Google+ Followers

terça-feira, 18 de novembro de 2014

CPI mista da Petrobras aprova quebra de sigilo de tesoureiro do PT


 Nesta terça-feira (18), a CPI mista da Petrobras aprovou por 12 votos a 11, requerimento apresentado pela oposição que pede a quebra do sigilo fiscal, bancário e telefônico entre janeiro de 2005 e maio de 2014 do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto.
Em depoimentos à Polícia Federal e ao Ministério Público, Vaccari Neto foi apontado pelo ex-diretor Paulo Roberto Costa e pelo doleiro Alberto Youssef como o "operador" do suposto esquema de recolhimento de propina de contratos superfaturados da Petrobras com fornecedores.
Os governistas presentes à sessão da comissão, que votaram contra o pedido, argumentaram que a CPI teria que quebrar o sigilo não apenas do tesoureiro do PT, mas dos tesoureiros dos outros partidos envolvidos no suposto esquema.
O presidente da CPI, Vital do Rêgo, disse que a quebra do sigilo do tesoureiro do PT será “feita imediatamente, conforme manda a lei”, declarou.

Pesquisar este blog