Google+ Followers

terça-feira, 29 de setembro de 2015

CAMARAGIBE: SERVIDORES MUNICIPAIS DECIDEM MANTER A GREVE

Em uma histórica assembleia geral extraordinária realizada na tarde desta terça-feira (29), os servidores municipais de Camaragibe decidiram por maioria dos votos continuar na greve que teve inicio ontem. 


Apesar de o prefeito de Camaragibe Jorge Alexandre ter recorrido ao judiciário e o mesmo ter considerado a greve ilegal, os trabalhadores decidiram continuar a paralisação mantendo 30% do pessoal nos serviços essenciais.
SEEPE (Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Pernambuco)

A gestão do PSDB em Camaragibe está passando com um "rodo compressor" em cima dos trabalhadores. Desde que assumiu a prefeitura iniciou uma política de retirada de direitos e vantagens. Por isso, entidades que representam as categorias, resolveram unir forças para protestar contra os desmandos. Os trabalhadores contam com o apoio do  Conselho municipal de Saúde, que é contrário a qualquer tipo de repressão e fechamento de serviços.



Enquanto isso, a greve ganha mais adesões. Agentes administrativos, professores e outros servidores estão aderindo ao movimento. O sentimento dos trabalhadores é de revolta diante da arbitrariedade do prefeito.

   
Amanhã, novas mobilizações serão realizadas na cidade.




Em Camaragibe, só sei que está assim!

Laudicéa

DIANTE DA MÁ ADMINISTRAÇÃO DO PSDB EM CAMARAGIBE, SERVIDORES BUSCAM APOIO NO ...

DIANTE DA MÁ ADMINISTRAÇÃO DO PSDB EM CAMARAGIBE, SERVIDORES BUSCAM APOIO NO ...

SISEMCg INFORMA:





Fonte: SISEMCg

PSDB EM CAMARAGIBE MASSACRA OS SERVIDORES MUNICIPAIS RETIRANDO DIREITOS




video


Na manhã dessa segunda-feira (28), servidores municipais de Camaragibe estiveram na principal avenida da cidade em carreata, com carro de som informando os munícipes da situação caótica que se instalou desde que o prefeito Jorge Alexandre (PSDB) assumiu a prefeitura.

Mesmo utilizando o horário político para criticar a forma de tratamento desrespeitoso do Governo Federal em relação as questões trabalhistas, na prática, ele utiliza  como "lição de casa" exatamente o que critica.

Essa é a cara do PSDB!


Laudicéa

domingo, 27 de setembro de 2015

Prefeito de Jorge Alexandre, no noticiário nacional, destina recursos do...

           


Se realmente isso houvesse acontecido! O problema é que o povo ficou sem Carnaval e continuou com a Educação em frangalhos!

Essa creche que aparece na propaganda iniciou as obras em 2009, foi inaugurada no final de 2012 sem conclusão. Quando realmente inaugurou muitas crianças que deveriam ter se beneficiado  dela, já havia crescido.

Em meados do ano, educadores ainda se queixavam da falta de materiais para execução das funções como: A  caderneta para anotações, xérox, cartolina, etc. Muitos adquiriam os materiais do seu próprio esforço.

Os alunos receberam o primeiro kit escolar (de qualidade inferior) e o primeiro fardamento que há dois anos se licitava.

Havia escolas liberando alunos mais cedo por falta de merenda escolar, apesar de haver licitação no Diário Oficial em valores exorbitantes para merenda e que, inclusive, só foi publicado no final do contrato

Se esse pouco foi feito com o dinheiro do Carnaval, então onde está a verba para reformas,  kit escolar, fardamento, merenda, etc.

Até o PCRM dos professores inventaram um tal de  ALL -ADIN que já virou "estudo de caso". Há mais de um ano que a justiça analisa. Pela fé!

Se não fez Carnaval porque não investiu ao menos na valorização dos profissionais da Educação?

Em Camaragibe, só sei que está assim!!!


Laudicéa

sábado, 26 de setembro de 2015

Nasa: Eclipses como o deste domingo preocupam

  

Na noite deste domingo (27) para madrugada de segunda-feira (28), grande parte do mundo, incluindo o continente americano, terá a oportunidade de desfrutar do espetáculo raro de um eclipse total da Lua e do evento da superlua juntos.

