Google+ Followers

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

DEPUTADO SEVERINO NINHO-PE


Um Exemplo a ser seguido!


Ninho, recebe homenagem  de diversos órgãos ligados aos profissionais de
enfermagem pelo luta que vem  travando em favor da categoria.


SINDICATOS FAZEM MOVIMENTO PARA LEVAR UMA PAUTA A PRESIDENTA DILMA.




O SINDACS-BH, destaca a importância da união entre o movimento sindical e os demais movimentos sociais, no sentido de levar à presidenta Dilma Rousseff uma pauta de reivindicações que estimule o desenvolvimento do país e a valorização do trabalho.

 

 

Saida: 05/03/2013 às 19hs Praça da Estação -BH.

 

Retorno: 07/03/2013
 

Duvidas: 8676-1663 oi

 
              9295-7030 tim

 
              9567-7332 vivo 

 

 

FONTE: SINDACS-BH.

Enviado pelo Blog;Bio ACS


ANS muda regra para suspender venda de plano de saúde


Além do descumprimento dos prazos de atendimento, agência vai analisar outros itens, como a ausência de cobertura para algum procedimento obrigatório


 
DAYANNE SOUSA - Agência Estado
 
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) vai adotar uma nova regra para determinar a suspensão da venda de planos de saúde neste ano. Em vez de considerar apenas o descumprimento de prazos de atendimento, como vinha fazendo, a agência reguladora incluirá na análise a violação de outras regras, como a ausência de cobertura para algum dos procedimentos obrigatórios ou problemas de carência.
A ANS divulga trimestralmente uma lista de planos de saúde impedidos de serem vendidos pelos próximos três meses. Até agora, o critério era o número de reclamações por descumprimento de prazos limites para atendimento. São suspensas as operadoras que, por dois trimestres seguidos, tiverem um nível de queixas acima da mediana de todas as empresas do mercado.
O resultado da próxima avaliação sob os novos critérios será divulgado em abril. Com a mudança de regras, a ANS esclareceu que não vai decretar a suspensão de planos neste primeiro momento, pois não há um padrão de comparação equivalente sobre o trimestre anterior. As primeiras suspensões sob a nova medida poderão ocorrer em julho.
Apesar de serem levados em conta mais fatores, a diretora-adjunta de Normas e Habilitação dos Produtos da ANS, Carla Soares, descarta que possa haver uma elevação no número de operadoras punidas. A explicação dela é que o critério da agência reprime apenas as que têm reclamações notadamente acima do patamar médio das empresas do mercado. Em janeiro, 225 planos administrados por 28 operadoras foram suspensos seguindo as regras antigas.

Fonte:Estadão
28 de fevereiro de 2013 | 16h 42

Bancada evangélica da Câmara deve presidir Comissão de Direitos Humanos


Pastor Marcos Feliciano, virtual novo presidente do colegiado, escreveu em 2011 que amor entre pessoas do mesmo sexo levava ao ódio e ao crime



Bruno Lupion e Ricardo Chapola, de O Estado de S. Paulo
 
SÃO PAULO - O PSC quer indicar o deputado federal e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) para presidir a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados. Em 2011, Feliciano foi protagonista de uma polêmica ao escrever, em sua página no Twitter, que o amor entre pessoas do mesmo sexo levava "ao ódio, ao crime e à rejeição" e que os descendentes de africanos seriam "amaldiçoados".
Feliciano avalia que a Comissão se tornou um espaço de defesa de 'privilégios' de gays - Divulgação
Divulgação
Feliciano avalia que a Comissão se tornou um espaço de defesa de 'privilégios' de gays
Um acordo de lideranças na quarta-feira, 27, estabeleceu que a presidência da comissão ficará com o Partido Social Cristão. O PT, que tradicionalmente comandava esse colegiado, abriu mão da vaga em favor da sigla que faz parte da base de apoio do governo Dilma Rousseff. Feliciano confirmou ao Estado que, no partido, seu nome é o escolhido para o cargo.
Ele avalia que a comissão hoje se tornou um espaço de defesa de "privilégios" de gays, lésbicas, bissexuais e transexuais e defendeu "maior equilíbrio". "Se tem alguém que entende o que é direito das minorias e que já sofreu na pele o preconceito e a perseguição é o PSC, o cristianismo foi a religião que mais sofreu até hoje na Terra".
A possibilidade de Feliciano assumir a presidência da comissão gerou revolta entre parlamentares. O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-SP) afirmou ser "assustador" que o pastor assuma o órgão. "Ele é confessadamente homofóbico e fez declarações racistas sobre os africanos", afirmou.
Para a deputada federal Erika Kokay (PT-DF), ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, a escolha do pastor marca uma fase "obscura" do colegiado, pois a postura de Feliciano atentaria contra os princípios básicos dos direitos humanos. "Corremos o risco de mergulharmos no obscurantismo e negarmos a história da comissão. (O nome de Feliciano) não nos tem dado segurança. Posturas homofóbicas e racistas atentam contra os princípios básicos dos direitos humanos", disse.

Fonte;Estadão
28 de fevereiro de 2013 | 17h 59

SP tem 800 mil pedidos médicos na fila de espera


Lista divulgada ontem pela Prefeitura mostra, por exemplo, que paulistana chega a esperar 4,6 anos por procedimento ginecológico 

 

 

