Google+ Followers

sábado, 18 de julho de 2015

Casos de calazar aumentam em Pernambuco


O crescimento de casos de calazar em moradores de diferentes municípios pernambucanos fez a Secretaria Estadual de Saúde incluir a doença no programa Sanar, de enfrentamento das negligenciadas. Onze municípios prioritários estão começando a receber ações, que vão da maior vigilância sob os cães, com aplicação de testes, ao diagnóstico em humanos. Resultado do desmatamento, a transmissão ocorre do Sertão à Zona da Mata. A enfermidade provoca o aumento do fígado e do baço, podendo levar à morte se não houver diagnóstico e tratamento imediato.


Goiana, que atrai novos moradores em razão do crescimento industrial (ganhou montadora de veículos e indústria de hemoderivados), enfrenta doença sobretudo nos vilarejos do litoral, como Atapuz e Barra de Catuama. Cães infectados estão sendo sacrificados com a autorização dos donos.



Os outros municípios prioritários são Tamandaré, Caruaru, Salgueiro, Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista, Petrolina, Ouricuri, Santa Cruz, Carnaubeira e Serra Talhada.

Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz, no Recife, desenvolvem estudos para conhecer melhor a cadeia de transmissão, que envolve o flebótomo, bem menor que o mosquito da dengue, cães e outros animais que servem de reservatório ao parasita.



Pesquisar este blog