O eclipse total deve deixar a Lua completamente nas sombras, pois a Terra fica entre ela e o Sol. Já a superlua acontece quando a Lua cheia ou nova se encontra em seu ponto mais próximo da Terra.
A nave Lunar Reconnaissance Orbiter, da agência americana, foi lançada no espaço em 2009


Para os entusiastas de astronomia esses eventos serão belos. Mas, para a agência espacial americana, a Nasa, será motivo de preocupação.


Os cientistas temem que a falta de luz solar devido ao eclipse deixe sem energia uma de suas naves mais importantes, a Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO), cuja missão é explorar e monitorar o satélite natural da Terra.

O eclipse total deve durar mais de uma hora. A Lua também ficará com uma cor avermelhada pois sua superfície estará iluminada por raios tênues que refletem da atmosfera terrestre.Lua vermelha


Ex-deputado preso revela o que "todo mundo" sabia!


O ex-deputado Pedro Corrêa (Vagner Rosario/VEJA)
O médico Pedro Corrêa, de uma família rica e tradicional do Nordeste, preso desde abril 2015, foi um dos parlamentares mais influentes do governo Lula. Envolvido no processo do mensalão, fez acordo com a justiça e resolve falar.


Como presidente do PP, garantiu a adesão do partido ao governo Lula e  recebeu em troca o direito de nomear apadrinhados para cargos estratégicos da máquina pública. Essa cumplicidade rendeu a Corrêa uma condenação à prisão no processo do mensalão, o primeiro esquema de compra de apoio parlamentar engendrado pela gestão petista.

Há dois meses ele negocia com o Ministério Público um acordo de colaboração que, se confirmado, fará dele o primeiro político a aderir à delação premiada. Corrêa já disse aos procuradores da Lava-Jato que Lula e a presidente Dilma Rousseff não apenas sabiam da existência do petrolão como agiram pessoalmente para mantê-lo em funcionamento. 

O topo da cadeia de comando, portanto, estaria um degrau acima da Casa Civil, considerada até agora, nas declarações dos procuradores, o cume da organização criminosa. 

Corrêa contou, que o petrolão nasceu numa reunião realizada no Planalto, com a participação dele, de Lula, de integrantes da cúpula do PP e dos petistas José Dirceu e José Eduardo Dutra - que à época eram, respectivamente, ministro da Casa Civil e presidente da Petrobras. Em pauta, a nomeação de um certo Paulo Roberto Costa para a diretoria de Abastecimento da Petrobras.

A criação coletiva, que desfalcou pelo menos 19 bilhões de reais dos cofres da Petrobras, continuou a brilhar no mandato de Dilma Rousseff - e com a anuência dela, de acordo com o ex-presidente do PP.


ESCÂNDALO DO PETROLÃO: LULA SERÁ O PRÓXIMO?


Doze executivos das duas maiores construtoras do Brasil, a Odebrecht e a Andrade Gutierrez, entre eles os respetivos presidentes, Marcelo Odebrecht e Otávio de Azevedo, foram detidos neste fim-de-semana, no âmbito da Operação Lava-Jato, a ação policial que investiga o Escândalo do Petrolão. Dada a relação próxima entre o primeiro daqueles empresários e Lula da Silva, o presidente do Brasil de 2003 a 2010 terá confidenciado a aliados, segundo a imprensa local, que é o próximo alvo da polícia.

O nome do antecessor de Dilma Rousseff na presidência da República e seu provável sucessor nas eleições de 2018 é citado em documentos apreendidos na 14ª etapa da Operação Lava-Jato, denominada Erga Omnes ("vale para todos" em latim). Sem direito a imunidade, por não ocupar nenhum cargo público, Lula teme ser envolvido a qualquer momento no caso.


sexta-feira, 25 de setembro de 2015

BANCÁRIOS PODERÃO DEFLAGRAR GREVE POR TEMPO INDETERMINADO NO DIA 06





A proposta apresentada pelos banqueiros na rodada de negociação desta sexta (25) foi considerada pelos bancários como um insulto e desrespeito à categoria. O reajuste proposto, de 5,5%, não cehga nem perto da inflação de 9,88%. Representaria perdas de 4% para os trabalhadores. 