ADRIANA FERRAZ, FELIPE FRAZÃO - O Estado de S.Paulo
 
 
A Prefeitura divulgou ontem, pela primeira vez, a lista completa dos pedidos médicos reprimidos na rede municipal. Ao todo, havia em 31 de dezembro 800.224 registros na fila por atendimento, seja na área de exames, consultas com especialistas ou mesmo cirurgias. Na média, o tempo de espera é de 8 meses.
A relação revela que há 57 mil pessoas aguardando consulta com um dermatologista e outras 49 mil com um otorrino. Quando o assunto é demanda por exames, o ultrassom transvaginal - essencial para diagnosticar miomas e câncer, por exemplo - é o mais disputado, com 71,7 mil pessoas na espera. Quem pode pagar recorre às clínicas populares, que cobram cerca de R$ 60. Quem não pode perde a chance de iniciar o tratamento ainda no início da doença.
A demanda por cirurgia não fica atrás. Hoje, 60 mil pedidos estão paralisados. Desses, alguns têm previsão de deixar a fila apenas daqui a nove anos. É o caso das solicitações para cirurgia geral, que envolvem, por exemplo, o sistema digestório. Em seguida, estão procedimentos ginecológicos, cuja espera é de 4,6 anos, e de urologia, que chega a 3,3 meses.
A corrida por serviços odontológicos é igualmente disputada. O agendamento de consulta com um cirurgião dentista demora só dois dias, mas o prazo para colocação de uma prótese chega a 3,5 anos - 23,6 mil pessoas estão nessa lista.
Ultrassom e mamografia. A herança da gestão de Gilberto Kassab (PSD) explica por que a saúde é a área que recebe a pior avaliação da população em pesquisas de satisfação. E o quadro não deve mudar tão rapidamente, mesmo que haja uma injeção de recursos do governo atual. Ontem, o prefeito Fernando Haddad (PT) anunciou oficialmente que a rede vai priorizar a realização de exames da rotina feminina, como ultrassons e mamografias, ambos com alta demanda. A expectativa é de alcançar 90 mil agendamentos.
"A Ação Hora Certa vai oferecer alguns exames para os quais as filas estão muito extensas. As mulheres serão convocadas por telefone, na ordem da espera", disse o prefeito. A fim de reduzir faltas, a Secretaria Municipal de Saúde enviará SMS às pacientes com dois dias de antecedência com alertas sobre a data do procedimento e o horário.
Segundo o prefeito, um em cada quatro usuários da rede, na média, não comparece às consultas, o que agrava o quadro. "Se você, cidadão, avisar antes que vai faltar, essa consulta vai ser remarcada sem prejuízo", alertou o prefeito, em nota.
Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, a ação terá caráter gradativo. Após reduzir a fila por ultrassons e mamografias, a Prefeitura iniciará outras medidas segmentadas na área e não descarta a necessidade de contratação de vagas adicionais em clínicas particulares.

 

Fonte:Estadão

Eliana Calmon recebeu R$ 84 mil para 'alimentação'


Cortejada pelo PSB para disputar o Senado ou governo da Bahia, ministra do STJ teve contracheque de R$ 113 mil em setembro 

 

Fausto Macedo, de O Estado de S.Paulo
Cortejada pelo presidente do PSB Eduardo Campos para se candidatar a uma cadeira no Senado ou ao governo da Bahia, a ministra Eliana Calmon, vice-presidente em exercício do Superior Tribunal de Justiça (STJ), recebeu em setembro do ano passado, de uma só vez, R$ 84,8 mil a título de auxílio alimentação. Naquele mês, o contracheque de Eliana bateu em R$ 113.009,50.
Eliana Calmonafirmou que benefício é recebido por todos os juízes - André Dusek/AE - 04.09.2012
André Dusek/AE - 04.09.2012
Eliana Calmonafirmou que benefício é recebido por todos os juízes
Ela ganhou notoriedade em sua gestão na Corregedoria Nacional de Justiça, entre 2010 e 2012, período em que conduziu com rigor inspeções disciplinares nos tribunais, em busca de irregularidades em supercontra-cheques de magistrados.
A ministra denunciou "bandidos de toga" e colecionou desafetos em cortes estaduais com seu estilo combativo. Atribuíam a ela projeto de cunho político eleitoral, o que sempre refutou.
A verba de alimentação, da qual ela se beneficiou, tem respaldo em norma do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que incorpora a vantagem ao subsídio dos magistrados de todo o País. A concessão é prevista na Resolução 133 do CNJ.
Em junho de 2011, o colegiado, sob presidência do ministro Cezar Peluso, aprovou a medida que dispõe sobre a simetria constitucional entre magistratura e Ministério Público e equiparação de vantagens, como o plus de R$ 710 a título de alimentação. O valor cai todo mês na conta da toga. Os juízes não têm de exibir recibos de despesas.
Em setembro, o Tesouro depositou na conta da ex-corregedora o valor acumulado do período retroativo a cinco anos da data da concessão do benefício, ou seja, de 2006 a 2011.
A remuneração regular da ministra, R$ 25.386,97, foi acrescida dos R$ 84,8 mil sob a rubrica "indenizações". Com descontos da previdência e do imposto de renda, ela recebeu R$ 104.760,01.
Benefícios."Efetivamente, recebi em setembro de 2012 acumulado do benefício intitulado auxílio alimentação", disse a ministra do STJ. "O auxílio é automático, sem exigência de recibo de comprovação."
Eliana recebe o auxílio-alimentação - assim como seus colegas da corte -, além de R$ 2.792,56 (sem imposto sobre esse valor) como abono de permanência porque já conta tempo para se aposentar, mas permanece na ativa.
Seu holerite, como o dos outros ministros, é público. Pode ser acessado na página do STJ na internet. Há alguns dias, cópia do contracheque da ministra começou a circular em e-mails de magistrados que ainda não receberam o pagamento acumulado. Alguns intitulam as mensagens com um "Eliana é 100", em alusão aos mais de R$ 100 mil que ela recebeu em um único mês.
Muitos magistrados revelam desconforto com a situação. A resolução do CNJ autorizou o benefício alimentação. Posteriormente, a Associação dos Juízes Federais (Ajufe), que os representa, foi ao Conselho da Justiça Federal (CJF) e pleiteou retroatividade dos cinco anos.
Os magistrados estão recebendo o valor mensal de R$ 710, mas até agora não há previsão para que a verba correspondente àquele período acumulado seja liberada para a toga - nem os juízes federais nem os do Trabalho receberam. Os ministros dos tribunais superiores, exceto os do STF, garantiram sua parte. Os juízes assinalam que estão na expectativa de terem assegurado direito decorrente da simetria reconhecida pelo CNJ.

Fonte:Estadão

 

DENÚNCIA

Atenção Ministério da Saúde !


Morador do Santana, denunciam que o Posto da USF do Santana, está sem Médico desde Novembro de 2012, trazendo transtorno a população.


Gostaria de Agradecer a Ouvidoria feita em Camaragibe pelo SUS em 2012, comprovando as denúncias feitas pelo Sindicato dos Servidores Municipais de Camaragibe e do Conselho Municipal de Saúde.Porém, quero endossar a necessidade de continuar  fiscalizando e  monitorando os  recursos públicos destinados aos diversos programas e ações da secretaria de Saúde no âmbito do Município assim como os projetos que tem parceria direta com o Ministério da Saúde, onde as informções não são devidamente repassadas.


