Google+ Followers

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

PLANTÃO VIROU COMÉRCIO?


Plantões extras: COREN pede providências ao Secretário de Saúde do Estado A presidente do Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco, Célia Arribas, esteve reunida com o Secretário de Saúde do Estado, Antônio Figueira, para cobrar providências urgentes com respeito a situação desordenada de plantões extras nos principais hospitais do estado.
A preocupação em defender os Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares de Enfermagem que trabalham nestas unidades de saúde, moveu dra. Célia Arribas a se reunir com o secretário. 
Assim que recebeu denúncias a respeito, uma equipe de fiscalização foi averiguar a situação, constatando irrregularidades. Por este motivo, o Coren-PE está movendo uma ação civil pública contra o Governo do Estado motivada pela contratação irregular de profissionais de Enfermagem temporários.  De acordo com denúncias, a falta de servidores públicos concursados está fazendo com que os hospitais contratem excessivamente  “extras“ para plantões. Muitos destes profissionais, vindos de outros estados, não conhecem as normas e procedimentos daquela unidade de saúde.
Antônio Figueira se comprometeu em entrar em contato com o Secretário de Administração, Ricardo Dantas, para que providências sejam tomadas no sentido de solucionar este problema.
Também esteve presente na reunião o assessor jurídico do Coren, Rennê Alencar.
Abaixo segue a NOTA de REPÚDIO emitida pela presidente do Conselho com respeito a esta situação:
O Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco torna público a sua indignação diante a postura do Governo do Estado quanto à manutenção dos “CHAMADOS EXTRAS”, que constitui na contratação de Profissionais de Enfermagem para trabalharem por plantão, no HR - Hospital da Restauração, ignorando com isso a situação aviltante pela qual passam os Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos de Enfermagem dessa Unidade Hospitalar.
Há de se perguntar ao Governo do Estado porque não se realiza concurso para melhorar o dimensionamento de pessoal? Porque não se busca a aprovação do PCCS para ofertar salários dignos aos nossos Profissionais?
Profissionais da Enfermagem Pernambucana, o COREN-PE não está silente com esse descaso, somos sabedores de que o Ministério Público está apurando a questão, e quanto ao dimensionamento de pessoal, já propomos a Ação Civil Pública para discutir a matéria defendendo não só os Profissionais, mas a população que fica exposta a qualquer falha, pelo fato do Governo do Estado impor aos servidores uma carga de trabalho sub-h umana. Situações como esta TÊM QUE SER COMBATIDAS, e pedimos a toda categoria profissional que denuncie, pois o COREN-PE está atento e pronto para defender todo e qualquer direito relacionado com o bom conceito da profissão. Célia Morais de Arribas Presidente do COREN-PE

 fonte::COREN-PE

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Blog do Nayn Neto: Juiz denuncia omissão do MP e corrupção na polícia...

Blog do Nayn Neto: Juiz denuncia omissão do MP e corrupção na polícia...: "O juiz Ivan Alves de Barros encaminhou para a Procuradoria de Justiça denúncias de omissão do Ministério Público e corrupção na polícia de S..."

AUDITORIA EM CAMARAGIBE-PE

         a pedido do ministério Público Estadual, o TCE fez uma auditoria especial na prefeitura de Camaragibe para apurar indícios de irregularidades na utilização de contratos temporários para o desvio de recursos Públicos.a primeira Câmara julgou parcialmente procedente as denúncias contra o prefeito joão Lemos e determinou o envio de copia dos autos ao núcleo de atos de pessoal,para a formalização de processos específicos,e a quarta Promotoria de Justiça de Camaragibe que fez a citação da auditoria.                          fonte Jornal do comercio em 31 de Julho de 2011 domingo.

Pesquisar este blog