Google+ Followers

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

CAMARAGIBE: SECRETÁRIO DE GOVERNO É SABATINADO NO CONSELHO DE SAÚDE






















Na  tarde desta segunda-feira (05), o Secretário de Governo André Guerra esteve na reunião ordinária do Conselho Municipal de Saúde para apresentar os trabalhos de sua pasta e, segundo informações da reunião passada, o mesmo falaria sobre o pacote da gestão que entrou em vigor a partir do dia 1º de outubro último.


Comunidade e trabalhadores de saúde aproveitaram para sabatinar o secretário sobre a polêmica das retiradas de direitos e vantagens. Um dos questionamentos foi sobre a Lei 644/2015, que normatizou o pagamento do PMAQ de forma mensal (que só favorece a Atenção Básica) e simplesmente revogou a Lei 144/2002 (SUS), a qual beneficiava todos os profissionais da saúde.




Outro questionamento foi sobre a forma da Criação e aprovação da lei. Ela chegou a câmara no final de agosto. No dia 1º de setembro foi lida; no dia 03, já foi aprovada e publicada no Diário Oficial. No dia 1º de outubro, porém, o salário dos servidores que foi pago dia 30 de setembro já veio com o desconto.

Ou seja, o trabalhador  foi penalizado, antes mesmo de a Lei entrar em vigor!

O prefeito afirmou em entrevista que a verba do SUS repassada aos trabalhadores não era Federal e sim do Tesouro. Ninguém entendeu!


O Secretário afirmou que desde o início da Gestão, inclusive, o município não recebe os Royalties do petróleo, porém o Portal da Transparência não permite esse equívoco. 

Veja o repasse mês a mês só este ano:

Segundo informações, o FPM este mês teve queda de quase 35%. Veja os valores mês a mês:

Veja os repasses por ação em 2015:

O secretário prestigiou o convite do CMS, porém os presentes ficaram confusos com as respostas vagas e sem justificativas da Gestão.

No final, o Secretário se comprometeu a intermediar reunião com o prefeito e o Sindicato e associação, além de um possível comparecimento ao CMS.

Laudicéa

Pesquisar este blog