Laudicéa

ATUAÇÃO DOS CONSELHOS DE EDUCAÇÃO DE CAMARAGIBE-PE, EM BUSCA DA RESOLUÇÃO DOS PROBLEMAS, POR UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE.

Esteve marcada para Hoje,às 09Hs, no Auditório da  Prefeitura Municipal de Camaragibe,  a Reunião com os Conselhos :CME (Conselho Municipal de Educaçao), FUNDEB (Fundo de manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica )e CAE (Conselho de Alimentação Escolar). Na reunião os  integrantes solicitaram a presença do secretário de Educação, João Bosco. Após ída  a Secretaria de Educação, foram encaminhados a sala de reuniões do Gabinete do prefeito, onde foram recebidos pelo Sr.Anderson (Secretario de Comunicação) e a Sra Arlene (Diretora de Recursos humanos da Eucação). Após aguardar a presença do Sr Bosco, que não compareceu, foram tratados os seguintes pontos :

--Casa dos Conselhos  de Educação e Estrutura Administrativa, onde o secretário(Sr Anderson), deu como prazo, até 15 de março, para resposta;

--Caderno  de Delibeberações da última COMEC (Conferência municipal de Educação), onde a Sra Arlene se comprometeu em verificar e responder na próxima reunião;

--Prestação de Contas do FUNDEB (Fundo de manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica) e dos 25% dos Recursos Municipais destinados a Educação;

-- Garantia da Participação dos Conselheiros, onde a Gestão garante que enviará um documento de  liberação para orientação de todas as chefias;

-- Prazo de resposta por escrito aos requerimentos dos servidores.O Secretário garante que já  foi destribuido um memorando resolvendo este problema.

--Númerro de Alunos  por sala de Aula;

-- A Lei do Piso Municipal do magistério; que deverá estar  sendo enviada de imediato à câmara municipal de Camaragibe;

-- Junta Médica. Questão remetida   para a reunião com a secretaria de Saúde em 05 de março.

--As Férias  e licenças serão reprogramadas a partir de março;

--Suspensão das Gratificações .

INFELIZMENTE, fomos informados que em Fevereiro, ainda não foi  regularizada a situação das Gratificações.

Foi solicitada ainda, um levantamento dos problemas de saúde  dos profissionais de Educação, pois temos conhecimento de um grande quantitativo de afastamento e acompanhamentos pscológicos e Psquiátricos entre outros.

-- Quanto a Carga Horária dos Profissionais de Saúde , o mesmo alega que vem sendo regularizado na Maternidade e se estenderá aos outros Serviços do Regime de  Plantão. Ponto a ser discutido na reunião  com a SESAU.

Participaram da reunião, a Presidente do Conselho do FUNDEB (Maria Luiza Laureano Rosas),a Presidente do Conselho Municipal de Educação (Magna Bias) e a Professora, Letícia.


A DIRETORIA




quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Professores pedem cumprimento da Lei do Piso em Paulista


Grande Recife // paralisação de advertência

 

Publicado em 26.02.2013, às 22h09


Do NE10
Professores da rede municipal de Paulista fazem paralisação de advertência, promovida pelo Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Ensino do Município do Paulista (Sinprop), nesta quarta-feira (27), pelo não cumprimento da Lei nº 11.738, de 16 de julho de 2008, mais conhecida como Lei do Piso.

Serão realizados dois atos públicos, um a partir das 8h e outro às 14h. Ambos em frente à Prefeitura de Paulista.

Fonte:NE10A categoria busca uma atitude do representante municipalista sobre o cumprimento da Lei do Piso na sua integralidade, bem como as gratificações e um percentual de 1/3 para atividade dos professores.

REUNIÃO DA SISEMCg COM O COMANDO DA GUARDA, ADIADA.

Nesta quarta feira ,dia 27 de Fevereiro, às 11Hs, haveria reunião do Sindicato dos Servidores Municipais de Camaragibe, com o Comando da Guarda Municipal. Reunião esta desmarcada.
A Reunião foi remarcada para  amanhã, dia 28 do Corrente no mesmo horário.


ASSUNTO DA REUNIÃO:

-- Plano de Cargos e Carreiras da Guarda;
--Pauta de Reinvindicação 2013
-- Entre Outros.

Laudicéa

REUNIÃO DA SAÚDE ADIADA

 COMUNICADO AOS  PROFISSIONAIS DE SAÚDE:



A Reunião do SISEMCg (Sindicato dos Servidores Municipais de Camaragibe), com o Secretário de Saúde do Municípío, Sr Caio Melo, agendada para o dia 19 de Fevereiro Adiada para o dia 26 de Fevereiro , foi  novamente  Adiada para o dia 05 de março.
Na Gestão anterior , os profissionais de Saúde passaram  quase 02 Anos sem reunião com a Secretária  de Saúde acumulando os problemas da Cartegoria. 
Esperamos que nessa nova Gestão, haja espaço para o Trabalhador.

Eis a Pauta de Reinvindicação dos ACS:



 Pauta de Reinvindicação da Enfermagem;

-Condições de Trabalho;
- Carga Horária da Saúde; Hs/ Ext
-Atribuições;
-Gratificação SUS
- Aumento Gratificado dos Médicos Lei 418 e 472;  
Entre Outros.


Laudicéa 

CMS DE CAMARAGIBE-PE NA CES-PE


Nesta Terça Feira, dia 26 de Fevereiro de 2013, participaram de Reunião na CES-PE,Sobre Co- Financiamento do Estado de Pernambuco para Saúde Mental, Eventos da Saúde Mental e Rede  de Cuidados de  pessoas com Deficiência

