Google+ Followers

terça-feira, 18 de outubro de 2016

CAMARAGIBE:PROTESTO DE TRABALHADORES E PACIENTES DO CAPS EM FRENTE À PREFEITURA




Durante os 03 anos de mandato, a Gestão (PSDB) em Camaragibe acumulou Cargos Comissionados e Serviços Prestados - Contrato irregular, sem nenhum vínculo - com a suposta intenção de posterior utilização de seus serviços como "cabos eleitorais" na campanha, já pensando numa possível reeleição. 



A Gestão acumulou quase 50% desses profissionais em detrimento do chamamento do Pessoal concursado e, mesmo após ter assinado um TAC no MPPE em fevereiro deste ano, preferiu manter os empenhos.

Porém, logo após o processo eleitoral, no qual o atual gestor Jorge Alexandre foi derrotado nas urnas com 39.89%, atrás do eleito Meira, que teve 56.49% - eleito mesmo tendo feito uma campanha tímida -, a Gestão iniciou, como forma de retaliação, uma demissão em massa na Saúde.

Sem Pessoal para manter os 03 serviços de emergência, a prefeitura fechou 02 dos três CEMECs e remanejou os profissionais para o Cemec Centro, que funciona no prédio do "Hospital Municipal Aristeu Chaves".

A Maternidade Amiga da Família de Camaragibe, que fechou no ano passado para uma reforma de 3 meses e só reabriu este ano, já está novamente parcialmente desativada. Apenas funcionará nas 2ª e 4ª feiras.

O Laboratório Municipal, como só tinha 02 técnicos de laboratório efetivos, após as demissões dos empenhos, está funcionado precariamente.

O Serviço complementar de Saúde, que dá apoio no caso de exames de média e alta complexidade, está sem renovação de contrato e ainda com repasses atrasados.

Muitas Unidades de Saúde estão sem profissionais e, por último, estão prevendo fechar os CAPs. Os veículos da Saúde estão parados, sem combustível.


Na manhã desta segunda-feira (17), profissionais, familiares e pacientes do CAPs estiveram na frente da prefeitura - que é vizinha ao MPPE - para protestar com queima de pneus e fechamento do trânsito, como forma de chamar a atenção das autoridades para o caos instalado na cidade. 

Após o protesto, o grupo foi recebido no MPPE. O SISEMCg também participou da reunião que teve a presença da Secretária de Saúde Josilda Valença. 


Após o protesto, o grupo foi recebido no MPPE. O SISEMCg também participou da reunião que teve a presença da Secretária de Saúde. O MPPE recomendou a normalização dos Serviços de Saúde até a sexta-feira(21).

O casos de desativação de estabelecimento e fechamento de serviços durante a transição entre prefeitos são proibidos. Em Camaragibe não é diferente, e o caso está sendo investigado pelo MPPE.


Pesquisar este blog