Google+ Followers

domingo, 14 de dezembro de 2014

Xuxa perde novo recurso contra Google

Xuxa Meneghel sofreu uma nova derrota em uma ação que move contra o Google, por conta de pesquisas que associava a apresentadora à pedofilia, devido ao filme "Amor Estranho Amor", que fez em 1982.
A 1ª Vara Cível da Barra da Tijuca julgou improcedente a ação dela, movida em outubro de 2010, que tinha a intenção de impedir que os resultados no site de buscas exibissem cenas do longa.
Segundo o jornal O Globo, para a apresentadora as imagens do filme, que são as primeiras a surgir como resultado das buscas sobre ela, seriam ofensivas. A polêmica em torno disso ocorre porque Xuxa aparece em cenas sensuais com um adolescente na película.
Para o juiz Arthur Eduardo Magalhães Ferreira, que negou o pedido da apresentadora, "a internet representa, hoje, importante veículo de comunicação social". Ferreira acabou seguindo a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e negou a ação movida por Xuxa, pois defende que o direito à informação deve prevalecer sobre a vontade da apresentadora em dificultar a propagação do conteúdo do filme na rede.
Xuxa deve recorrer, pela última vez, no STJ. Caso perca novamente, a decisão será em definitivo e nenhum recurso poderá ser feito, a não ser que ela entre com um novo processo.
 

Pesquisar este blog