Google+ Followers

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

São Paulo: Guarda civil é confundido com assaltante e morto por PMs

Na noite deste sábado (6) em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo, um guarda civil foi morto por engano por policiais militares. 
Segundo o boletim de ocorrência, Roberto Carlos Ribeiro dos Santos, de 35 anos,  trabalhou em um evento cultural na Câmara Municipal de Itaquaquecetuba e estava sem uniforme. Ao sair do evento soube que a poucos metros do local, estava acontecendo um assalto. Para atender à ocorrência, Santos chamou um colega fardado para acompanhá-lo.
Os dois guardas encontraram a vítima, que indicou o rumo dos suspeitos. Ao localizarem os assaltantes, os guardas passaram a correr com as armas em punho para detê-los.
A Polícia Militar também foi chamada para atender à ocorrência. Dois policiais da 2ª Companhia do 34º Batalhão da Polícia Militar Metropolitana foram ao encontro dos criminosos, mas se depararam com Santos, sem farda e carregando uma pistola calibre 380. Quando o guarda civil virou para a viatura, os PMs atirara, acreditando que ele era um dos suspeitos do roubo.
O Guarda foi socorrido ao Pronto Atendimento do Hospital Santa Marcelina, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Os criminosos fugiram.
O caso foi registrado no setor de homicídios em Mogi das Cruzes como homicídio consumado em decorrência de intervenção policial. A Polícia Civil investiga o caso e, segundo a Secretaria de Segurança Pública, um inquérito policial militar seá instaurado para apurar as circunstâncias

Pesquisar este blog