A Comissão de Assessoramento do Conselho Estadual de Saúde do Estado de pernambuco, está fazendo Grupos nas Regionais de Trabalho na Sede de  cada GERES, na intenção de reunir e avaliar formulários situacionais dos Conselhos sob a Administração Estadual e apresentar proposta de plano de Atividades para o Ano de 2013 e avaliar ações do Controle Social do Ano de 2013
A Preocupação do CMS de Camaragibe,em relação a Capacitação dos ACS, é disvirtuar os mesmos da Intenção Inicial do Programa. Segundo Laudicéa, conselheira do segmento do trabalhador, em Camaragibe, no início do Programa dos Agentes Comunitários de Saúde, surgiram os ASB(Agentes de Saúde Bucal), depois, treinaram os ACS em Saúde Bucal e os ASB foram extintos e sobrecarregaram os ACS com as atribuições dos ASB. Surgiu o Programa Saude na Escola, Aí, novamnete treinam os ACS  para trabalhar em conjunto com a Educação e mais uma vez, sobrecarregam os ACS para atenderem os Alunos.Depois , surgem os PETs e Pró- Saúde e os ACS passam a acompanhar e auxiliar os Estagiários.Agora, querem treinar esses profissionais em Saúde Mental. De início, dizem que é pra eles adguirirem conhecimento na Área.Depois, passam a responsabilidade do programa para esses profissionais.No Final, eles acabam não fazendo o trabalho Básico, que seria: Coleta  de Dados Familiares/Renda Falmiliar  para cadastramento das famílias por àrea, Atendimento aos Acamados, Acesso aos Diabéticos e Hipertensos , Monitoramento as Crianças  em fase de crescimento e com risco de Desnutrição entre outros.
Isso é o que chamo de  apresentar Programa para receber verba e depois, pela demanda, não conseguir dá conta.Caindo no esquecimento como muitos programas já existentes. 
 Uma coisa é Capacitar a nível de conhecimento os Profissionais de Saúde, outra bem diferente é  assoberbá-los de atribuições sem condiçoes de executá-las facilitando os descasos na saúde e erros constantes que muitas vezes são irreparáveis.
Gostaria que o Ministério da Saúde avaliasse bem, ao utilizar os ACS como "Mil e uma Utilidade " , Precisam arcar com o Bônus e o Ônus.
Na Saúde, não adianta fazer de conta!


 


Laudicéa

CÂMARA, 3ª SESSÃO FEVEREIRO


Mais uma vez a sessão que deveria começar às nove horas teve seu início às dez.
    Abriu com a leitura da ata anterior e em seguida passou para o pequeno expediente que na realidade foi muito grande ao ponto do vereador Alberez solicitar aos vereadores que não colocasse tantos pedidos para não tumultuar a prefeitura com tantos pedidos, alias o tempo de mandato era de quatro anos.
   Logo em seguida teve início a grande sessão.
   O vereador Geraldo Alves foi quem abriu e ele chamou a atenção da falta de campos de várzeas. 
    Quando se pensava que a sessão ficaria só nisso, o vereador toninho apresentou um grande problema que mexeu com toda a câmara.
    Na realidade o hospital que era nosso, na realidade seria do Sr. Marcos Augusto e este estaria cobrando da prefeitura . Disse ele que o hospital havia sido alugado em 2010 por R$ 75.000,00e a prefeitura só havia pago sete meses. Que a prefeitura anterior havia depositado R$ 2.100.000,00 pela desapropriação alegando que o Sr. Marcos devia aos cofres público R$ 1.700.000,00, e aí formou a confusão. Devemos lembrar que a prefeitura anterior fez a mesma coisa no terreno onde seria um posto de saúde e que o terreno onde seria o espaço infantil, em aldeia, está no mesmo pacote.
     Pelo que vejo Camaragibe está de cabeça para baixo e é por isso que dizem SALVEM JORGE.
    Do jeito que esta, essa gestão, se andar será muito pouco. Terão de chamar o Sr. Marcos, Sr. Davi, Sr. João e outros senhores que provavelmente também serão envolvidos. 
     Eu não acredito que isso vai dar em alguma coisa, embora vejo nos vereadores novos muita disposição. Alias esse problema , no passado foi visto pela vereadora Maria José e o vereador Délio Jr., mas a maioria preferiu dar como certo.
     Estão procurando uma data para o encontro com os envolvidos.
     Isso está parecendo só o começo de muitas coisas que ainda vão surgir.
   O vereador Armando do posto está tentando um contato com o secretário de saúde, desde sexta feira e nada.
   O acontecerá se o Juiz der ganho de causa ao Sr. Marcos. E se o Juiz der ganho de causa aos herdeiros do terreno onde estavam fazendo o porto de saúde, e se o Juiz de ganho de causa ao dono do terreno onde iam ou fizeram o Espaço do Saber. Quanto o município jogou fora $$$?
     A próxima reunião ficou marcada para amanhã e terá de começar às 9 hs. 




Potiguara 
Enviado pelo Blog:Potiguara

AGENTES DE SAÚDE PRETENDE ENTRAR NA JUSTIÇA PARA RETORNAR AO TRABALHO.



Os 20 agentes de endemias do município que pretendem ingressar na justiça para retornar ao trabalho alegando que foram demitidos na gestão da ex-prefeita Socorro Waquim por sofrerem perseguição política, estão aguardando uma posição do prefeito Luciano Leitoa sobre o caso.

A categoria já sofreu a primeira derrota quando dias atrás, a procuradoria jurídica do município deu parecer contrário a a reintegração deles ao trabalho.

Há quem diga que dificilmente o prefeito ficará contra o parecer da procuradoria.

A categoria dos agentes de endemias está deixando o prefeito numa situação espinhosa. Os que foram demitidos em 2005 e 2007 querem voltar ao trabalho e os atuais que foram efetivados no governo Socorro Waquim tem recomendação do ministério público para que anule o ato  por considerá-lo irregular. 


FONTE: PORTAL AZ.

Enviado pelo Blog;Bio ACS

GOVERNO ALTERA REGRAS PARA CRIAÇÃO E REGISTROS DE SINDICATOS.

 