A indicação do Comando Nacional dos Bancários para início da greve por tempo indeterminado é dia 6 de outubro. “Precisamos deste prazo para cumprir todos os trâmites legais: publicação em edital de grande circulação de convocatória para a assembleia com 48hs de antecedência e, realizada a assembleia, publicação de aviso de greve com prazo de 72hs antes do início do movimento”, explica a secretária-geral do Sindicato, Sandra Trajano. Em Pernambuco, a assembleia acontece na próxima quinta, 1º de outubro.

Segundo Suzineide, nos últimos dez anos, entre 2004 e 2014, o lucro dos bancos cresceu 116% e a remuneração dos bancários aumentou 14,9%. Os bancários reivindicam reajuste de 16%, que inclui reposição da inflação e 5,7% de aumento real.



SP: Manifestação de funcionários dos Correios e residentes


Duas manifestações fecharam parcialmente a Avenida Paulista e a Rua da Consolação na tarde desta quinta-feira (24). Os atos foram realizados por residentes do Sistema Único de Saúde (SUS) e funcionários dos Correios, ambas categorias temporariamente paralisadas.

Os médicos residentes iniciaram paralisação nacional por 24h nesta quinta, segundo a Associação Nacional dos Médicos Residentes (ANMR), que diz que cerca de 30 mil médicos residentes pararam, sendo 2 mil deles na capital paulista.


O FGTS de domésticos começa a valer em outubro



Começa a valer em outubro a obrigação dos empregadores de pagar, aos trabalhadores domésticos, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), além de outros direitos. Até então, esse benefício era opcional.

Os novos direitos estão previstos na chamada PEC das Domésticas, lei que foi aprovada em abril de 2013. Mas eles só foram regulamentados no último mês de junho, e apenas agora começam a valer.

Com a entrada em vigor desses direitos, o empregador terá obrigatoriamente que cadastrar seus empregados nos site do e Social. O primeiro pagamento nesse novo modelo referente a outubro, deverá ser feito até 7 de novembro.

AOS APOSENTADOS E PENSIONISTAS DA FACHESF


A Fachesf informa que, no dia 01/10/2015, depositará o valor correspondente a 50% do Abono Anual para todos os Aposentados e Pensionistas que recebem seus benefícios do INSS por meio da folha de pagamentos da Fundação.

Para mais informações, ligue para a Central de Relacionamento (0800 281 7533) ou procure a Agência da Fundação mais próxima. 



VICÊNCIA - PE: RESULTADO PRELIMINAR DA PROVA DE TÍTULOS DO CONCURSO DA PREFEITURA







quarta-feira, 23 de setembro de 2015

PERNAMBUCO É O 7º ESTADO MAIS POPULOSO DO BRASIL E, DOS 185 MUNICÍPIOS DE PE, CAMARAGIBE É O 8º MUNICÍPIO EM ARRECADAÇÃO DO FPM

Agora veja o quanto "caiu" o valor do repasse em relação ao mesmo período do ano passado:



Camaragibe – PE     FPM -       Decêndio        Agosto/2014


                                      1º                             2º                          3º                                Total

FPM                 3.005.458,24         398.626,29                1.073.780,5                   4.477.865,11




Camaragibe – PE    -  FPM  Decêndio             Agosto/2015 

 
        
                               1º                                 2º                          3º                             Total 
                     
FPM              2.481.656,19           425.931,78            1.534.047,70              4.441.635,67




Nota-se que a perda no repasse do FPM 2015, em relação a agosto de 2014, foi apenas de R$36.229,44


Dá pra chorar??

Só sei que é assim!!!

Laudicéa

CAMARAGIBE: SERVIDORES MUNICIPAIS DECRETAM GREVE POR TEMPO INDETERMINADO



Nesta terça-feira (22), servidores municipais estiveram reunidos em assembleia extraordinária para discutir os novos encaminhamentos para a luta contra a intransigência da gestão.
Djanos (diretor do SEEPE)
Estiveram presentes o SEEPE (Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Pernambuco), o SOEPE ( Sindicato dos odontólogos do Estado de Pernambuco), e a AMACS (Associação Municipal das Agentes de Saúde).
Carlos Resende  SOEPE
Tina (professora)
Por haverem se esgotado  e por terem sido frustradas todas as tentativas de negociação, os servidores (que já haviam decretado estado de greve na última assembleia, no dia 16/09) em assembleia hoje, às 14 horas, na sede da entidade, na Rua Tenente Arnaldo 129, Timbi,  com maioria dos votos a favor - nenhum contra e 17 abstenções DECRETARAM GREVE por tempo indeterminado, com DEFLAGRAÇÃO na próxima segunda-feira (28). 






