Google+ Followers

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Servidores decretam estado de greve em Camaragibe



Em uma assembleia lotada, os servidores públicos camaragibenses retomaram o sentimento de mobilização e revolta, já experimentadas desde o ano de 2013. As queixas são inúmeras e em todas as áreas, saúde, educação, administração, segurança patrimonial. Todos acusam que o principal responsável é o prefeito Jorge Alexandre, que em seu segundo ano de gestão já enfrenta o segundo estado de greve, partido do funcionalismo.
Na saúde, os quinquênios dos Agentes Comunitários de Saúde estão com os pagamentos irregulares, gratificações e incentivos nãos estão sendo pagos, mesmo os de verba vinda da União. Na Educação, a prefeitura descumpre o Plano de Cargo e Remuneração do Magistério, não executa o pagamento das passagens dos educadores que vem de outras cidades. Na Guarda, não faz a avaliação da guarda, o que beneficiaria os servidores na progressão da carreira.


Sobram criticas e não faltou opção aos servidores se não retomarem a mobilização. A partir de agora o SISEMCg prepara uma campanha com panfletos, cartazes e camisas para preparar a categoria e motiva-la a luta. 

Minuto de silêncio

No início da assembleia o plenário fez um minuto de silêncio em homenagem a Sandra Fernandes, professora e sindicalista da rede de ensino na cidade de Recife e que foi brutalmente assassinada, junto com seu filho, em decorrência do machismo do seu ex companheiro.    














                                                          
Fonte:Tô de Olho

Pesquisar este blog