Google+ Followers

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

CAMARAGIBE: COMISSÃO DE FINANÇAS DO CONSELHO DE SAÚDE SE REÚNE PARA DISCUTIR O CAOS NA CIDADE



Na tarde desta sexta-feira (06), a Comissão de Finanças do Conselho Municipal de Saúde de Camaragibe esteve reunida para analisar a situação crítica em que o prefeito Jorge Alexandre deixou a cidade, e suas consequências para a Saúde do município.

Foram tratados temas como:
  • Salários atrasados dos Servidores municipais,
  • Serviços públicos fechados/interditados;
  • Falta de Recursos Humanos para garantia da assistência à população;
  • Falta de estrutura mínima de trabalho;
  • Um médico para atender 02 USFs, deliberado pelo antigo Gestor, deixando a população com assistência mínima de apenas  01 a 02  dias durante a semana por Unidade de Saúde, tendo em vista que o médico da atenção Básica de Camaragibe tem folga toda semana.
  • Falta de estrutura do próprio Conselho de Saúde (pagamentos de água,luz, telefone fixo, telefone institucional e internet), além da falta de pessoal para garantia de funcionamento do Órgão.
  • Falta de transferência para a conta do Conselho - que já tem CNPJ, Cartão Magnético e Conta aberta - para que o Órgão possa, de acordo com a Lei, decidir sobre o seu RH, inclusive sobre os Serviços Jurídicos e Contábeis, que não devem ser indicados pela prefeitura para não ferir a paridade e nem prejudicar o poder fiscalizador que o Órgão tem. 
O  Conselho já vinha alertando as autoridades, locais e Federais, há muito tempo e, inclusive, reprovou as contas da Saúde dos anos de 2013, 2014, 2015, 2016 - o que era, de pronto, aprovado pelo Legislativo Municipal - e já protocolou nos citados Órgãos Fiscalizadores, isentado-se de responsabilidade.

A Comissão deliberou o envio de Ofício à SESAU e ao FMS solicitando reunião em caráter emergencial, tendo em vista a iminência de fechamento do Órgão, o que acarretaria o bloqueio do envio de verbas para a Saúde por parte do Governo Federal.

O CMS de Camaragibe apela para a sensibilidade do novo gestor, tendo em vista seu conhecimento das leis, por ser graduado em Direito



Pesquisar este blog