Google+ Followers

domingo, 19 de abril de 2015

CEARÁ: MILITAR ACUSADO PELA MULHER DE MATAR O FILHO É INOCENTADO

O  Subtenente do Exército, Francileudo Bezerra Severino, 45, após ser acusado de no dia 11 de novembro 2014, de haver envenado o próprio filho e depois tentado suicídio, acordou após 10 dias de coma e passou mal, ao tomar conhecimento da morte do filho de 09 anos, e ao saber que estava sob vigilância, preso, como suspeito de homicídio e agressão. 

Após cinco meses, a polícia de Fortaleza fez uma grande revelação: Na noite do crime, Cristiane havia ligado desesperada para a polícia contando que o marido havia matado o filho autista de 09 anos, após tê-la dopado com altas doses de Rivotril, postado um recado no facebook, e, em seguida, tentado suicídio com o mesmo ansiolítico. Cristiane não contava que Francileudo sobreviveria para se inocentar.

A investigação aponta que ela comprou veneno para ratos, o chubinho, e misturou ao vinho do marido e ao sorvete de morango do filho mais velho de 09 anos. Depois forjou ter sido agredida, escreveu a carta no facebook passando-se pelo marido, telefonou para a polícia e passou sua versão de vítima.
Polícia constatou pesquisa sobre veneno no computador da mãe (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)
(Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)

Atualmente Cristiane encontra-se no Recife, com seu filho mais novo e fala-se que está em "crise psiquiátrica". Segundo a polícia Cristiane tem um amante no Recife. A suspeita é que a pensão militar do marido e um seguro de vida do filho possam ter servido de motivação.

Francileudo lamenta que enquanto estava agonizando, a mulher digitava na internet em seu nome e pede apenas justiça.


Fonte:Folha.uol.com

Pesquisar este blog