Google+ Followers

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Chanceler sírio nega 'fracasso' nas negociações de Genebra

No  encerramento do debate no sábado (15), após três semanas de impasse, e nenhuma data estabelecida para retomada das negociações, o mediador da ONU, Lakhdar Brahimi, disse "lamentar totalmente" e pediu desculpas "ao povo sírio, cujas esperanças eram tão grandes". 
Depois da recusa da delegação oficial síria de aplicar a pauta, Brahimi preferiu dar às partes envolvidas um tempo para reflexão.

O ministro sírio das Relações Exteriores, Walim Muallem, afirmou que as negociações de Genebra entre representantes do governo e da oposição não fracassaram e defendeu que "avanços importantes" foram feitos.
Quinze dias após um primeiro fracasso, uma segunda sessão de negociações em Genebra não trouxe avanços, e o futuro dessas discussões está, agora, em aberto.
O ministro sírio considerou "delirante" imaginar que um problema tão complexo quanto a Síria poderia ser resolvido rapidamente e criticou Estados Unidos, Grã-Bretanha e França por culparem Damasco pelo fracasso das negociações.
Ele também acusou Londres e Paris de envolvimento em uma "conspiração" contra a Síria, afirmando ainda que os Estados Unidos "tentaram criar uma atmosfera muito negativa para as discussões em Genebra".
Fonte:G1

Pesquisar este blog