Google+ Followers

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Rio Tapajós: Pai e filho à deriva por 5 horas


Foto mostra vítimas de coletes e agarradas a recipientes que flutuam (Foto: Divulgação/Capitania FLuvial de Santarém)
(Foto: Antônio Aguiar/Arquivo Pesoal)
Após uma ventania causada pelo mau tempo,no fim da tarde de segunda-feira (1),  a lancha em que estavam  Antônio Ximenes de Aguiar, de 41 anos, e Artur Rafael Ximenes de Aguiar, de 11 anos, afundou no Rio Tapajós,  pai e  filho passaram cinco horas à espera de um resgate.Os dois saíram na embarcação da Vila de Alter do Chão e seguiam para a comunidade Amorim, em Belterra quando o incedente ocorreu. Utilizando o celular eles entraram em contato com um amigo que acionou o resgate, e com uma lanterna sinalizaram sobre os coletes para serem avistados pela equipe da Marinha.
O resgate foi feito por dois Marinheiros  e um policial militar. Ao chegar à cidade, as vítimas não foram encaminhadas ao hospital, pois estavam conscientes. Ximenes sofreu apenas alguns ferimentos ocasionados pelo combustível que vazou do carote.
Segundo o comandante Robson, um inquérito administrativo foi instaurado para apurar as causas do acidente. Dados sobre a embarcação e sobre habilitação do condutor serão levantados durante o inquérito.

Pesquisar este blog