afirmou.
De acordo com o subsecretário de Fiscalização, a Declaração Especial de Informações Fiscais relativas à Tributação de Bebidas (DIF-Bebidas), cuja apresentação é obrigatória para as pessoas jurídicas envasadoras de bebidas das posições, é a próxima declaração que será extinta. Isso deve acontecer nas próximas semanas.
Também há intenção de extinguir outras seis declarações de empresas, disse o subsecretário de Fiscalização da Receita Federal. Entre elas, a Declaração do Imposto Territorial Rural (DITR) de imóveis imunes e isentos. Apesar de confirmar que outras declarações serão extintas, Candido não quis informar, porém, quais são as outras cinco declarações que deixarão de existir.
Fonte:Bom dia Brasil

Alexandre Garcia: ‘PT de olho nas mudanças no Ministério do Trabalho’


Edição do dia 05/12/2011
05/12/2011 07h43 - Atualizado em 05/12/2011 07h50


O partido se queixa que a força sindical, pedetista, comanda todos os postos do ministério nos estados, deixando a CUT,petista, sem nada.

A executiva do PDT se reúne hoje em Brasília. O encontro já estava previsto, mas para discutir a crise no ministério. Agora vai debater a substituição de Carlos Lupi. Nessa substituição, são varias as possibilidades: o PDT continuar com o ministério, perdê-lo para o PT ou até a fusão Trabalho e Previdência. O substituto provisório deve ficar até o início do ano que vem, quando as eleições municipais vão justificar uma reforma ministerial ou até mesmo a redução do número de ministros.
O PT está de olho nas mudanças no Ministério do Trabalho, porque se queixa que a força sindical, pedetista, comanda todos os postos do ministério nos estados, deixando a CUT, petista, sem nada, o que enfraqueceria uma central sindical em detrimento de outra.
Na reunião do PDT, Lupi vai reassumir a presidência do partido. Ele fora reeleito por mais dois anos, na convenção do início do ano. É presidente do PDT desde a morte de Brizola. Teve de deixar a presidência do partido por exigência da comissão de ética do governo. Tendo que optar entre o partido e o ministério, ficara o ministério.
O ministro Lupi saiu antes mesmo de a presidente Dilma Rousseff pedir formalmente explicações à comissão de ética sobre a recomendação de exonerar o ministro. Para a presidente, foi melhor assim, pois se exigisse explicações poderia perder o presidente da comissão, o ex-presidente do Supremo, Sepúlveda Pertence. É bom lembrar que a comissão se manifestava antes de ter aparecido a denúncia de que Lupi acumulava cargos na Câmara do Rio de Janeiro e na Câmara Federal.
A propósito, a comissão de fiscalização e controle da Câmara Federal ainda quer esclarecer isso. Lupi sai alegando perseguição política e pessoal da mídia e falando em ódio das forças mais reacionárias e conservadoras – uma linguagem bem atual, nos anos 1950.
Fonte:Bom dia Brasil
 

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

RESPOSTA DA PMPE AOS PRAÇAS

Comando geral indefere cabos e soldados de receber como sargento por está comandando guarnição e caso insista em não comandar poderá ser punido disciplinarmente - Document Transcript

