Google+ Followers

domingo, 14 de setembro de 2014

Premiê britânico: Cúpula se reúne após decapitação de refém por islamitas

Terrorista do Estado Islâmico faz ameaça dizendo que o homem ao seu lado, identificado como o britânico David Cawthorne Haines, pode ser o próximo a ser decapitado em represália à intervenção militar dos EUA no Iraque (Foto: AFP/SITE Inteligence Group)
o britânico David Cawthorne Haines, pode ser o próximo a ser decapitado em represália
 à intervenção militar dos EUA no Iraque (Foto: AFP/SITE Inteligence Group)
Neste domingo (14) O premiê britânico, David Cameron, presidiu uma reunião do comitê de resposta a emergências do governo sob pressão crescente para aprovar ataques aéreos após um vídeo do Estado Islâmico mostrar a decapitação de um refém britânico.
A filmagem do assassinato de David Haines por militantes do Estado Islâmico (EI) que lutam no Iraque e na Síria significa que Cameron, que também está tentando convencer a Escócia a rejeitar a independência em um referendo na quinta-feira, está sob pressão para adotar uma postura muito mais dura com o EI.
Ele disse que não descarta nenhuma opção para combater o EI, com a exceção de combates no solo, mas está recebendo pedidos cada vez maiores de alguns de seus próprios legisladores conservadores e de ex-chefes militares para se unir aos Estados Unidos no lançamento de ataques aéreos. "Este é um crime desprezível e chocante de um trabalhador humanitário inocente".



Pesquisar este blog