Entenda o problema:


Há alguns anos, os servidores públicos  de Camaragibe não comemoram ganhos, porém, desde o início dessa gestão, isso só tem piorado. 
  • Servidores que moram em outro município, que recebiam ajuda de custo para o deslocamento ao trabalho há anos, foram surpreendidos com a perda desse auxílio, e a Gestão alegou falta de regulamentação para continuar pagando as passagens desses e, até hoje, não houve retorno; 
  • As merendeiras perderam uma gratificação percebida há anos, sob a alegação de "erro" da gestão passada;
  • Os professores municipais, que haviam conseguido o PCRM (Plano de Cargos e Remuneração do Magistério), e que já lutavam pela sua execução  desde o ano de sua aprovação e sanção (Lei 504/12), foram surpreendidos com  o pedido de inconstitucionalidade da Lei (ADIN);
  • Os professores também passaram a trabalhar com o improviso por falta de condições de trabalho. Muitas comprando seu próprio material de penso e pagando suas próprias cópias para poderem trabalhar;
  • Os profissionais que se se queixavam da falta de condições de trabalho passaram a ser castigados. A primeira medida de retaliação passou a ser transferência, além do constrangimento;
  • Os profissionais de saúde, para garantir  a implantação da Carga Horária das 30 horas em julho/14, constante na Lei 505/12 (PCCV Geral), perderam a gratificação de plantão no valor de R$245,00 
  • A Lei 418/09 já havia extinguido a gratificação de emergência (R$42,00) e a antiga gratificação de Plantão no valor de (R$ 270). A Lei 418/09 revogou as 02 Leis e instituiu outra gratificação com valor diminuído e congelado. Perda correspondente a R$ 312,00
  • Os profissionais de Laboratório ficaram fora da Lei 418/09, mesmo sendo do Regime de Plantão. Após muita luta, conseguiram no final de 2014, que fosse feito uma EMENDA para beneficia-los, porém até agora aguardam o efetivo cumprimento da LEI. Perdem mensalmente R$ 480,
  • As ACS/ACE, que faziam parte do PCCV Geral Lei 505/12, e que tinham até recebido o retroativo referente à sua execução, foram surpreendidas no início deste ano com a implantação do Piso Nacional de (R$ 1.014) e com a retirada, sem "força de lei", do Plano de Cargos e Carreiras. Assim, "além de queda, coice" - perderam também, outros direitos básicos;
  • Em 2013, os servidores não tiveram reajuste salarial;
  • Em 2014, tiveram um reajuste igual ao percentual do salário mínimo;
  • Em 2015, o reajuste salarial, que ao invés de acontecer no mês de março (como diz a Lei Municipal), só ocorreu no mês de maio e foi de 7.45%,  inferior ao percentual dado pelo Governo Federal, que foi de 8,82%, além do mais, divido em 04 parcelas, sendo: 03 x 1.86% e 01 x 1.87%
  • Acostumados a receber metade do 13º salário no meio do ano, os servidores foram surpreendidos com o não pagamento este ano;
  • A implantação do PMAQ (Programa de Melhoria do Acesso e Qualidade) - gratificação dada apenas à Atenção Básica -, verba enviada pelo Governo Federal desde 2012,  só teve iniciada sua distribuição a partir de 2014 em 01x. No final de agosto/2015, foi enviado um projeto de lei à câmara para instituir a  distribuição mensal, fracionando o seu valor, porém retirando a gratificação do SUS, verba enviada pelo Governo Federal  e paga aos trabalhadores mensalmente há mais de 20 anos, através de lei regulamentada.
  • Os ACS que com o PMAQ passariam a receber 02 gratificações, passam a ganhar apenas 01;
  • Os trabalhadores do MAC (Média e Alta Complexidade), que normalmente executam seus trabalhos na Maternidade e emergências, que não têm direito a receber o PMAQ, recebem a triste notícia da perda da gratificação SUS, que varia de R$ 165,00 a R$1.060, de acordo com cada categoria;
  • Desde o ano passado, o Sindicato dos Servidores Municipais vem tentando negociar um reajuste na gratificação SUS (que, de acordo com a lei 144/2002, deveria ser repassada em percentual, de 17,40% a 30%) que estava congelada há mais de 20 anos e, tendo em vista que a mesma passara a ser um complemento salarial. A secretaria de saúde informava sempre que já havia feito o "impacto na folha" e encaminhado a PROGEM (Procuradoria Geral do Município) para análise e que, em breve, seria enviado à câmara para aprovação. Quando se pedia a minuta da lei, a Gestão seguia embromando.
  • Após conhecimento do último desmando da gestão, as entidades representativas das categoria se uniram para reivindicar  o direito dos trabalhadores da saúde, já tão castigados.  Fizeram ato público na câmara, no centro da cidade, na frente da prefeitura e nada! A gestão simplesmente não recebe e ainda propaga que segue recomendação do Governo Federal, que é por conta da crise, blá...blá. Porém a verba do SUS nem diminuiu, nem foi vetada. Em relação ao mesmo período do ano passado, o repasse do  FPM aumentou 
  • A verba para a Atenção Básica PAB FIXO aumentou em quase dois milhões e o PAB VARIÁVEL também. A verba do MAC aumentou, dentre outras transferências. 
  • Um ponto considerado agravante foi a falta do repasse Patronal de 16% que a gestão deveria fazer até o dia (10) ao FUMPRECAM (Fundo de Previdência de Camaragibe) e ainda não o fez este mês, deixando os servidores apreensivos.