O Ministério do Trabalho anunciou nesta terça-feira (26/02), após discussão com as centrais sindicais, alteração das normas para criação e registro de sindicatos no país. As novas regras serão publicadas ainda nesta semana no "Diário Oficial da União" e deverão entrar em vigor em até 30 dias, informou o governo federal. Atualmente, existem mais de 14 mil sindicatos no Brasil.
"De maneira geral, as regras trazem mais celeridade, mais transparência, mais controle e buscam garantir a legitimidade dos pleitos de registro sindical. Elas avançam no sentido de pôr fim aquilo que era classificado como interferência indevida do Estado, do governo, na organização sindical, que é livre, cabendo ao Ministério do Trabalho apenas conferir o cumprimento da legislação. Não cabe ao Ministério do Trabalho dizer quem deve ou não deve ter registro sindical", informou o ministro do Trabalho, Brizola Neto.
Entre as novas exigências documentais para verificar a legitimidade dos pedidos de registro sindical, estão: identificação e qualificação dos subscritores dos editais e requerimentos com o objetivo de evitar que pessoas alheias à categoria criem ou alterem sindicatos; atas e estatutos terão de ser registrados em cartório; identificação e qualificação dos diretores; além da delimitação de prazos para saneamento do processo e do cadastro.
Segundo o Ministério do Trabalho, também haverá maior rigor nos casos de desmembramento e dissociação de sindicatos. A partir de agora, os editais terão de explicitar a entidade que está perdendo a base. Também será permitida a impugnação do processo e, em caso de conflito de base, será exigida nova assembleia de ratificação da criação da entidade.
"Estamos apertando controle documental, exigindo certificação digital e definindo regras claras para divisão de base, evitando fracionamento das organizações. No caso de desmembramentos e dissociação de base, ficam estabelecidas etapas. A principal dela é a necessidade de uma assembleia ratificadora. Isso garante que, se por uma eventualidade a primeira assembleia que dividiu determinada base não teve legitimidade, certamente a segunda assembleia não será sem legitimidade. Vai botar freio ao fracionamento indiscriminado que criava sub-representações sindicais", declarou Brizola Neto.
Segundo o Ministério do Trabalho, há, atualmente, 4,1 mil processos cadastrados no Ministério do Trabalho, sendo 2,1 mil deles de criação ou alteração sindical. O governo informa que foi criado um novo Sistema de Distribuição de Processos (SDP) que garantirá a análise, em ordem cronológica, dos pedidos de registro ou alteração sindical, e também assegurará a tramitação das demais fases de análise (impugnações, autocomposição e recursos) com distribuição imediata para análise. "Foram adotados procedimentos que elevaram a quantidade de processos finalizados na análise de 90 por mês para 150, com meta de 250 por mês para os próximos meses", informou o governo.
No caso das entidades de nível superior (federação e confederação), o Ministério do Trabalho lembrou que os critérios para criação e manutenção são objeto de questionamento no Supremo Tribunal Federal (STF). "Como não se conseguiu consenso sobre as novas regras para seu registro, serão mantidos os atuais dispositivos até que se tenha uma decisão do STF, ou consenso", concluiu o Ministério do Trabalho.


Alexandro Martello
FONTE: G1, em Brasília
Enviado pelo Blog: Bio ACS

DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO PUBLICA HOJE PORTARIA DO INCENTIVO DOS ACS






DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO
Nº 36, sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013 ISSN 1677-7042 55

GABINETE DO MINISTRO
PORTARIA Nº 260, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2013

Fixa o valor do incentivo de custeio referente à implantação de Agentes Comunitários de Saúde.
 
O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos I e II do parágrafo único do art.87 da Constituição, e
Considerando a Portaria nº 2.488/GM/MS, de 21 de outubro de 2011, que aprova a Política Nacional da Atenção Básica e dispõe como responsabilidade do Ministério da Saúde, a garantia de recursos financeiros para compor o financiamento da atenção básica; e
Considerando a necessidade de revisar o valor estabelecido para o incentivo de custeio referente aos Agentes Comunitários de Saúde, resolve:
Art. 1º Fica fixado em R$ 950,00 (novecentos e cinqüenta reais) por Agente Comunitário de Saúde (ACS) a cada mês, o valor do incentivo financeiro referente aos ACS das estratégias de Agentes Comunitários de Saúde e de Saúde da Família.
Parágrafo único. No último trimestre de cada ano será repassada uma parcela extra, calculada com base no número de ACS registrados no cadastro de equipes e profissionais do Sistema de Informação definido para este fim, no mês de agosto do ano vigente, multiplicado pelo valor do incentivo fixado no caput deste artigo.
Art. 2º  Fica definido que os recursos orçamentários, de que trata esta Portaria, correrão por conta do orçamento do Ministério da Saúde, devendo onerar o Programa de Trabalho 10.301.2015.20AD - Piso de Atenção Básica Variável - Saúde da Família (Plano Orçamentário 0006 - Piso de Atenção Básica Variável - Saúde da Família),
Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos financeiros a partir da competência janeiro de 2013.
ALEXANDRE ROCHA SANTOS PADILHA
 
Enviado pelo Blog:SINDACS/SLZ


sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Conta de Bento XVI no Twitter vai ser fechada após sua renúncia

Papa alemão foi precursor ao usar rede social para falar a fiéis.
Ele anunciou que vai deixar o pontificado em 28 de fevereiro.

Do G1, em São Paulo

A conta do Papa Bento XVI no Twitter, @pontifex, vai ser encerrada quando o pontífice renunciar em 28 de fevereiro, informou nesta sexta-feira (22) a CNN, citando a Rádio Vaticano.
Ainda não se sabe se o sucessor de Bento XVI, a ser definido no Conclave de cardeais, irá ter conta no site de microblogagens.
O Papa alemão foi precursor no uso do Twitter para se comunicar com os fiéis.
O Papa ainda vai soltar um último tuíte em 27 ou 28 de fevereiro, pouco antes de se aposentar.
Reprodução da conta @pontifex, do Papa Bento XVI no Twitter, nesta segunda-feira (18) (Foto: Reprodução)Reprodução da conta @pontifex, do Papa Bento XVI no Twitter em 18 de fevereiro (Foto: Reprodução)



Católicos dos EUA aceitariam Papa de fora da Europa, diz pesquisa

Para 51%, próximo pontífice deve 'manter posições tradicionais da Igreja'.
Para 15%, Igreja deve ter posições mais duras nos casos de pedofilia.

Da AFP

Cerca de 60% dos católicos nos Estados Unidos acreditam que seria positivo que o próximo Papa fosse da América do Sul, da Ásia ou da África, segundo uma pesquisa do Pew Research Center.
Por outro lado, 20% disseram que não se importavam se o sucessor do Papa Bento XVI fosse oriundo de uma região em vias de desenvolvimento, e apenas 14% disseram que isso seria uma má ideia.
O setor do Pew Research Center para a Religião e a Vida Pública entrevistou por telefone 1.504 americanos de todas as crenças, incluindo 304 católicos, entre os dias 13 e 18 de fevereiro, após o anúncio feito por Bento XVI de que vai renunciar em 28 de fevereiro.
Dos entrevistados católicos, 51% disseram que o próximo Papa deve "manter as posições tradicionais da Igreja".
Entre aqueles que opinaram que a Igreja deve seguir outros direcionamentos, 15% afirmaram que a instituição deve endurecer sua postura sobre os casos de pedofilia e 9% expressaram que deve ser mais tolerante com a igualdade para o casamento gay.
Por outro lado, apenas 1% opinou que a Igreja deve ser mais flexível com o tema do aborto.
Em média, um a cada quatro americanos é católico o que faz da Igreja a maior entidade religiosa do país, assim como torna os EUA o país desenvolvido com maior população católica.





