Google+ Followers

sábado, 4 de outubro de 2014

EUA: Rastreando casos de ebola

Neste sábado (4) autoridades de saúde norte-americanas realizaram interrogatórios com cerca de 100 pessoas para verificar potenciais casos de Ebola desde que o primeiro paciente com o vírus letal foi detectado no país, mas não identificou novas infecções.
Thomas Frieden, diretor do centro norte-americano de controle e prevenção de doenças, disse que a notícia sobre o paciente com Ebola em Dallas levantou alerta em hospitais de todo o país para verificar pacientes de alto risco, particularmente aqueles que recentemente viajaram ao epicentro da epidemia no oeste da África.
O centro identificou nove pessoas que tiveram contato com o paciente de Dallas e, portanto, podem ter sido expostos ao vírus, e outros 40 estão sendo monitorados por potenciais contatos. Nenhum deles apresentou sintomas.
O cinegrafista freelancer que trabalhava na Libéria para a NBC News e foi infectado com o vírus do ebola fez parte de projetos no país nos últimos três anos.
Ashoka Mukpo, de 33 anos, havia sido contratado pela emissora na última terça-feira (30) para trabalhar como segundo cinegrafista para a médica e correspondente Nancy Snyderman. Ela está com outros três funcionários da NBC em Monróvia, de onde reporta sobre a epidemia.
Mukpo é de Providence, no estado de Rhode Island. Ele será transferido para os Estados Unidos para tratamento.
Nesta quarta-feira (1º), foi divulgado ainda o primeiro caso de ebola diagnosticado dentro dos Estados Unidos. O liberiano Thomas Eric Duncan saiu da Libéria rumo aos EUA no dia 19 de setembro, sem sintomas da doença.
Ele começou a apresentar sinais da doença quatro ou cinco dias depois de chegar ao país. No dia 26, procurou ajuda médica e no dia 28 (domingo) foi isolado no hospital no Texas Health Presbyterian em Dallas, no Texas, onde permanece internado em estado grave.
O número de mortos pela epidemia de ebola na África Ocidental chegou a 3.338, de um total de 7.178 casos da infecção até o dia 28 de setembro. A informação foi divulgada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) .



Fonte:http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/10/eua-fazem-interrogatorio-para-encontrar-casos-de-ebola.html

Pesquisar este blog