Google+ Followers

segunda-feira, 16 de março de 2015

Ex-diretor de Serviços da Petrobras volta a ser preso e tem € 20 milhões bloqueados no exterior


Nesta segunda-feira (16) o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato de Souza Duque voltou a ser preso. Entre os crimes investigados na décima fase da Operação Lava Jato estão: Associação criminosa, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, uso de documento falso e fraude em licitação.


Duque foi preso na casa dele, no Rio de Janeiro. O empresário paulista Adir Assad, investigado na CPI do Cachoeira, e Lucélio Góes – filho de Mário Góes, um dos suspeitos de intermediar a propina paga pela empresa catarinense Arxo – também foram detidos. As três prisões são preventivas.




Fonte:G1

Pesquisar este blog