Papa transfere alta autoridade do Vaticano para a Colômbia

Transferência de Ettore Balestrero ocorre em meio a relatos sobre dossiê.
Texto teria influenciado na decisão do Papa de sair, diz imprensa italiana.

Do G1, em São Paulo
O Papa Bento XVI transferiu o monsenhor Ettore Balestrero, uma alta autoridade do Secretariado de Estado do Vaticano, para a Colômbia, em meio a especulações da mídia sobre o conteúdo de um suposto relatório confidencial sobre "corrupção e sexo" na Santa Sé.
O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, disse nesta sexta-feira (22) que a transferência era estudada havia meses, trata-se de uma "promoção" e não tem nenhuma relação com o relatório, que o Vaticano nega.
Balestreto havia sido nomeado subsecretário do Ministério de Relações Exteriores do Vaticano em 2009 e, entre outras tarefas, participava dos esforços para manter o país na lista dos países financeiramente transparentes.
A imprensa tratou a promoção como uma "queda para o alto", destinada a afastar Balestrero do centro do poder vaticano.
O Papa Bento XVI, que vai renunciar em 28 de fevereiro, nomeou-o embaixador, ou núncio apostólico, na Colômbia.
O monsenhor Ettore Balestrero em 18 de julho de 2012 (Foto: AP)O monsenhor Ettore Balestrero em 18 de julho de 2012 (Foto: AP)
Os jornais italianos estão especulando sobre o conteúdo do suposto dossiê, que teria sido apresentado ao Papa em dezembro, preparado por três cardeais após investigação sobre as origens de vazamentos de documentos secretos da Santa Sé no escândalo do VatiLeaks.
O mordomo do Papa, Paolo Gabriele, foi punido pelos vazamentos, em outubro passado, e depois perdoado pelo próprio Bento XVI.
O Vaticano se recusou a comentar sobre as matérias da imprensa, que afirmam que o conteúdo do dossiê teria sido um fator na decisão de renunciar, anunciada pelo Papa em 11 de fevereiro.
A versão oficial de Bento XVI é de que ele não tem mais "força física e mental" para ser pontífice.
'Lobby gay'
De acordo com o jornal "La Repubblica", a decisão de Bento XVI de renunciar ao Trono de Pedro poderia ter sido reforçada pela profunda frustração após tomar conhecimento em outubro de um "lobby gay" no Vaticano revelado pela investigação secreta dos três cardeais aposentados.

Segundo a reportagem "'Sexo e carreira, as chantagens no Vaticano por trás da renúncia de Bento XVI", o cardeal espanhol da Opus Dei, Julian Herranz, que presidente a comissão, teria relatado antes de 9 de outubro ao Papa o dossiê "mais escabroso" sobre "uma rede transversal unida pela orientação sexual". Segundo a matéria, "pela primeira vez, a palavra homossexualidade foi pronunciada" no apartamento papal.

De acordo com a revista "Panorama", o "lobby gay" do Vaticano "é, de longe, o mais influente e ramificado entre todos os que existem dentro da Cúria Romana".

Segundo o "La Repubblica", o relatório indica que alguns bispos sofreram "influência externa" (chantagem) de laicos com quem estabelecem laços de "natureza mundana".

O Vaticano apontou erros grosseiros neste artigo, afirmando que não deve ser levado a sério. Não haverá "negações, comentários ou confirmações" sobre "especulações, fantasias e opiniões" emitidas pela imprensa neste período, declarou o porta-voz, o padre Federico Lombardi.

De acordo com o vaticanista do jornal "La Stampa", o Papa, antes de sua renúncia, receberá os três cardeais. O conteúdo do relatório secreto, preparado com base em entrevistas realizadas em todos os níveis da Santa Sé, poderá ser discutido na Congregação Geral, uma reunião que prepara o Conclave de Cardeais.

Estes três cardeais foram nomeados na última primavera (hemisfério norte) pelo Papa Bento XVI, após numerosos vazamentos de documentos confidenciais, mas o relatório deverá permanecer em segredo.

Em outubro passado, dois dias após ter recebido o cardeal Herranz, o Papa, em um discurso de tom pessimista na abertura do Ano da Fé, havia mencionado em forma de metáfora "os peixes ruins" que são pescados da Igreja.

Segundo os vaticanistas, os documentos vazados no escândalo "VatiLeaks" poderiam ser usados por um ou outro para desacreditar um rival na Cúria. Um fenômeno que pode ser repetido com a proximidade do Conclave, a fim de influenciar a escolha do novo Papa.

O diretor do canal católico TV2000, Dino Boffo, surpreendido pelos rumores em documentos do '"atiLeaks" sobre relacionamentos homossexuais - que ele negou - pediu na quinta-feira à Santa Sé que se liberte do "vício infame das cartas anônimas, sem assinaturas e sem destinatários".

Ele desejou que "todos os fiéis contribuam para pôr fim a uma gestão de poder que pode ofender os mais humildes" dos católicos.

O tema da homossexualidade no Vaticano não é novo nos meios de comunicação italianos. Tem sido tema de romances e best-sellers quentes, às vezes, exagerados. É um fato conhecido dos vaticanistas que os religiosos e sacerdotes que trabalham no Vaticano têm relações homossexuais fora do pequeno Estado: uma rede de religiosos, padres e até bispos homossexuais pode existir, mantendo silêncio. Este grupo poderia ter sido sujeito a chantagem de jornalistas inescrupulosos que procuram no "VatiLeaks" obter documentos secretos.





22/02/2013 13h15 - Atualizado em 22/02/2013 13h22

Coabitação inédita de 'dois Papas' gera especulações no Vaticano

Situação de Bento XVI na Santa Sé cria problemas inéditos para a Igreja.
Ele deve voltar ao Vaticano como ex-Papa dois meses após renunciar.