  1. BOLETIM GERAL Nº A 1.0.00.224 03 28 DE NOVEMBRO 20112.0.0. ALTERAÇÃO DE SOLDADO2.1.0. Requerimentos DespachadosSd PM Mat. 111493-0/12º BPM, Carlos Henrique da Silva Souza - Remuneraçãoinerente à Graduação de 3º Sargento PM, alegando que vem desempenhando funçãode Comandante de Guarnição, o qual seria privativa da graduação de Sargento.Quanto à matéria já se posicionou a Assessoria Especial de Apoio Jurídico-Administrativa (AEAJA), por meio o Encaminhamento/Consultiva/AEAJA nº 170, de 12AGO 2011, onde em síntese conclui que: “à falta de militares habilitados ao exercícioda referida tarefa, Cabos e Soldados poderão ser excepcionalmente designados àdesempenhá-la; o exercício do comando por parte dos praças se fará a título deencargo a eles imposto, significando dizer que se trata de uma ordem emanada do seusuperior hierárquico...sendo que a recusa injustificada corresponderá a infraçãodisciplinar.” Despacho do Diretor de Gestão de Pessoas:- Indeferir o requerimentopor falta de amparo legal e com fundamento no Encaminhamento/Consultiva/AEAJA nº 170, de 12 AGO 2011. Registre-se nosassentamentos do requerente. (Nota n° 577/2011/DGP-3/SSAD).Sd PM Mat. 30666-5/20º BPM, Luciano Vitorino da Paz - Destituição da função deComandante de Guarnição, alegando que não recebe a respectiva gratificação, bemcomo, não está legalmente habilitado para tal função. Quanto à matéria já seposicionou a Assessoria Especial de Apoio Jurídico-Administrativa (AEAJA), por meiodo Encaminhamento /Consultiva / AEAJA nº 170, de 12 AGO 2011, onde em sínteseconclui que: “à falta de militares habilitados ao exercício da referida tarefa, Cabos eSoldados poderão ser excepcionalmente designados à desempenhá-la; o exercício docomando por parte dos praças se fará a título de encargo a eles imposto, significandodizer que se trata de uma ordem emanada do seu superior hierárquico...sendo que arecusa injustificada corresponderá a infração disciplinar.” Despacho do Diretor deGestão de Pessoas: - Indeferir o requerimento por falta de amparo legal ecom fundamento no Encaminhamento /Consultiva / AEAJA nº 170, de 12AGO 2011. Registre-se nos assentamentos do requerente. (Nota n°582/2011/DGP-3/SSAD).
  2. Fonte:blog  Adeilton

PMPE DESVIA CABOS E SOLDADOS DE SUAS FUNÇÕES

Pernambuco: PMPE se posiciona sobre Cabos e Soldados está comandando guarnição, função essa privativa de Oficais e Sargento. A PMPE diz que os Cabos e Soldados estão comandando porque não tem "militares habilitados ao exercício da referida tarefa". Que beleza assim a PMPE reconhece que os CABOS e SOLDADOS estão sendo 'DESVIADO DE FUNÇÃO"! A PMPE diz ainda que a ordem é emanada de superior hierárquico...sendo que a recusa injustificada corresponderá a infração disciplinar.

Um Soldado da PM pediu para receber como 3º Sargento já que está comandando guarnição, o outro Soldado pediu para ser destituido da Função já  que não recebe a respectiva gratificação, bem como, não está legalmente habilitado para tal função.

Veja a Resposta da PMPE (AEJA - Assessoria Especial de Apoio Jurídico-Administrativa)

0 comentários  

Pacto pela vida..?


Redução no crescimento da China pode afetar mercado mundial e Brasil Eles são os maiores compradoras de matérias primas brasileiras e vem sendo o motor da economia mundial, diante da crise na Europa.


Uma notícia vinda da Ásia e divulgada nesta quinta-feira (1º) trouxe uma nova perturbação para o mercado. A China está com problemas também. E o que mais preocupa é que a China vem sendo o motor da economia mundial, diante da crise na Europa e da vagarosa recuperação dos Estados Unidos.
Preocupa também porque as indústrias chinesas são as maiores compradoras de matérias primas brasileiras, como minério de ferro. A atividade industrial da China já vinha desacelerando nos últimos meses e, em outubro, teve a maior queda em três anos.
Esse dado se junta a outros que mostram a redução na velocidade de crescimento do país. A venda de imóveis caiu 11% em outubro. Entre os motivos, estão a queda das importações e no consumo interno. O governo chinês conseguiu controlar a inflação no país reduzindo o crédito e, segundo economistas da Ásia, agora terá que fazer o contrário: incentivar o crescimento.
Na quarta, o Banco Central Chinês reduziu o depósito compulsório dos bancos, permitindo que eles tenham mais dinheiro para emprestar aos clientes. Isso animou as bolsas de valores da região que, apesar das nuvens negras no horizonte, fecharam em forte alta.
Fonte:G1-Bon dia Brasil

Alexandre Garcia: ‘Dilma não acionou gatilho contra Carlos Lupi


Edição do dia 02/12/2011
02/12/2011 08h19 - Atualizado em 02/12/2011 09h11


Dilma aceitou o argumento do ministro – tanto que o manteve no cargo. A presidente foi além: pediu explicações à Comissão de Ética.

