Google+ Followers

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Lupi defende assessor afastado: 'Não trabalho com ninguém corrupto'

POSTADO ÀS 11:19 EM 11 DE Novembro DE 2011

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, defendeu ontem, de forma veemente, seu ex-chefe de gabinete Marcelo Panellas, que deixou o cargo há seis meses. Segundo reportagem da revista "Veja", Panellas seria um dos articuladores do suposto esquema de cobrança de propina de organizações não governamentais (ONGs) conveniadas com o Ministério do Trabalho, o que teria motivado sua demissão por Lupi, por orientação do Palácio do Planalto. Lupi disse conhecer Panellas, que é tesoureiro do PDT, há 25 anos e ter absoluta confiança nele.

- Marcelo Panellas, tenho absoluta e total confiança nele. A coisa mais fácil de quem não tem caráter é abandonar a pessoa. Não o faço, porque o conheço bem. Não há possibilidade de Marcelo estar envolvido em esquema. Nunca usamos o poder para fazer qualquer tipo de esquema. Coloco minha função, minha vida à disposição, porque confio. Não trabalho com ninguém corrupto - disse Lupi, ao depor na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara , onde refutou as denúncias de irregularidades em sua pasta.

Segundo o ministro, Panellas saiu do governo por exigência familiar e, quando trabalhou com ele, estava licenciado do cargo de tesoureiro do PDT. Diante da provocação da oposição de que deveria convencer o ex-assessor a ir ao Congresso esclarecer as denúncias, Lupi disse que Panellas está hoje com problemas de saúde.

Leia maie em oglobo.

Pesquisar este blog