Da AFP

Com a renúncia de Bento XVI, primeira de um Papa na história da Igreja Católica moderna, vai ocorrer uma inédita coabitação de "dois Papas" que provoca muitas especulações no Vaticano.
A partir de 28 de fevereiro, o dia de sua renúncia, Joseph Ratzinger viajará de helicóptero para a residência papal de verão de Castel Gandolfo, perto de Roma, onde permanecerá por dois meses. Depois, irá se estabelecer em um convento especialmente adaptado para ele dentro do pequeno Estado encravado na capital da Itália.
"Não é a preferência de todos. Um cardeal lamentou isso em uma conversa", relatou à France Presse um bispo de Roma sob condição de anonimato. "Quando ele for passear nos jardins, será que ficará acessível, ou um sistema de segurança o cercará como antes? É arriscado e caro para o Vaticano."
De acordo com o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, o Papa pretende dedicar-se à oração e escrita e não vai interferir na ação de seu sucessor. Joseph Ratzinger chegou a declarar que "iria se esconder do resto do mundo".
Já o vaticanista Marco Politi está convencido de que o Papa levará uma vida "ascética".
O Papa Bento XVI em encontro com sacerdotes nesta quinta-feira (14) na Sala Paulo VI, no Vaticano (Foto: AFP)O Papa Bento XVI em encontro com sacerdotes em 14 de fevereiro na Sala Paulo VI, no Vaticano (Foto: AFP)
"É, de qualquer maneira, uma figura muito reservada e que se distancia de todo contato com o mundo. A vida monástica, até mesmo de um eremita, convém a ele. Mesmo antes de se tornar Papa, durante os 20 anos que passou na Cúria em Roma, nunca se interessou pelas redes dentro da Cúria", observa.
Para este especialista do jornal "Fatto Quotidiano", "o fato de Joseph Ratzinger permanecer por dois meses em Castel Gandolfo prova que ele tem quer se afastar durante o conclave e das primeiras semanas de reinado do seu sucessor, para deixá-lo livre para fazer suas escolas".
Uma ideia compartilhada pelo vaticanista Bruno Bartoloni, convencido de que o futuro ex-Papa ficará de fora dos escalões superiores do Vaticano. Segundo ele, Paulo VI, Papa entre 1963 e 1978, já havia investigado a possibilidade de um Papa renunciar. Todos os consultados asseguraram não haver nenhum impedimento para o direito canônico, mas salientaram "o constrangimento que pode criar para o novo Papa".
"Tudo depende da personalidade do sucessor de Bento XVI, se quiser mudar algumas coisas, como a comunhão para casais divorciados", considerou Bruno Bartoloni.
Para explicar o local escolhido para a aposentadoria do Papa Bento XVI, alguns têm argumentado razões de saúde, o próprio Papa anunciou sua renúncia devido à sua fraqueza física, ou razões logísticas. "Se ele for instalado na Baviera (sua região de origem), o convento seria imediatamente atacado pela imprensa que entrevistaria as freiras, o açougue local', brincou Politi.
Como outros especialistas , à imagem do arcebispo Rino Fisichella, presidente do Pontifício Conselho para a Nova Evangelização, não está excluído que a aposentadoria do Papa dentro das paredes do Vaticano seja temporária.
Resta saber se a promiscuidade geográfica com o seu sucessor terá uma influência psicológica. "Morando aqui, o Papa estará em comunhão espiritual com o seu sucessor", disse o padre Lombardi, excluindo que o Papa continue a se envolver nas intrigas do Vaticano.
Particularmente preocupante, porém, é o papel desempenhado pelo secretário particular de Bento XVI, Georg Ganswein, que vai passar com ele o período no mosteiro dentro do Vaticano, mas continuará a exercer as suas funções como prefeito da Casa Pontifícia, onde ele foi nomeado em dezembro.
Para Mario Politi, há um conflito de funções, porque "o chefe do protocolo conhece todas as conversas secretas" que um Papa pode ter. É paradoxal que também seja confidente do Papa, considera o vaticanista, segundo o qual, esta situação deve durar certo tempo. Depois, o "belo Giorgio", apelido dado pelos italianos por causa de sua boa aparência, deverá escolher entre as duas funções.




Cardeal de Salvador marca viagem para escolha do novo Papa em Roma

Dom Geraldo Majella embarca no domingo (24), às 23h50.
Conclave que vai escolher Papa será realizado a partir do dia 15 de março.