No Palácio do Planalto, muitos acreditam que a presidente Dilma Rousseff só não concordou com a Comissão de Ética, ou seja, só não exonerou o ministro Carlos Lupi, para não ficar a reboque da comissão. Será? Ela não decidiria sob pressão. Mas uma decisão unânime da Comissão de Ética do próprio governo não é uma pressão indevida.
A comissão foi criada, aliás, para facilitar a vida de quem chefia o governo: dar munição, ou seja, dar bala para que sejam tomadas decisões quando há suspeita de desvios éticos. A reação da presidente foi não acionar o gatilho, mas pedir explicações do ministro sobre as mais recentes denúncias de que recebia de duas fontes públicas: da Câmara Federal e da Câmara de Vereadores do Rio.
Dilma aceitou o argumento do ministro – tanto que o manteve no cargo. A presidente foi além, antes de embarcar para a Venezuela: pediu explicações à Comissão de Ética. O ministro Carlos Lupi também foi além: diz que vai pedir transcrição de gravações da reunião dos sete do conselho de ética.
Quem ouve a defesa de Lupi pelo petista líder do governo, deputado Candido Vacarezza, não fica com a realidade do que pensa o PT, que torce pela saída de Lupi – o ministro que entregou os cargos do ministério para a força sindical do PDT e deixou na mão a CUT do PT.
Fonte:G1-Bom dia brasil
 

'Ah tá, já sei', disse Valério à polícia ao anunciarem sua prisão

A operação que culminou na prisão do publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza, pivô do escândalo do mensalão, na manhã desta sexta-feira (2) em Belo Horizonte, teve início com uma campana da polícia iniciada na segunda-feira (28).
Segundo o delegado Denilson dos Reis Gomes, da Polícia Civil de Minas Gerais, uma equipe ficou observando a movimentação de Marcos Valério durante a semana toda. Hoje, por volta das 6h, a polícia interfonou e o próprio Marcos Valério atendeu e perguntou quem era. Disseram que era da polícia da Bahia e que investigavam o esquema.
Marcos Valério é preso por grilagem de terra na Bahia
Ele respondeu: "Ah tá, já sei". E pediu para entrarem para que pudesse tomar um banho e se arrumar para ser levado.
A polícia esperou cerca de 30 minutos na mansão de dois andares do empresário, que tinha três carros na garagem: dois da marca Mitsubishi (Pajero e Outlander), e uma Toyota FW4.
Ao deixar a sua casa, Marcos Valério deixou a filha e a mulher que olhavam da porta.

Marcelo Prates/Hoje em Dia/Folhapress
Marcos Valério é preso por fraude em registro de terra na Bahia
Marcos Valério é preso por fraude em registro de terra na Bahia
A casa de fica no bairro São Luís, na região da Pampulha, e tem uma guarita na frente, mas estava vazia hoje.
OPERAÇÃO
Pivô do escândalo do mensalão, Valério foi preso hoje em Belo Horizonte durante uma operação deflagrada pela Polícia Civil da Bahia contra suspeitos de grilagem de terras no oeste do Estado.
Ao todo, 15 pessoas foram presas na Bahia, em São Paulo e em Minas Gerais. Valério e seus sócios da DNA Propaganda foram detidos em Minas, segundo o delegado Carlos Ferro, responsável pela investigação.
Segundo a Polícia Civil de Minas Gerais, junto com Valério foram presos três ex-sócios das agências de publicidade envolvidas no esquema do mensalão: Margareth Freitas e Francisco Castilho (ex-sócios na DNA) e Ramon Hollerbach (ex-DNA).
Após a prisão, eles foram apresentados à imprensa da capital mineira e em seguida foram para o IML (Instituto Médico Legal) para fazer exame de corpo delito. Depois, seguem para a Bahia com a equipe de policiais que foi até o Estado prendê-los.
A Operação Terra do Nunca, como foi batizada a ação deflagrada hoje, visava prender empresários e funcionários de cartórios envolvidos em falsificação de documentos para grilar terras.
Segundo Ferro, Marcos Valério começou a ser investigado pela polícia baiana em 2010 após a Procuradoria da Fazenda Nacional de Minas Gerais requisitar informações sobre cinco fazendas apresentadas por ele em garantia em um recurso contra a execução de uma dívida de R$ 158 mil com o fisco.
As fazendas Cristal 1, 2, 3, 4, 5 somavam 17.100 hectares, mas na verdade elas não existiam, segundo o delegado.
"Era só no papel. A matrícula que originou o registro das cinco fazendas que o Marcos Valério apresentou como garantia era um terreno de 360 metros quadrados", contou o delegado.
Fonte:Folha.com
PAULO PEIXOTO
DE BELO HORIZONTE
GRACILIANO RAMOS
DE SALVADOR

