Google+ Followers

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Goiânia: Advogado deixa o caso do suposto serial killer

Advogado Thiago Huascar defende o suposto serial killer em Goiânia, Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Advogado Thiago Húascar disse que vai deixar o
caso  (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
'Só sobrou saudade', diz pai de jovem morta por suposto serial killer em GOO advogado Thiago Húascar, que representava o vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, que confessou ter matado 39 pessoas, em Goiânia, deixou o caso na tarde desta segunda-feira (20), após protocolar sua saída junto à Polícia Civil. Um dia antes, o defensor chegou a afirmar que o suspeito tinha sido coagido a confessar os crimes, mas após acompanhar os depoimentos, se disse convicto de que seu cliente realmente é o autor dos assassinatos.
Durante a madrugada, Tiago leu 40 revistas, fato que chamou a atenção da polícia. “Outra coisa curiosa é que ele lê de trás para frente de forma rápida, como se fosse dinâmica, lendo de forma alta”, pontua o delegado. Prado disse ainda que o motociclista pediu bebida alcoólica na cela, mas que não foi atendido.Tiago disse aos policiais que“está com vontade de matar”, segundo revelou o delegado Eduardo Prado. “Ele perguntou para os agentes [que] se matar algum indivíduo dentro do presídio [se] ele responderá criminalmente por isso. 
Conforme o delegado, Tiago precisa de ser monitorado a todo momento. Ele não tem amor próprio, já tentou suicídio. Constantemente, quando eu estou na sala, ele pede para levar fio dental para ele. [Na] Hora que pergunta se é para suicidar ele dá uma risada sarcástica”, relata Prado.

Pesquisar este blog