Fala-se que alguns vereadores ainda ironizam dizendo:  "Isto é só o começo!"

Só sei que está assim!!


Laudicéa

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

PE: Médicos pedem demissão na UPA da Caxangá



Quase todo o quadro de médicos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Caxangá pediu demissão depois de receber a notícia que viria mais uma redução no número de profissionais da unidade, além da queda no volume de compras de itens utilizados no atendimento. São 21 médicos que, agora, cumprem aviso prévio. A unidade possui 25 profissionais no total.

O movimento foi reforçado com a informação de que os novos desligamentos iriam sobrecarregar os médicos que permanecessem, associado à limitação do atendimento devido à baixa nos utensílios de atendimento básico, intermediário e de urgência. O atendimento seria limitado a casos de emergência, considerados graves.



CAMARAGIBE: SAÚDE EM CRISE





O corte do benefício SUS para os funcionários da saúde em Camaragibe - PE tem revoltado os trabalhadores e trazido muita insatisfação. 

Para as ACS que já recebiam o SUS há anos e sonhavam com o PMAQ, a perda foi enorme, pois não trocaram 6 por meia dúzia e sim, 6x5. 

O Prefeito Jorge Alexandre "deu com uma mão e tirou com a outra". Isso, para a  Atenção Básica. Vale lembrar que os profissionais da Média e Alta complexidade perderam tudo, pois não recebem o PMAQ!

O desafio maior da cidade, "segundo rumores", é saber como o prefeito conquistou a façanha inusitada para ser considerado o PIOR prefeito de Camaragibe! Desde que  assumiu, só tem tirado o pouco direito de que os servidores se "valiam". 


Laudicéa

"CORTEJO FÚNEBRE" DO PREFEITO JORGE ALEXANDRE

INDIGNAÇÃO DOS SERVIDORES DE CAMARAGIBE PELO DESRESPEITO DA GESTÃO





Dra. Glória Cemec Centro


Laudicéa

CAMARAGIBE: SERVIDORES FAZEM O "CERRA VEIO" DOS TRAIDORES

Em protesto, profissionais da área de saúde realizam enterro simbólico em Camaragibe, na RMR

folhape

Servidores cobram a gratificação do SUS que, segundo eles, foi cortada pelo prefeito Jorge Alexandre


Servidores municipais realizaram uma manifestação na manhã desta segunda-feira (21), em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife. Cerca de 50 pessoas fecham a avenida doutor Belmino Correia, a principal do município. Os servidores cobram a gratificação do Sistema Único de Saúde (SUS) que, segundo eles, foi cortada, na última semana, pelo prefeito Jorge Alexandre.