Do G1 BA
Dom Geraldo Majella fala sobre beatificação de Irmã Dulce (Foto: Divulgação/Ciro Brigham/Ascom OSID)Dom Geraldo Majella  irá participar de eleição do
novo Papa (Foto: Divulgação/Ciro Brigham /Ascom
OSID)
O Cardeal Arcebispo Emérito de Salvador, Dom Geraldo Majella Agnelo, irá viajar para Roma no domingo (24). Ele vai participar do Conclave para a escolha do novo Papa, que será realizada a partir do dia 15 de março. Bento XVI anunciou a renúncia no dia 11 de fevereiro.
Dom Geraldo Majella é um dos 117 cardeais que estarão aptos a participar da eleição. De acordo com comunicado da Arquidiocese de Salvador, o arcebispo irá viajar às 23h50 do domingo “para ficar em oração”.
Além de Dom Geraldo Majella, os demais brasileiros concorrentes e votantes são o arcebispo de Aparecida (SP), cardeal Dom Raymundo Damasceno de Assis, de 76 anos, o arcebispo emérito de São Paulo, Dom Claudio Hummes, de 78 anos, Dom João Braz de Aviz, de 65, e o arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, de 63.
Evento é celebrado por mais de 100 cardeais (Foto: Alberto Pizzoli/AFP)Papa realiza ordenação de cardeais (Foto: Alberto Pizzoli/AFP)
São cardeais eleitores aqueles que não tiverem completado 80 anos até o início da Sé Vacante – o período entre a renúncia do Papa e a escolha de um novo pontífice. Desta vez, há 117 que atendem o requisito. Três deles completam 80 anos em março, mas poderão participar do Conclave e dar seus votos.
Confira a lista dos cardeais que poderão votar e a idade deles no início do Conclave (previsto para iniciar em 15 de março):
Walter Kasper, alemão, 80 anos (completados em 5 de março, após o início da Sé Vacante)
Severino Poletto, italiano, 79 anos (fará 80 em 18 de março, após o início do Conclave)
Juan Sandoval Iñiguez, mexicano, 79 anos (fará 80 em 28 de março, após o início da Sé Vacante e possivelmente após a definição do novo Papa)
Godfried Danneels, belga, 79 anos
Francisco Javier Errázuriz Ossa, chileno, 79 anos
Raffaele Farina, italiano, 79 anos
Geraldo Majella Agnelo, brasileiro, 79 anos
Joachim Meisner, alemão, 79 anos
Raúl Eduardo Vela Chiriboga, equatoriano, 79 anos
Giovanni Battista Re, italiano, 79 anos
Jean-Baptiste Pham Minh Mân, vietnamita, 79 anos
Dionigi Tettamanzi, italiano, 79 anos
Francesco Monterisi, italiano, 78 anos
Cláudio Hummes, brasileiro, 78 anos
Carlos Amigo Vallejo, espanhol, 78 anos
Paolo Sardi, italiano, 78 anos
Paul Josef Cordes, alemão, 78 anos
Franc Rodé, esloveno, 78 anos
Tarcisio Bertone, italiano, 78 anos
Giovanni Lajolo, italiano, 78 anos
Antonius Naguib, egípcio, 77 anos
Justin Francis Rigali, norte-americano, 77 anos
Velasio de Paolis, italiano, 77 anos
Santos Abril y Castelló, espanhol, 77 anos
José da Cruz Policarpo, português, 77 anos
Roger Michael Mahony, norte-americano, 77 anos
Julio Terrazas Sandoval, boliviano, 77 anos
Ivan Dias, indiano, 76 anos
Karl Lehmann, alemão, 76 anos
William Joseph Levada, norte-americano, 76 anos
Anthony Olubunmi Okogie, nigeriano, 76 anos
Jean-Claude Turcotte, canadense, 76 anos
Antonio María Rouco Varela, espanhol, 76 anos
Jaime Lucas Ortega y Alamino, cubano, 76 anos
Nicolás de Jesús López Rodríguez, dominicano, 76 anos
Ennio Antonelli, italiano, 76 anos
Théodore-Adrien Sarr, senegalês, 76 anos
Jorge Mario Bergoglio, argentino, 76 anos
Francis Eugene George, norte-americano, 76 anos
Audrys Juozas Bačkis, lituano, 76 anos
Raymundo Damasceno Assis, brasileiro, 76 anos
Attilio Nicora, italiano, 75 anos
Lluís Martínez Sistach, espanhol, 75 anos
Antonio Maria Vegliò, italiano, 75 anos
Paolo Romeo, italiano, 75 anos
Francesco Coccopalmerio, italiano, 75 anos
Keith Michael Patrick o’Brien, escocês, 74 anos
Manuel Monteiro de Castro, português, 74 anos
Carlo Caffarra, italiano, 74 anos
Angelo Amato, italiano, 74 anos
Edwin Frederick o’Brien, norte-americano, 73 anos
Stanisŀaw Dziwisz, polonês, 73 anos
John Tong Hon, chinês, 73 anos
Seán Baptist Brady, irlandês, 73 anos
Laurent Monsengwo Pasinya, congolês, 73 anos
Zenon Grocholewski, polonês, 73 anos
Telesphore Placidus Toppo, indiano, 73 anos
Béchara Boutros Rai, libanês, 73 anos
Agostino Vallini, italiano, 72 anos
Donald William Wuerl, norte-americano, 72 anos
Gabriel Zubeir Wako, sudanês, 72 anos
Wilfrid Fox Napier, sul-africano, 72 anos
George Pell, australiano, 71 anos
Angelo Scola, italiano, 71 anos
Norberto Rivera Carrera, mexicano, 70 anos
Jorge Liberato Urosa Savino, venezuelano, 70 anos
Rubén Salazar Gómez, colombiano, 70 anos
Giuseppe Bertello, ialiano, 70 anos
Gianfranco Ravasi, italiano, 70 anos
André Vingt-Trois,francês, 70 anos
Oscar Andrés Rodríguez Maradiaga, hondurenho, 70 anos
Angelo Bagnasco, italiano, 70 anos
Domenico Calcagno, italiano, 70 anos
Jean-Louis Tauran, francês, 69 anos
Dominik Duka, tcheco, 69 anos
Crescenzio Sepe, italiano, 69 anos
Giuseppe Versaldi, italiano, 69 anos
Angelo Comastri, italiano, 69 anos
Leonardo Sandri, argentino, 69 anos
Juan Luis Cipriani Thorne, peruano, 69 anos
John Olorunfemi Onaiyekan, nigeriano, 69 anos
Marc Ouellet, canadense, 68 anos
Seán Patrick o’Malley, norte-americano, 68 anos
Polycarp Pengo, tanzaniano, 68 anos
Mauro Piacenza, italiano, 68 anos
Jean-Pierre Ricard, francês, 68 anos
Oswald Gracias, indiano, 68 anos
John Njue, queniano, 68 anos
Christoph Schönborn, austríaco, 68 anos
George Alencherry, indiano, 67 anos
Robert Sarah, guineano, 67 anos
Stanisław Ryłko, polonês, 67 anos
Vinko Puljić, bósnio, 67 anos
Antonio Cañizares Llovera, espanhol, 67 anos
Fernando Filoni, italiano, 66 anos
Thomas Christopher Collins, canadense, 66 anos
Giuseppe Betori, italiano, 66 anos
João Braz de Aviz, brasileiro, 65 anos
Albert Malcolm Ranjith Patabendige Don, cingalês, 65 anos
Raymond Leo Burke, norte-americano, 64 anos
Peter Kodwo Appiah Turkson, ganense, 64 anos
Francisco Robles Ortega, mexicano, 64 anos
Josip Bozanić, croata, 63 anos
Daniel Nicholas Dinardo, norte-americano, 63 anos
Odilo Pedro Scherer, brasileiro, 63 anos
James Michael Harvey, norte-americano, 63 anos
Kazimierz Nycz, polonês, 63 anos
Timothy Michael Dolan, norte-americano, 63 anos
Kurt Koch, suíço, 63 anos
Philippe Barbarin, francês, 62 anos
Péter Erdő, húngaro, 60 anos
Willem Jacobus Eijk, holandês, 59 anos
Reinhard Marx, alemão, 59 anos
Rainer Maria Woelki, alemão, 56 anos
Luis Antonio G. Tagle, filipino, 55 anos
Baselios Cleemis Thottunkal, indiano, 53 anos

*Julius Riyadi Darmaatmadja, indonésio, 78 anos, pode participar do Conclave, mas anunciou que não irá a Roma por motivos de saúde.

Fonte;G1

Pesquisar este blog