Google+ Followers

terça-feira, 30 de setembro de 2014

EUA : Primeiro caso de ebola diagnosticado no país


  Hospital Texas Health Presbyterian, onde paciente americano foi diagnosticado com ebola nesta terça-feira (30) (Foto: AP Photo/LM Otero)
Hospital Texas Health Presbyterian
 (Foto: AP Photo/LM Otero)

Nesta terça-feira (30) os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, confirmaram o primeiro caso de ebola diagnosticado no país.
Um paciente que havia sido isolado em um hospital de Dallas, no Texas,  apresentou sintomas compatíveis com o ebola. O doente, que não teve seu nome divulgado até o momento, está sendo tratado na instituição.
Tom Frieden, diretor dos CDC, explicou que o paciente viajou da Libéria para os EUA no dia 19 de setembro e não apresentava sintomas. Ele começou a apresentar sinais da doença quatro ou cinco dias depois. No dia 26, procurou ajuda médica e no dia 28 (domingo) foi isolado no hospital no Texas.
Segundo Frieden, o próximos passo, além de dar a melhor assistência possível ao doente, é identificar as pessoas que tiveram contato com ele quando estava transmitindo a doença. “Assim que essas pessoas forem identificadas serão monitoradas por 21 dias”, disse o diretor.
Os americanos discutem atualmente a possibilidade de usar drogas experimentais ou transufsão de plasma sanguíneo de um paciente que se curou do ebola para tratar o paciente diagnosticado com a doença no Texas. De acordo com a Casa Branca, o presidente Barack Obama já foi informado sobre os detalhes do caso por Tom Frieden, dos CDC.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) calcula que 3.091 pessoas já morreram de ebola desde o início da epidemia, em março, em cinco países da África Ocidental. Ao todo, 6.574 pessoas foram infectadas nessa região.
Só a Libéria já registrou 1.830 mortes, quase três vezes mais do que Guiné e Serra Leoa, os outros dois países mais afetados pela doença, de acordo com as informações da OMS.
A Nigéria e o Senegal, as duas outras nações que tiveram casos confirmados de ebola na região, não tiveram o registro de novos casos ou mortes.

Pesquisar este blog