De acordo com os servidores, os mesmos já perderam a gratificação do plantão e a gratificação de emergência. Ainda segundo eles, a gratificação do SUS representa 50% da remuneração mensal. Por causa da insatisfação, os manifestantes também realizam um velório simbólico do prefeito. Eles também pedem melhoria do sistema de saúde para a população do município.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA

  

A diretoria do SISEMCG - Sindicato dos Servidores Municipais de Camaragibe e a diretoria do SEEPE – Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Pernambuco, no uso de suas atribuições estatutárias, convocam os servidores associados para participarem da Assembleia Geral Extraordinária, a ser realizada no dia 22 de setembro de 2015, a se iniciar às 14h em primeira convocação, e às 14:30h, em segunda convocação, na sede do sindicato, para deliberar acerca da seguinte pauta: 1) Decretação de greve por frustração das negociações acerca do retorno do pagamento da gratificação do SUS dos servidores municipais da saúde 2) Outros assuntos de interesse da categoria. Camaragibe, 18 de setembro de 2015.

                            Magna Bias Oliveira e Silva 
SISEMCG - Sindicato dos Servidores Municipais de Camaragibe                                 Berenice Garces Santos 
SEEPE – Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Pernambuco

                                                    SÁBADO, 19 de setembro de 2015


Folha de Pernambuco

Protesto em Camaragibe impede BRTs de seguirem viagens


noticias.ne10

Foto: Alysson
Bernardo via ComuniQ
Um protesto na Avenida Belmino Correia complicou o trânsito principalmente no corredor Leste/Oeste do BRT em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife (RMR), na manhã desta segunda-feira (21).

Segundo informações da prefeitura do município, a manifestação aconteceu porque os funcionários da área de Saúde reclamam de cortes em gratificações. Por causa da interdição na via do BRT, em direção ao Centro do Recife, agentes de trânsito fazem desvios.

Passageiros parados nos veículos do sistema que não conseguem seguir viagem por causa do trânsito, descem e seguem em ônibus regulares.

Uma segunda manifestação realizada por pessoas que protestavam por moradias aconteceu nas vias de Camaragibe também nesta manhã. Essa segunda manifestação se concentrou em frente à prefeitura.



sábado, 19 de setembro de 2015

BRASIL: PREFEITOS DIMINUEM SEUS PRÓPRIOS SALÁRIOS POR CONTA DA CRISE


A crise econômico-financeira chegou aos bolsos de prefeitos e vereadores de várias cidades do Brasil, obrigando-os a cortarem na própria pele.

Em Sangão (SC), desde maio deste ano, o prefeito  Castilho Silvano Vieira (PP), reduziu em 10% os vencimentos dele próprio, além dos do vice, dos secretários e diretores da prefeitura,

Em Santo Antônio da Platina, Curitiba, só após uma grande pressão da população o prefeito Pedro Claro de Oliveira Neto (DEM) resolveu modificar projeto que havia enviado para a Câmara Municipal, aumentando seus vencimentos de R$ 14,7 mil para R$ 22 mil.

Após a interferência da população, o salário de Oliveira Neto será reduzido para R$ 12 mil. Os salários dos vereadores e membros do primeiro escalão do município também serão diminuídos.

Em Jacarezinho, os vereadores foram pressionados a aprovar uma redução de 30% dos salários da próxima legislatura. Um dos vereadores de Jacarezinho, em tom de deboche, afirmou que os manifestantes eram somente "uns poucos gatos pingados". Durante as sessões da Câmara, moradores da cidade, pressionava os membros da Casa a reduzir seus salários com um som do miado de gatos. O som do miado virou símbolo dos manifestantes, e os "gatos pingados" conseguiram fazer os vereadores recuar em uma tentativa de aumentar os seus salários. Quem se eleger vereador em Jacarezinho, em 2016, terá direito a uma remuneração mensal de $ 4,34 mil, em vez dos atuais R$ 6,2 mil.

Em Nossa Senhora da Glória (SE), o prefeito Francisco Carlos Nogueira (PT) reduziu 50% do próprio salário. O mesmo percentual será aplicado ao salário do vice-prefeito. O secretariado, por sua vez, receberá 20% a menos no contracheque. De acordo com Nogueira, a medida visa a reduzir a despesa com a folha de pagamento de Nossa Senhora da Glória, atualmente de R$ 4,5 milhões, o que representa 57% da receita do município.

