Google+ Followers

sexta-feira, 27 de abril de 2012

sábado, 21 de abril de 2012

Deputados Amigos da Enfermagem

Link do Sindicato dos Enfermeiros.

Copie e cole no endereço de e-mail:

INVESTIGAÇÃO

Polícia Federal indicia 11 pessoas por fraude em obras públicas

Cinco construtoras, somente na cidade do Recife, também estão sendo investigadas

20/04/2012 10:06 - RENATTA GORGA , Folha de Pernambuco
Estimativa é de que o prejuízo aos cofres públicos, até o momento, seja superior a R$ 20 milhões

Divulgação/PF
Atualizada às 19h 50


A Polícia Federal (PF), em uma ação denominada Operação Resgate - que foi realizada nesta sexta-feira (20), em conjunto com a Controladoria Geral da União (CGU) e teve o apoio da Receita Federal - foi responsável por identificar uma quadrilha formada por engenheiros que atuavam como empresários e servidores públicos municipais. O grupo captava recursos públicos e aprovava projetos junto aos órgãos federais. Neste caso, as licitações eram fiscalizadas pelos próprios criminosos. De acordo com o delegado da Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros e Desvios de Recursos Públicos, Daniel Silvestre, havia um trio que se revezava entre as atividades de elaboração do projeto, execução e fiscalização. A estimativa é de que o prejuízo aos cofres públicos, até o momento, seja superior a R$ 20 milhões. As investigações ocorreram durante três anos. Ninguém foi preso até o momento.


Ao todo, 11 pessoas estão envolvidas diretamente nas ações fraudulentas. Dentre elas, dois funcionários são de uma empresa terceirizada pela Caixa Econômica Federal (CEF), dois funcionários de alto escalão da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) - sendo, um deles, o Superintendente da Funasa, Álcio Pitt, e o outro é um servidor aposentado. Um quinto seria o secretário de Obras do município de Arcoverde, Eduardo Lima. Cinco construtoras, somente na cidade do Recife, também estão sendo investigadas, visto que a base de todas as atividades era na capital pernambucana e as prefeituras dos outros municípios - Camaragibe, Caruaru, Macaparana, Paudalho, São Benedito do Sul e Arcoverde - funcionavam como clientes. Todas as empresas envolvidas terão as atividades suspensas, bem como os funcionários vão ficar proibidos de exercer cargos empresariais.


Para que o Estado tenha o dinheiro ressarcido, os imóveis e todos os bens que teriam sido adquiridos pelos criminosos por meio das ações irregulares não poderão ser vendidos ou comercializados. Caso sejam considerados, de fato, culpados pelas fraudes, as pessoas terão os bens apreendidos pelo Estado. Desta forma, a Junta Comercial de Pernambuco (Jucepe), bem como o Conselho Regional de Economia e Agronomia de Pernambuco (CREA/PE) e o Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) foram acionados e vão ser responsáveis por fiscalizar os empreendimentos.


Os 11 envolvidos estão sendo indiciados (posto que existem provas concretas contra eles) pelos crimes de fraude e dispensa indevida de licitação, peculato (quando um funcionário público faz uso do cargo para apropriar-se de bens ou desviar valores), falsificação de documento público e formação de quadrilha. "Vimos que a prisão seria inoportuna, pelo menos por enquanto. Talvez não tivéssemos prova suficiente, se eles já estivessem presos. Mas isto não impede que, ao final das investigações, ocorram prisões", justificou o Superintendente da Polícia Federal, Marlon Jeferson de Almeida.

Ainda de acordo com o balanço da PF, todos os mandados de busca e apreensão foram cumpridos, tendo sido apreendidos documentos, computadores e mídias, armazenados em cerca de 45 malotes, bem como foi sequestrado um veículo marca Honda CRV, ano 2010. Dos 14 mandados de condução coercitiva, foram cumpridos 12, tendo em vista que duas pessoas não foram encontradas (dois empresários), pois se encontravam em viagem.


Dentre os 11 indiciados quatro são empresários, quatro são servidores públicos e três são empresários que exercem funções públicas. As três ouvidas foram de dois servidores públicos e um advogado. A prisão em flagrante foi realizada durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão na residência de um dos investigados, relativa à posse ilegal de uma arma de fogo, revólver calibre 38, pois o detentor não tinha registro da arma. O crime é afiançável por lei e o preso pagou fiança de um salário mínimo e vai responder ao crime em liberdade.


