Google+ Followers

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Venezuela ameaça suspender envio de gasolina a áreas com protestos

Nesta sexta-feira (21)  o ministro de Petróleo da Venezuela, Rafael Ramírez, alertou que a estatal Petróleos da Venezuela (PDVSA) suspenderá o fornecimento de gasolina nas áreas onde continuam as manifestações estudantis, que sacudiram o país por quase três semanas e deixaram pelo menos cinco mortos.
"Estamos em alerta. Temos informação de que os grupos fascistas pretendem atacar estações de serviço e transporte de combustível", acrescentou Ramírez em outra mensagem.

Os protestos estudantis que sacodem a Venezuela começaram em San Cristóbal, estado Táchira (oeste), no dia 4 de fevereiro, por causa da insegurança nos campi universitários, depois que uma jovem da Universidade de Los Andes sofreu uma tentativa de estupro e roubo.
Dali em diante, as manifestações se estenderam a todo o país com a exigência da libertação dos estudantes detidos e em protesto pela crescente crise econômica.
Na quinta-feira, o ministro da Justiça, Miguel Rodríguez Torres, enviou um batalhão de paraquedistas a Táchira frente às supostas ameaças de paramilitares colombianos trabalhando para a oposição.

Fonte:G1

Pesquisar este blog