Google+ Followers

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Greve da Suframa retém mais de mil carretas em portos de Manaus e gera prejuízos às empresas


Servidores da Suframa querem melhorias salariais
(Foto: Jamile Alves/G1 AM)

Os efeitos da paralisação dos servidores da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) - que completa 25 dias nesta terça-feira (16) - começam a ser sentidos pela indústria. Segundo o Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), cerca de 1.127 carretas estão retidas em portos de Manaus, o que equivale a R$ 394, 6 milhões em mercadorias. A categoria protesta contra o veto do Governo Federal para a medida que reavaliaria o plano de cargos e carreiras dos servidores.

A categoria anunciou a greve como protesto ao veto da presidente Dilma Rousseff em relação à medida provisória 660, que determina a reestruturação do plano de cargos e carreiras. A mobilização acontece em todos os cinco estados e 14 unidades em que a Suframa atua. A paralisação conta com aproximadamente 95% de adesão.



Pesquisar este blog