Google+ Followers

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

CAMARAGIBE: REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE

Nesta segunda-feira (04) na abertura da reunião ordinária do CMS, foi apresentado uma pequena peça teatral organizada pelos próprios conselheiros para demonstrar a dificuldade enfrentada pelos munícipes na hora de marcarem seus exames complementares.
Nas  denúncias,  tanto usuários quanto trabalhadores cobraram mais rigor na fiscalização das calçadas. Comenta-se que algumas  estão sendo fechadas com correntes e outras, sendo feitas de  comércio, tendo o espaço ocupado  com oficinas e borracharias impedindo o acesso dos transeuntes   e cadeirantes.
  • Na demanda dos trabalhadores foi registrado a falta de climatização no Cemec Centro. Dos aparelhos de ar condicionados, quebrados há mais um mês só houve um conserto paliativo no aparelho do quarto dos médicos assim mesmo, se ligarem as tomadas, há risco de um curto.
  • Na demanda dos usuários a queixa maior foi na demora  da coleta do lixo, da falta de Oftalmologista e Psiquiatra, além da falta do material de penso nas (USF) dos quais, um formulário para pedido de exames de alta complexidade.
  • Outra demanda já registrada sem retorno, foi da falta de acessibilidade na USF João Paulo II. Segundo o próprio cadeirante, isso o impede da garantia dos  direitos previsto em lei.
  • Foi registrado queixa dos prestadores. Segundo usuários, o atendimento está péssimo no Laboratório Labsabin e  a burogracia complicando o atendimento  na clinica Radiclin.
Esperamos que a gestão consiga ajustar a problemática facilitando o dia a dia de quem mora em Camaragibe e utiliza o Sistema Único de Saúde.

Laudicéa

Pesquisar este blog