Google+ Followers

domingo, 16 de novembro de 2014

Rio: Gratificação de policiais militares que trabalham no BRT atrasa dois meses

O dinheiro relativo aos serviços prestados em setembro e outubro ainda não saiu
Foto: Hudson Pontes / Agência O Globo
Djalma Oliveira


Policiais militares que fazem hora extra trabalhando na segurança de estações do BRT estão reclamando de um atraso de dois meses no pagamento da gratificação. O dinheiro relativo aos serviços prestados em setembro e outubro ainda não saiu. A Polícia Militar informou que os recursos necessários para o depósito dos bônus para quem trabalhou em setembro foram repassados pelo BRT no último dia 6, e o pagamento será feito na próxima semana. Com relação às horas extras de outubro, a expectativa é que o crédito seja feito até o fim deste mês. Ainda de acordo com a PM, 78 policiais atuam, durante a semana, na segurança das estações do BRT.
Em nota, o Consórcio BRT esclarece que "o atraso no pagamento dos policiais militares que prestam serviço ao Consórcio BRT, através do programa Proeis, estão atrasados devido ao atraso do Proeis em enviar à concessionária o relatório de presença e o ofício para que o Consórcio BRT efetue o pagamento. Quando o Consórcio BRT recebe esta documentação o pagamento é efetuado em, no máximo, cinco dias úteis".





Pesquisar este blog