Professor gaúcho encaminha pedido formal de impeachment de Lupi

Um professor de direito do Rio Grande do Sul afirma que enviou um pedido de impeachment do ministro Carlos Lupi (Trabalho) ao Congresso.
Sérgio Borja, 62, de Porto Alegre, diz que fez uma petição à direção da Câmara tendo como base a declaração da Comissão de Ética da Presidência, que sugeriu a exoneração do ministro.


A comissão apontou que Lupi deu "explicações não satisfatórias" e "resposta inconveniente" a suspeitas de irregularidades em convênios firmados com membros do PDT.
Borja diz que incluiu como testemunhas no pedido os integrantes da própria comissão da Presidência. Ele juntou ainda uma certidão de sua ficha na Justiça Eleitoral e enviou tudo pelo correio para Brasília na quinta-feira.
"Qualquer cidadão pode fazer, não precisa nem ter inscrição como advogado", disse.
O professor leciona na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e na PUC-RS e diz ter participado de passeatas contra a corrupção, como a promovida no último feriado de Sete de Setembro.
Folha:Folha.com

Dilma diz que Lupi só fica se explicar emprego duplo

A presidente Dilma Rousseff disse ontem ao ministro Carlos Lupi (Trabalho) que a única chance de ele permanecer no cargo até a reforma ministerial é fornecer explicações "convincentes" sobre o fato de ter ocupado, simultaneamente, dois cargos públicos por quase cinco anos.
O acúmulo ilegal, na Câmara dos Deputados em Brasília e na Câmara Municipal do Rio, foi revelado pela Folha ontem e resgatou no governo a disposição de vê-lo fora da Esplanada.
Presidente do PT contesta 'aparelhamento' na pasta de Lupi
'Em tese é crime', diz Gurgel sobre emprego fantasma de Lupi
Comissão de Ética só reavaliará caso Lupi em 2012
Lupi se reuniu ontem com Dilma no Palácio do Planalto para falar sobre a recomendação da Comissão de Ética de exonerá-lo, decisão que irritou a presidente.
Antes da reunião, ele disse a assessores em tom de brincadeira: "Estou pronto para voltar para casa".
Carlos Lupi saiu da conversa ainda ministro, mas com a determinação de se defender não só da questão do duplo emprego, mas também da recomendação da Comissão.
No governo, espera-se uma definição até o início da próxima semana. Dilma retorna de uma viagem à Venezuela no domingo, quando voltará a tratar do assunto.
"O ministro esteve aqui e disse que vai oficiar à Comissão de Ética pedindo os elementos da decisão, acho que inclusive a ata, para recorrer", afirmou Helena Chagas (Comunicação Social).
Interlocutores de Dilma avaliavam ontem que a revelação sobre o duplo emprego era mais problemática que a recomendação da Comissão.
Na Câmara dos Deputados, a reportagem levou à abertura de uma sindicância para apurar o acúmulo de funções públicas.
Na pior das hipóteses, o procedimento resultará na devolução do dinheiro recebido por ele no período.
Mas, politicamente, é uma demonstração de perda de apoio do pedetista.
Além de opositores do governo, que pediram ao Ministério Público para abrir uma ação civil pública e uma ação penal contra o ministro, pedetistas também disseram que a situação de Lupi piorou com a revelação do duplo emprego público.
CRIME
Questionado, o procurador da República, Roberto Gurgel, afirmou ontem que, "em tese", Lupi cometeu crime ao ter sido funcionário-fantasma da Câmara entre 2000 e 2006, fato também revelado pela Folha.
Gurgel disse que a questão da acumulação decargos pode até configurar "irregularidade administrativa" e "improbidade", mas não é tão relevante para a área criminal.

