Google+ Followers

segunda-feira, 4 de maio de 2015

PM suspeito de matar a mulher a tiros no DF vai responder por feminicídio


A Justiça do Distrito Federal aceitou denúncia do Ministério Público contra um policial militar reformado suspeito de matar a mulher e atirar contra si mesmo dentro de casa, em Ceilândia, no último dia 15. Jaílson Ferreira Guedes, de 50 anos, teria atirado várias vezes contra Neide Rodrigues Ribeiro após uma discussão. Ela também era militar reformada e morreu na hora.

O suspeito foi indiciado por homicídio duplamente qualificado (feminicídio e recurso que impede a defesa da vítima) e pode pegar até 30 anos de prisão. A lei que aumenta a pena para quem matar mulheres por razões de gênero foi sancionada pela presidente Dilma Rousseff no dia 9 de março. Os crimes desta natureza também passaram a ser classificados como hediondos.


Pesquisar este blog