Google+ Followers

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Em tempos de crise, Prefeitura de Camaragibe gasta com locação de carros e a Guarda Municipal trabalha com viaturas sucateadas




O Brasil vem sofrendo a pior crise dos últimos tempos. Para diminuir o impacto, o Governo Federal, Estados e municípios estão em contenção de despesas.

Por outro lado, fala-se que a Prefeitura de Camaragibe mantém gastos "desnecessários" em várias secretarias e de variadas formas.

As despesas podem somar R$ 1.351.675,80 (um milhão, trezentos e cinquenta e um mil, seiscentos e setenta e cinco reais, e oitenta centavos) só em duas empresas de aluguéis de veículos, nos meses de abril e maio. Os veículos são para as secretarias de Assistência Social, Saúde, Infraestrutura, Trânsito e Mobilidade Urbana, Administração e  Defesa Civil, sem contar com os da Educação.

A prefeitura alega  que fica mais barato locar os automóveis, pois se quebrarem, a empresa é responsável pelo conserto e manutenção. Entretanto são publicados no Diário Oficial gastos exorbitantes com manutenção dos veículos. 

Outra informação é de que as motos da Guarda, que também são locadas, encontram-se em péssimas condições como:
Placa amarrada com arame


Intermitente  quebrado

  • Pneus carecas;
  • Placa amarrada com arame;
  • Intermitente solto e quebrado;
  • Falta chave nos baús;
  • Sirene quebrada;
  • Sem contar que a maioria  dos veículos estão com os 04 pneus carecas e sem suporte.
  • Ontem, 03 veículos de uma só vez, estavam quebrados pela manhã.
Fica até difícil para os GMs cobrarem o certo dos motoristas e motoqueiros, se estão cheios de alterações.

É o contraditório das contenções.

Em Camaragibe, só sei que é assim!

Pesquisar este blog