Editoria de Arte/Folhapress



Parecer da Comissão de Ética desagrada Planalto

O parecer da Comissão de Ética da Presidência da República que recomendou a exoneração do ministro Carlos Lupi (Trabalho) gerou desconforto no Planalto e contrariou a presidente Dilma, informa reportagem de Natuza Nery, Breno Costa e Flávia Foreque, publicada na Folha desta sexta-feira (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).
Presidente do PT contesta 'aparelhamento' na pasta de Lupi
'Em tese é crime', diz Gurgel sobre emprego fantasma de Lupi
Comissão de Ética só reavaliará caso Lupi em 2012
A indicação surpreendeu o governo tanto pela decisão quanto pela velocidade com que o órgão analisou o caso.
Além de reavivar as pressões para que Dilma demita seu sexto ministro suspeito de corrupção, o ato ocorreu quando a presidente já havia decidido só trocar o comando da pasta em janeiro, na reforma ministerial.
O mal-estar chegou a tal ponto que interlocutores palacianos apostam numa reformulação na comissão a partir de junho.
fonte:Folha.com

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Rio de Janeiro registra mais de 500 casos de dengue em novembro


Mais de 500 novos casos de dengue foram registrados no Rio de Janeiro só este mês. De acordo com boletim divulgado nesta quarta-feira pela Secretaria de Estado de Saúde, com as novas ocorrências, o total de notificações, desde janeiro, já ultrapassa 163,4 mil casos no Estado. Os números vêm caindo ao longo do ano.
Leia cobertura sobre a dengue no país
Em abril, foi registrada a maior parte das ocorrências da doença no estado (52.831), seguido pelos meses de maio (36.833) e março (32.450). Do total de ocorrências, 137 casos resultaram em mortes, a maior parte na capital fluminense, com 51 casos, seguida por São Gonçalo, na região metropolitanta (16) e Duque de Caixas, na baixada fluminense (9).
As notificações de casos de dengue aumentam no verão, época em que o mosquito transmissor da doença se prolifera.
POLOS
Há uma semana, a prefeitura do Rio inaugurou 20 polos de atendimento exclusivos para casos suspeitos da doença. Os postos funcionam 12 horas por dia oferecendo consultas, avaliações, exames, medicação, acompanhamento e hidratação dos pacientes. De acordo com a prefeitura, em cada uma das dez áreas de planejamento da cidade, há dois polos em atividade.
FONTE:Folha.com

Morre Ricardo Brentani, pioneiro da medicina por DNA no Brasil

Publicidade
REINALDO JOSÉ LOPES
EDITOR DE "CIÊNCIA" E "SAÚDE"
Morreu na noite desta terça-feira, vítima de um mal súbito aos 74 anos, o médico Ricardo Renzo Brentani, um dos responsáveis por impulsionar a entrada do Brasil na era da medicina por DNA.
Nascido em Trieste, na Itália, filho de Segismundo e Gerda, Brentani veio para o Brasil com apenas um ano de vida. Formou-se em medicina pela USP em 1962, especializou-se em oncologia e fez seu doutorado, em bioquímica, na mesma universidade.
Acabou se tornando professor da própria USP, de 1980 em diante.

Alessandro Shinoda/Folhapress
Ricardo Brentani em foto de agosto deste ano, ao receber prêmio por sua carreira acadêmica dedicada ao combate ao câncer
Ricardo Brentani em foto de agosto deste ano, ao receber prêmio por sua carreira acadêmica dedicada ao combate ao câncer
Nos anos 1990 e 2000, foi um dos responsáveis pelo sucesso do Projeto Genoma do Câncer, iniciativa da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) cujo objetivo era mapear as características genéticas dos principais tipos de tumores que afetam a população do Brasil.
A equipe do projeto se concentrou nos genes que estavam "ligados" apenas nos tumores. O objetivo final do esforço, que ainda deve demorar para ser totalmente alcançado, é achar maneiras de diagnosticar a doença cedo e de tratá-la de forma específica com base no DNA.
Seu interesse por mistérios da biologia molecular também o levaram a estudar os príons, as proteínas que causam o mal da vaca louca mas que, em sua versão normal, também são essenciais para o funcionamento do cérebro.
Brentani era diretor-presidente do Conselho Técnico-Administrativo da Fapesp e da Fundação Antônio Prudente, mantenedora do Hospital A.C. Camargo, onde ocorrerá o velório. Também foi presidente da filial brasileira do Instituto Ludwig de Pesquisa sobre o Câncer.
VEJA MAIS;

