Google+ Followers

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

No Recife, Hospital Getúlio Vargas paralisa parcialmente

Entrada do ambulatório do Hospital Getúlio Vargas (Foto: Katherine Coutinho/G1)
(Foto: Katherine Coutinho/G1)
O atendimento de pacientes no Bloco G do Hospital Getúlio Vargas, na Zona Oeste do Recife, foi parcial no começo da manhã desta segunda-feira (8). O sindicato dos servidores não divulgou um balanço da adesão dos trabalhadores à paralisação, anunciada na última sexta (5) em virtude dos problemas estruturais do prédio. A Secretaria de Saúde informou que a situação foi normalizada.
O Bloco G abriga o ambulatório, refeitório, bloco cirúrgico e emergência do HGV. São feitos cerca de mil atendimentos por dia no local.  "Esse hospital tem que ir abaixo e fazer outro, é uma nojeira só. Eu passei dois meses internada nesse ano e morria de medo, pedaço de teto caindo", conta a aposentada, que aguardava há três horas por atendimento.
Imagens feita por um cinegrafista amador divulgadas na última quarta-feira (3), mostram paredes da unidade com rachaduras que saem do chão, percorrem a estrutura e chegam até o teto. 
"Tanto a CF88, quanto a Lei 8080/90, prevê para o trabalhador, o direito a segurança no ambiente de trabalho"

Pesquisar este blog