Google+ Followers

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Acidez dos oceanos cresce 26% nos últimos 200 anos

Corais na Papua Nova Guiné (Foto: Katharina Fabricius/Australian Institute of Marine Science)
Corais na Papua Nova Guiné (Foto: Katharina
Fabricius/Australian Institute of  Marine Science)
Nesta quarta-feira (8), num relatório publicado em Seul,
Pesquisadores ligados à Convenção sobre a Diversidade Biológica (CDB) analisaram centenas de estudos existentes sobre este fenômeno para redigir o documento que apresentaram em Pyeongchang (Coreia) por ocasião da 12ª reunião da convenção das Nações Unidas sobre a proteção da biodiversidade.
O relatório destaca a gravidade do fenômeno, que apresenta uma rapidez sem precedentes e um impacto muito variado, que seguirá aumentando nas próximas décadas. "É inevitável que entre 50 e 100 anos as emissões antropogênicas de dióxido de carbono elevem a acidez dos oceanos a níveis que terão um impacto enorme, quase sempre negativo, sobre os organismos marinhos e os ecossistemas, assim como sobre os bens e serviços que proporcionam" destacam os cientistas.
"O pH dos oceanos aumentou 26% em média nos últimos 200 anos, ao absorver mais de um quarto das emissões de CO2 geradas pela atividade humana" advertem

 Fonte:

Pesquisar este blog