Google+ Followers

domingo, 25 de janeiro de 2015

Obama quer 'aumentar pressão' sobre a Rússia após violações do cessar-fogo na Ucrânia

                                Foto: AFP

Neste domingo (25), o presidente americano, Barack Obama, declarou  sua intenção de aumentar a pressão sobre a Rússia, após a morte de trinta civis durante os bombardeios atribuídos aos rebeldes separatistas contra o porto estratégico de Mariupol.

O presidente dos Estados Unidos questionou a relevância da posição da Rússia na Ucrânia: "Eu sempre fui claro sobre o fato de que não seria eficaz para nós nos envolver em um conflito militar com a Rússia", frisou. No entanto, os Estados Unidos vão manter uma "pressão econômica" e um "isolamento diplomático", ressaltou.

Neste contexto, o chefe da diplomacia russa, Sergueï Lavrov, declarou que os novos episódios de violência na Ucrânia registrados nos últimos dias foram provocados por "dezenas de ataques permanentes" do exército ucraniano contra localidades povoadas.


Pesquisar este blog