POLICIAIS - Cerca de 150 policiais da Superintendência Regional em Recife, Caruaru, Salgueiro, bem como dos estados Rio Grande do Norte, Alagoas e Paraíba atuaram na Operação Resgate. Outros 34 auditores da Receita Federal e Analistas da CGU também participaram da ação. 
Enviado pelo GM:Wilson

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Formação Profissional X Capacitação A PREFEITURA DE CAMARAGIBE-PE,SABE O QUE É ISSO?

Capacidade profissional X Conhecimento | BlogdoJSilva





Uma questão que gera dúvida é a diferença entre formação e capacitação profissional. Para entender estes dois conceitos distintos e suas conseqüências é necessário definir com clareza cada conceito.
O grande problema é que formar não significa capacitar.
A capacitação é um movimento solitário e individual que tem como objetivo transformar a formação recebida em capacidade de trabalho.
Observe o leitor que qualquer pessoa pode apreender, mas nem todas serão capazes de atuar satisfatoriamente como bons profissionais. Normalmente pensamos que uma pessoa formada está capacitada para atuar profissionalmente.
Na verdade, uma pessoa formada é aquela que possui as informações sobre uma determinada atividade e de posse destas informações deve ser capaz de identificar suas necessidades para então buscar sua capacitação.
Primeiro cada individuo recebe a formação que é o conteúdo aprendido e depois é necessário auto-avaliação para identificar o que cada pessoa precisa aperfeiçoar para se tornar capaz de executar uma determinada função.
Normalmente a capacitação ocorre na prática enquanto a formação é teórica.
Na maioria dos profissionais que não executam adequadamente suas atividades é possível observar que não falta conhecimento, mas sim, capacitação.
Uma solução para melhorar esta questão consiste em preparar o profissional para que possa se auto-avaliar adequadamente e assim definir para onde direcionar sua capacitação e identificar o que precisa ser melhorado.
A capacitação esta relacionada com o comportamento apresentado ao lidar com situações estressantes e que exigem muitas vezes improviso.
Um profissional que se formou com nota máxima na universidade e que não consegue se relacionar em equipe, embora formado com mérito, não está capacitado para o trabalho. Neste caso será necessário trabalhar esta deficiência para gerar capacitação.
Ser capacitado significa conseguir cumprir uma determinada atividade com eficiência.
Neste caso é importante além do conteúdo, o comportamento adequado para se atingir o objetivo desejado. A capacitação é pessoal e depende da motivação e esforço do individuo enquanto a formação pode ser adquirida em sala de aula.
Um profissional precisa da formação para adquirir capacitação, por isso muitas vezes confundimos a ideia de formado com estar capacitado. Mas não é a mesma coisa, embora interligados, estes são conceitos diferentes.
  Ocorre que,em Camaragibe,a Gestão recebe incentivo do SUS para investir na qualificação profissional dos trabalhadores da Saúde e parcialmente  promove alguns cursos  entre os profissionais dos PSFs.,Os profissionais dos  serviços de emergência não são qualificados ha muito tempo.Agora,como é conivente à Gestão desviar de função os profissionais de  enfermagem ,(obrigando-os à colher sangue sem qualificação e condições de trabalho), não convocando os profissionais de Laboratório do concurso de 2008,então inventou uma "QUALIFICAÇÃO" NO DIA 19 ABRIL/12 NO AUDITÓRIO DO SAMU,dizendo que vai qualificar os Auxiliares de Enfermagem à COLHER SANGUE num  dia.Ora,para colher sangue, faz-se  o CURSO  PARA TÉCNICO DE  LABORATÓRIO que dura em média 02 anos.Para quem já é da Área de Saúde,pode fazer o curso de FLEBOTOMIA. Esse curso é de menor duração,apenas 06 meses e é específico para quem quer e gosta de manipular  especificamente Hemoderivados/Vascular.
  PARA QUALIFICAR PRIMEIRO PRECISA FORMAR.A PREFEITURA ´PRECISA  VIABILIZAR UM CURSO EM UMA INSTITUIÇÃO RECONHECIDA PARA OS PROFISSIONAIS QUE SE ACHAREM   COM HABILIDADES PARA TAL FUNÇÃO E SÓ DEPOIS REALIZAR  QUALIFICAÇÃO NA ÁREA.
LAUDICÉA. Aux.de Enfermagem

Pesquisar este blog