Google+ Followers

terça-feira, 29 de julho de 2014

Valesca Popozuda foi citada em trabalho acadêmico nos EUA


 Foto: Reprodução/Facebook
Ana Carolina Pinto
A pedagoga Jaqueline Conceição da Silva, de 28 anos, Com mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC), foi convidada pela prestigiada Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, para apresentar seu trabalho sobre o funk e a juventude brasileira, “Só Mina Cruel - Algumas Reflexões Sobre Gênero e Cultura Afirmativa no Universo Juvenil do Funk”, em um congresso que acontece em setembro deste ano.
Moradora de Jardim Celeste, no bairro Campo Limpo, em São Paulo, Jaqueline comemorou a oportunidade de levar a cultura da periferia para outro país. Mas por não ter vínculo atual com nenhum programa de pós-graduação, a concretização do sonho da educadora tinha esbarrado na questão financeira. Depois de saber da vaquinha online organizada por Jaqueline para levantar o dinheiro, Valesca contou ao EXTRA que quer ajudar.
Foto: Reprodução/Facebook
O artigo de Jaqueline não pretende analisar o funk como gênero musical, mas como produto cultural gerado pela juventude da periferia. - A ideia do trabalho é pensar sobre a sociedade em que vivemos.  E o funk fala sobre isso. Fui começar a entender as letras para entender este discurso, entender a realidade desses jovens para pensar os caminhos para os quais estamos levando eles, que tipo de formação estamos dando a estes jovens e quais as perspectivas que eles tem e podem vir a ter a partir disso.

Pesquisar este blog