Google+ Followers

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Perdas e danos: Moradores da área do acidente não sabem quem é o responsável pelo jato para reparação dos bens

Mais de uma semana depois do acidente que matou o candidato à presidência pelo PSB, Eduardo Campos, e outras seis pessoas, causando perdas irreparáveis ainda não se sabe quem é o responsável pelo avião que deixou danos  para os moradores da área do desastre.
Já foram registrados 50 boletins de ocorrência  na delegacia de Santos. Só o dono da academia que foi atingida calcula o prejuízo em R$ 1,5 milhão.
Pelo Código Brasileiro de Aviação, a responsabilidade pelos danos é de quem tem a posse da aeronave. E aí começa a confusão.Ninguém quer ser dono da aeronave.
Desde maio, o avião estava sendo usado na campanha da Eduardo Campos. Depois do acidente, a empresa AF Andrade enviou para a Anac um documento, informando que tinha repassado o avião para outrem, em maio deste ano. O mesmo documento explica que duas empresas se apresentaram para assumir o financiamento junto à Cessna, a fabricante do avião: a BR Par Participações e a Bandeirantes Pneus, de Apolo Santana Vieira.
Em nota, a empresa disse que teve interesse na compra da aeronave, mas a operação não se realizou.  

Pesquisar este blog