Fotógrafo captura rastro deixado por estação espacial e Júpiter


O fotógrafo britânico Mark Humpage produziu uma foto noturna de longa exposição em que conseguiu capturar as trilhas de luz deixadas pela ISS (Estação Espacial Internacional), o planeta Júpiter e estrelas do céu.
Humpage, famoso por suas imagens do céu e de paisagens, aproveitou o clima ameno do Reino Unido para esta época do ano, e acampou durante a noite do último domingo no pátio da igreja de Misterton, em Leicestershire.

Mark Humpage/Caters
O fotógrafo britânico Mark Humpage acampou durante uma noite perto de um cemitério para fazer a imagem acima
O fotógrafo britânico Mark Humpage acampou durante uma noite perto de um cemitério para fazer a imagem acima
"Eu tinha planejado [a foto] neste local há algum tempo e só estava esperando pelas condições ideais, sem nuvens, sem Lua e céu limpo", disse o fotógrafo.
"A igreja de Misterton com seu cemitério assustador e esta árvore formam um ótimo primeiro plano", escreveu o fotógrafo em seu website.
"Se você olhar atentamente entre a ponta da torre da igreja e a árvore, você vai ver a ISS cruzando os arcos dos rastros deixados pelas estrelas", disse Humpage.
Júpiter, por sua vez, deixa o rastro mais brilhante, cruzando atrás da torre da igreja e se dirigindo para o horizonte.
O fotógrafo usou um cabo remoto em sua câmera para fotografar de forma contínua o céu noturno durante um período de 11 horas.
Neste intervalo, Humpage fez 2.700 imagens com uma lente grande angular, que ele usou para formar esta imagem.


Médico com tumor fatal escreve livro de despedida




Em 2010, o médico David Servan-Schreiber descobriu um tumor no cérebro. Sabendo que não lhe restava muito tempo de vida, dedicou-se a escrever o livro "Podemos Dizer Adeus Mais de Uma Vez", feito para se despedir da família, dos amigos e dos leitores.
Reprodução
David Servan-Schreiber dedicou quase 20 anos à luta contra o câncer
David Servan-Schreiber dedicou quase 20 anos ao estudo do câncer
Visite a estante dedicada à luta contra o câncer
Siga a Livraria da Folha no Twitter
Conheça nossa página no Facebook
David lutou conta o câncer por quase duas décadas. Durante esse período, o autor de "Anticâncer" criou um programa fundamentado em evidências científicas para combater a doença.
O médico e escritor morreu em 24 de julho de 2011, aos 50 anos.
"Foi uma oportunidade de dizer adeus a todos os que apreciaram meus livros anteriores ou que vieram me ouvir. Aconteça o que acontecer, tenho grande esperança de que esse adeus não seja o último. Podemos dizer adeus mais de uma vez", escreveu em despedia aos seus leitores.
No Brasil, o título acaba de ser publicado pela editora Fontanar.
*FONTE:FOLHA.COM

Invadida por grevistas, Assembleia do MA suspende sessões Polícia Civil do MA decreta greve e aprofunda crise na segurança

A greve dos policiais e bombeiros militares do Maranhão pode terminar nesta quarta-feira, após a retomada das negociações com o governo do Estado.


Uma reunião está marcada para a tarde de hoje, dia em que a greve completa uma semana.
"Existe grande possibilidade que haja um acordo e a greve acabe", afirmou o cabo Ebenilson Carvalho, diretor de comunicação da Associação dos Servidores Públicos Militares do Maranhão.
Ontem à noite houve um primeiro diálogo entre os policiais militares e o governo. O Estado aceitou ceder em alguns pontos da pauta de reivindicações, como a concessão de anistia aos grevistas.
Ficou indefinida a questão salarial. O governo ofereceu R$ 2.200, os policiais não aceitaram, e uma nova proposta será apresentada hoje.
Os PMs, que atualmente ganham R$ 2.028, pedem reajuste para R$ 3.000, de acordo com a associação.

PSB INALGURA NOVA SEDE

Pesquisar este blog