A prefeita de Santana do Cariri (CE), Danielli Machado (PSL), baixou decreto reduzindo em 25% o seu salário, bem como, do vice-prefeito e os dos secretários do município de 17 mil habitantes (a 510 km de Fortaleza).

Em Escada (PE), a redução da remuneração do primeiro escalão foi de 20%. A diminuição de salários foi determinada pelo prefeito Lucrécio Gomes (PSB), que estima uma economia mensal de R$ 147 mil com os cargos comissionados no município. Como justificativa, Gomes afirmou que "é dever de todo administrador defender e zelar pelo bom e regular funcionamento dos bens e serviços públicos".

Em Arcoverde (PE) a prefeita Madalena Britto (PTB) determinou a redução de 15% da sua remuneração, também valendo para a do vice-prefeito. Os salários do secretariado, por sua vez, tiveram uma retração de 12%. "O desaquecimento da economia no país mostra que devemos tomar medidas preventivas", afirmou a prefeita de Arcoverde.

O prefeito de Lafaiete Coutinho (BA), Zenildo Santana (PP), reduziu o seu salário, o do vice-prefeito e os dos cargos comissionados do município em 10%. 

Também na Bahia, o prefeito de Candeias (BA), Sargento Francisco (PMDB), reduziu os salários de todo o primeiro escalão, inclusive o seu e o do vice-prefeito, em 20%. 

O prefeito de Parrelhas (RN), Francisco Medeiros (PT), reduziiu em R$ 1.000 seu salário; o do vice, Zezinho de Bilala (PT), foi cortado em R$ 500. Os secretários tiveram cortes nos salários, assim como os cargos comissionados. 

Ainda no Rio Grande do Norte, o prefeito de Macau (RN), Kerginaldo Pinto do Nascimento (PMDB), aderiu ao "movimento" e reduziu seus vencimentos em 20%. O decreto, aprovado por unanimidade na Câmara Municipal, ainda incluiu os salários do vice-prefeito e dos secretários. A economia mensal do município está sendo estimada em R$ 400 mil anuais.

Em Poço Dantas (PB), o prefeito José Gurgel Sobrinho, reduziu o próprio salário em 50%. A medida ainda atingiu o vice e os secretários do município. O prefeito informou que a iniciativa vale "até que seja restabelecida a situação financeira do município".

Em Itapema (SC), O prefeito Rodrigo Bolinha (PSDB), cidade de 45,8 mil habitantes (a 60 km de Florianópolis), reduziu a sua remuneração, do vice e do primeiro escalão, em 15%.

Em Nova Veneza (SC), o prefeito Evandro Gava (PP) diminui o seu vencimento, do vice e dos secretários em 20%.

Em Ouro Preto (MG), O prefeito de José Leandro Filho (PSDB), decidiu pela redução de seu próprio salário e de seu vice em 20%. 

O prefeito de Cláudio (MG), José Rodrigues Barroso (PRTB), cortou o seu salário, o do vice e os dos membros do primeiro escalão em 10%.


O prefeito de Pinhão, na região central do Paraná, Dirceu de Oliveira (PSD), decretou a redução de 20% nos próprios salários e nos rendimentos do vice-prefeito. O mesmo decreto corta 15% dos subsídios dos 10 secretários municipais.

No Rio Grande do Sul, o prefeito de Cerro Grande do Sul, Sérgio Silveira da Costa (PMDB) reduziu seu salário, o da vice e e os dos secretários em 7%.

Em Nova Aurora (PR), José Aparecido de Paula e Souza (PSDB), reduziu o seu vencimento, o do vice e os dos auxiliares em 10%.

No Estado do Rio de Janeiro, prefeitos, vereadores e secretários municipais reduziram seus salários nas seguintes cidades: Nilópolis, Paraíba do Sul e Maricá em percentuais que variam de 15% a 20%


Em Pomerode, no Vale do Itajaí, foi reduzido em 10% dos salários do prefeito, vice-prefeito, secretários e comissionados, a partir de 1º de setembro.

