Google+ Followers

sábado, 28 de fevereiro de 2015

Brasil: Câmara afronta cidadão


A Câmara dos Deputados, como sempre fez, continua zombando do povo. A última, depois de já ter aumentado salário, verba de gabinete, auxílio de moradia, cotão... achando pouco  resolveram voltar a permitir que esposa de deputado tenha direito a passagem aérea paga com recursos públicos. 

Nada mais injustificável, imoral e aético. Injustificável, porque deputado, em sua quase totalidade, passa apenas 2, 3 dias em Brasília; porque deputado já ganha muito bem e porque acumula milhares de milhas por mês com suas próprias passagens, cartão de crédito, etc., podendo, pois, se sentir falta da consorte nesses 2, 3 dias que fica no DF, comprar a passagem com recursos próprios, milhas, etc.

Imoral, porque é falta de pudor, é indecente e contrário às regras da boa conduta. É aético, porque fere princípios que devem nortear a representação parlamentar.

Quando fui deputado na legislatura passada, renunciei ao auxílio paletó e contribuí para a sua extinção, por achá-lo indecente. Mas, com esse recuo de agora, a Câmara dos Deputados mostra que continua a mesma de sempre, ou seja, a máxima que a orienta é privilegiar cada vez mais os seus membros



Severino Ninho

Advogado e presidente do PSB de Igarassu
*foi deputado federal, secretário de Estado, prefeito, vice-prefeito e vereador de Igarassu





Fonte:  Severino Ninho

Pesquisar este blog