Google+ Followers

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

APÓS ABUSO DE AGENTES EM PROTESTOS, MADURO MUDA CHEFE DE INTELIGÊNCIA


 Após a divulgação de um vídeo realizado pelo jornal “Últimas Notícias”, que fez uma grave denúncia contra o governo de Maduro. As imagens obtidas pelo jornal venezuelano confirmam a presença de agentes do Sebin, que atuaram com membros da Guarda Nacional e dispararam contra opositores. Na visão de Rocío San Miguel, diretora da ONG Controle Cidadão, “o Sebin deve responder às diretrizes do presidente, e o presidente é responsável pela ação de seus agentes”.
O general de brigada Manuel Gregorio Bernal Martínez, que estava à frente do serviço de Inteligência, foi substituído por Gustavo Enrique González López, que era diretor-geral do Centro Estratégico de Segurança e Proteção da Pátria (Cesspa) e até julho de 2013 foi comandante geral da Milícia Bolivariana.
 Maduro reconheceu o erro do Sebin, mudou o diretor, mas os culpados pela repressão  continuam livres. O Estado protege assassinos — afirmou a diretora da ONG.
As imagens recolhidas pelo “Últimas Notícias” mostram como agentes do Sebin dispararam contra os manifestantes no mesmo lugar onde morreram duas das três vítimas dos protestos.


Fonte:G1



Pesquisar este blog