Google+ Followers

domingo, 18 de janeiro de 2015

Retomada dos combates na Ucrânia

A intensificação dos confrontos no leste da Ucrânia levou o presidente russo, Vladimir Putin, a escrever uma carta a seu homólogo ucraniano, Petro Poroshenko, propondo-lhe a retirada das armas pesadas da frente de combate.  
 
"Os bombardeios dos bairros residenciais foram retomados em Donetsk e há mortos de novo", declarou o porta-voz do Kremlin, Dimitri Peskov.

A Rússia nega as acusações do governo ucraniano de que fornece armas e combatentes à rebelião pró-russa do leste da Ucrânia, mas exerce o papel de mediador no conflito.

"A parte russa está disposta a usar sua influência sobre os rebeldes para convencê-los a aceitar tal opção para evitar vítimas civis", disse o ministério das Relações Exteriores russo em comunicado.
 

Pesquisar este blog