Google+ Followers

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

MP recomenda à governadora de Roraima exoneração de parentes

Suely Campos (PP) assina decreto de nomeação do primeiro escalão ao lado do marido Neudo Campos (Foto: Inaê Brandão/G1 RR)
MPRR recomendou à governadora exonerar
parentes (Foto: Inaê Brandão/G1 RR)
O Ministério Público de Roraima (MPRR) recomendou na quarta-feira (7) a exoneração de 15 parentes da governadora Suely Campos (PP) que foram empossados em secretarias estaduais do primeiro e segundo escalão do governo. Segundo a notificação, 'todos os ocupantes de cargos em comissão ofendem os princípios da moralidade e razoabilidade previstos no artigo 37 da Constituição Federal'.
Em nota, o governo diz 'esperar tratamento isento e igualitário dos órgãos de fiscalização do poder público, considerando que é uma prática comum na história de Roraima a nomeação de pessoas próximas aos gestores para ocupar importantes secretarias'.
A recomendação das exonerações foi feita pelos promotores Luiz Antônio Araújo de Souza e Ricardo Fontanella. Conforme o texto do MPRR, as exonerações devem ser efetuadas imediatamente, sob pena de adoção das medidas judiciais cabíveis.
Para o Ministério Público, 'não resta dúvida que a nomeação dos secretários decorrentes de laços familiares ofende os preceitos constitucionais da moralidade, razoabilidade e eficiência'.
 
 

Pesquisar este blog