Google+ Followers

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Finalidade do Programa Mãe Coruja


O Programa Mãe Coruja Pernambucana foi implantado no estado em 2007 pelo Decreto 30.353 com o objetivo de reduzir a mortalidade materna e infantil, através de ações estratégicas articuladas e intersetoriais dos eixos de saúde, educação e desenvolvimento social, cuidando de forma ampla da mulher e das crianças; fortalecendo os vínculos afetivos; promovendo uma gestação saudável; e garantindo às crianças nascidas no território pernambucano o direito a um nascimento e desenvolvimento saudável e harmonioso.

Em 15 de dezembro de 2009 torna-se políticapública no estado pela lei 13.959 trabalhando com políticas públicas integradas, em defesa da vida. As secretarias de e das crianças; fortalecendo os vínculos afetivos; promovendo uma gestação saudável; e garantindo às crianças nascidas no território pernambucano o direito a um nascimento e desenvolvimento saudável e harmonioso.Saúde;Educação; Desenvolvimento Social e Direitos Humanos; Secretaria da Mulher; da Criança; Planejamento e Gestão; Agricultura e Reforma Agrária; Trabalho, Qualificaçãoe Empreendedorismo e Governo trabalham juntas com ações voltadas para a melhoria da qualidade de vida das mulheres e crianças.

As principais ações desenvolvidas no Programa são: fortalecimento e empoderamento das mulheres através dos círculos de educação e cultura, cursos de qualificação profissional, oficinas de segurança alimentar e nutricional, inclusão em programas sociais através dos Centros Regionais de Assistência Social (CRAS), fornecimento de kits do bebê para as gestantes com 7 ou mais consultas de pré natal realizadas, fortalecimento da atenção ao pré natal, parto e puerpério, através da reorganização da rede de atenção ao parto.

As crianças cadastradas no Programa são acompanhadas por ações de incentivo do aleitamento materno, da imunização, do acesso ao registro de nascimento, e do acompanhamento do crescimento e desenvolvimento.

As gestantes e crianças do Programa são acompanhados a partir de uma rede descentralizada de profissionais e de um sistema de informação, o “Sis Mãe Coruja”, contando ainda com ações realizadas através de parcerias com os municípios, sociedade civil, organizações não governamentais e universidades.

Atualmente o Programa está implantado nas 12 Regiões de Saúde, em 105 municípios do Estado, sendo 103 municípios com a Gestão Estadual e 02 com a Gestão Municipal e Cooperação Técnica Estadual. E com 131.484 mulheres cadastradas e 72.139 crianças acompanhadas (Sis Mãe Coruja-Dezembro/ 2014). O Programa Mãe Coruja vem contribuindo para a redução da mortalidade infantil, através da integração do estado com os municípios, a sociedade civil, as organizações não governamentais e as universidades.

Pesquisar este blog