Em Cabrobó, no Sertão de Pernambuco, O prefeito do município Auricélio Torres, assinou um decreto que reduz em 20% o próprio salário, o do vice-prefeito, dos secretários municipais e dos cargos comissionados. 

O prefeito de Paulista, Junior Matuto (PSB), reduziu o salário de cargos comissionados, do vice-prefeito, do secretariado e de outros cargos de confiança, além de fazer enxugamento nos custos. O salário (bruto) do prefeito também será reduzido de R$ 21 mil para R$ 17,8 mil.

Em Ipubi, no Sertão do Araripe, o prefeito João Marcos Siqueira reduziu em 10% o seu próprio salário, o do vice-prefeito e também dos  cargos comissionados. A medida já está em vigor e deve durar até dezembro deste ano.

O prefeito que ganhava R$15 mil, passa a receber 13.500 mil. Já o vice-prefeito que recebia R$10 mil, vai receber R$9 mil reais. E o salário de todos os secretários agora é de R$3.150 reais, eles ganhavam antes R$ 3.500 mil. 


Em Carpina, na Mata Norte de Pernambuco, Carlinhos do Moinho (PSB), assinou nesta sexta (18), um decreto que reduz em 30% o próprio salário e da vice-prefeita. E em 20% dos secretários municipais, dos cargos comissionados e contratados.

A alegação utilizada por todos, é a queda de cerca de 20% no FPM (Fundo de Participação dos Municípios). É importante observar que, o "corte" nesses locais, atingiu apenas o executivo e legislativo com seus contratos e cargos comissionados.

Em Camaragibe (PE), O "corte", com perda de quase 50% para algumas categorias, atingiu  em cheio os servidores efetivos. E o pior é a propaganda de que se está fazendo um bem para o servidor e para o serviço! 


Diferente de Jacarezinho, os vereadores utilizaram a expressão "casca de banana", após assinarem a Lei aprovando corte de gratificação dos servidores da saúde. Alguns, alegaram engano, porém só o vereador Toninho assumiu o erro. Na Lei que cria a forma de distribuição do PMAQ (Gratificação que apenas contempla o pessoal da Atenção Básica do município), foi "embutido", segundo eles, no Artigo 9º como "casca de banana" a revogação da Lei 144/2002 (SUS), que contemplava a todos os servidores da saúde.

A expressão "casca de banana" citada pelos próprios vereadores da cidade virou polêmica, após "alguém" durante protesto na última sessão da câmara (15/09), comer uma banana e expor a casca para os legisladores utilizando o sentido pejorativo  da palavra usada pelos próprios. Segundo notícia veiculada nas redes sociais, eles querem usar como arma a própria defesa, alegando RACISMO.


Em Camaragibe, só sei que é assim!


Laudicéa

Fonte: noticias.uol.com.br/ G1

CAMARAGIBE: CMS CONCLUI ANÁLISE DO ORÇAMENTO DA SAÚDE PARA 2016



Nessa quinta-feira (17) foi concluída a apresentação do Orçamento da Saúde para 2016 pelo diretor do SEPLAMA, Dr. Manasses Bernardo, acompanhado por Michele, diretora do FMS.

Após a apresentação da Gestão, a Comissão de Finanças apresentou sua análise. 





A apresentação do FMS foi elogiada por todos, porém restaram dúvidas sobre o orçamento, tendo em vista a previsão de gastos para o ano de 2015 não haver sofrido baixa nem vetação e, mesmo assim, nota-se claramente a falta de conclusão das metas ano após ano, isto é, "se prevê despesa, consegue a receita e pouco se executa, sempre reconduzindo as metas para o ano seguinte", diz a Comissão.

Outro ponto observado é a falta de justificativa para os cortes nos vencimentos dos efetivos, quando se mantêm em alta os gastos com Cargos Comissionados e Serviços Prestados.

Nesse caso, se a crise nacional é grande e a ordem é economizar, não se pode prever gastar mais, principalmente com CTD (Contrato por tempo determinado) e C.C. (Cargo Comissionado).





Levando-se em consideração a Lei 141/2012, verificando a aplicação mínima em ações e serviços de saúde, prazos e dados fornecidos, resolve:

Desaprovar o orçamento da saúde para o ano de 2016.


Laudicéa

Pesquisar este blog