Google+ Followers

sábado, 1 de agosto de 2015

RS: O ESTADO VAI PARAR NA PRÓXIMA SEMANA



O anúncio do parcelamento dos salários dos servidores públicos estaduais em três parcelas, gerou protestos neste sábado (1) pelo Rio Grande do Sul. Pneus foram queimados em rodovias e faixas e cartazes foram espalhados, anunciando a paralisação das atividades de alguns setores na próxima segunda-feira (3). Os atos são uma resposta à medida adotada pelo governo estadual na tentativa de equilibrar as finanças.

Em Caxias do Sul, na serra gaúcha, um grupo de familiares de servidores da Brigada Militar protestou durante a tarde. Eles bloquearam o portão de acesso ao 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM). Com isso, os PMs foram impedidos de sair do quartel para fazer o patrulhamento da cidade.

A ação colocou em risco a realização do jogo do Juventude contra o Brasil de Pelotas, pela série C. Por volta das 18h15, os manifestantes concordaram em liberar a passagem.

Por causa do atraso na chegada da Brigada Militar, os torcedores só começaram a entrar no estádio Alfredo Jaconi faltando poucos minutos para o início da partida. 

(Foto: Ecosul/Divulgação)
Em Santana do Livramento, na Fronteira Oeste com o Uruguai, pneus foram queimados embaixo de um viaduto. Um boneco vestido com uniforme do Corpo de Bombeiros foi pendurado no local.


Em Santiago, também houve queima de pneus na BR-287 e um boneco com a farda da Brigada Militar e uma corda no pescoço foi deixado na rodovia.

Na BR-392, no trevo de acesso a Rio Grande, no Sul. Um boneco com a farda da Brigada Militar foi pendurado e uma faixa também foi colocada com a frase: "Sartori, sem efetivo e sem salário eu não trabalho". 

 (Foto: Vanessa Backes/RBS TV)
Na BR-386, em Carazinho, na Região Norte, também foram usados faixas e cartazes com mensagens de protesto. Pneus foram queimados no acostamento da rodovia e bonecos com uniformes da Brigada Militar e Polícia Civil foram pendurados.

Além da dos servidores da segurança pública, funcionários de outros setores, programaram uma paralisação das atividades para segunda-feira (3).

A Federação Sindical dos Servidores, que representa 40 categorias, diz que o estado vai parar a partir da semana que vem. Uma assembleia no dia 18 vai decidir se haverá greve. 


Pesquisar este blog