Google+ Followers

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

CAMARAGIBE: CIDADE COM A SAÚDE COLAPSADA


Camaragibe-PE, cidade da região metropolitana do Recife, a apenas 16 Km do ponto base. Área 55.083 km²População 152.840 hab.(PE: 8° ) – IBGE/2014-3.
Dos 185 municípios, Camaragibe é o em população e em receita do FPM (3,8) podendo ser o 3º se levado em consideração que  seis  antes dele recebem o mesmo percentual (4,0).
Na saúde é gestão plena do SUS e serviu de referência para outros estados tendo ganho fama no mundo. Veja o comparativo da quantidade de médicos por cada 1.000 /habitantes http://cidadaobi.tce.pe.gov.br/QvAJAXZfc/opendoc.htm?document=portal/Portal.qvw&host=Local&anonymous=true  Mas, no gasto com saúde por habitante  ele é o 3º que mais gasta. Gasta? 
Em consultório Odontológico por cada 1000 habitantes, ele aparece como 1º lugar como mostra o Portal do Cidadão do TCE.
Da receita própria aplicada em saúde de acordo com a Emenda Constitucional- (EC 29) ele é o  que mais investe. 
Na cobertura de saneamento básico, aparece em 30º lugar.
Em relação a coleta de lixo ele aparece como lugar. 
No gasto com medicamento por habitante ele aparece como o 35º que mais investe. Mesmo assim, a população reclama da falta de medicação e seringas Veja:http://www.impunidadetransparente.com/2014/10/camaragibe-prefeitura-descumpre.html

Em setembro 2014, na reunião ordinária do Conselho Municipal de Saúde, foi feita queixa da reforma de 'H' que supostamente estava  sendo feita na MATERNIDADE AMIGA DA FAMÍLIA DE CAMARAGIBE, Veja: http://www.impunidadetransparente.com/2014/09/reuniao-ordinaria-do-conselho-municipal.html

Em dezembro de 2014, sem nenhum comunicado ao órgão de Controle Social da cidade (CMS), foi fechado a Maternidade com o pretexto de novamente reformar. Segundo informações da gerente da unidade, tanto o Ministério da Saúde, quanto a Vigilância Sanitária  do Município visitaram a Maternidade e notificaram indicando a necessidade em reformar. Ainda segundo ela, os funcionários efetivos serão alocados nos serviços de emergência do Município.
O salário dos trabalhadores da saúde não foi pago em dezembro;
O posto de gasolina conveniado com a prefeitura está com restrição no abastecimento (falta de pagamento) e por isso, a ronda da Guarda Municipal está prejudicada.
E por fim, o Secretário de Saúde em entrevista na Rádio Camará FM, informou que o Cemec Centro se tornara HOSPITAL. 
Não dá pra entender. O Cemec não aguenta uma chuva que o teto cai e os corredores quase se precisa de botes pra circular.
A Odonto foi interditada pelo CRO e mesmo após reforma já apresentou  problemas;
O bloco cirúrgico é fechado a "sete chaves" com um monte de bagunça. Sem condições de uso; 
Central de Material de Esterilização do Cemec Centro
A Central de Material e esterilização (CME), foi interditada há pelo menos 15 dias e com isso, uma técnica em enfermagem e  a ambulância ficam  ausentes horas a fio, todo dia para levar mascaras  de nebulização e material para o processo de limpeza   no Cemec Vera Cruz;

O aparelho de RX,  é uma novela. Existiu  há 19anos mas, nunca bateu uma chapa nem pra remédio. Depois sumiu, apareceu e virou sucata. 
Na transferência  da emergência  para o prédio do Hospital, foi visualizado um aparelho de RX, só não se sabe se o mesmo "materializado", ou, se um novo que também ninguém jamais viu funcionar. Mais a sala está lá, fechada! E os técnicos de RX, bem pertinho de se aposentar sem ter dado sequer um dia de serviço como tal.

Como poderá funcionar como Hospital se apresenta vários problemas estruturais (mofo, problemas no piso, banheiros...) mesmo como "pequena emergência?" 


 
Comenta-se que já foi gasto 18 milhões na reforma do prédio que havia sido reformado pouco antes de ser alugado para prefeitura.
E assim, o serviço público tão invejado de Camaragibe acabará deixando o privado assumir tudo e se contentando em ser apenas  um complemento para a O.S?

Isso é o que chamamos de retrocesso! 
Espera-se  que o prefeito não dê mais entrevista na Revista TOTAL (Edição 76, Ano 10 de 15 de novembro de 2014) pois, foi só fazê-lo e dizer que estava tudo bem para o caos se abater na cidade! Munícipes e funcionários sentiram na pele o que é ser Município de referência e exemplo para outros gestores!


Só sei que é assim!

Laudicéa

Pesquisar este blog