Google+ Followers

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

NADEGI QUEIROZ: CARTA ABERTA À POPULAÇÃO DE CAMARAGIBE


CARTA ABERTA A POPULAÇÃO DE CAMARAGIBE:

Amigas e Amigos de Camaragibe,

Venho a público informar meu rompimento político com o recém eleito prefeito Demóstenes Meira e consequentemente a entrega do cargo de Secretária de Saúde do Município, bem como a saída de toda a equipe técnica, que até o presente momento não foi nomeada pelo prefeito.

Tenho uma carreira política e compromisso com o povo de Camaragibe, que a mim confiou o seu voto, na esperança de que pudéssemos construir uma gestão melhor, especialmente na reconstrução da saúde da cidade.

Durante a campanha montamos um grupo coeso, cujo “slogan” era “POR AMOR A CAMARAGIBE”, onde havíamos nos comprometido em reconstruir a cidade e fazer uma gestão humanizada para a população, porém desde a sua posse, o atual prefeito, vem mudando o seu discurso, centralizando todas as decisões, descontinuando a execução dos serviços públicos ao cancelar todos os contratos por meio do Decreto Municipal nº 02/2017, presumindo a irregularidade de todos, antes de adotar as cautelas necessárias, tais como auditar individualmente cada contrato. Não podemos deixar a Prefeitura parar e a população sem serviços essenciais por meses até que novos contratos sejam realizados e as bruxas sejam cassadas.

Infelizmente não posso concordar com atitudes insanas de fechar o Hospital Aristeu Chaves e entregar a chave ao antigo dono, perdendo um investimento de mais de 18 milhões de reais e deixando a população sem um hospital, já que a intenção do prefeito depois de eleito é privatiza-lo, assim como também em manter a maternidade fechada.

Também não concordo com o cancelamento de todos os contratos dos profissionais do Programa Saúde da Família (PSF) e o fechamento de todas as unidades, como o mesmo quer fazer para reduzir gastos. Acordei com o Sindicato dos Médicos, Conselho Municipal de Saúde e com o Ministério Público que iríamos organizar os vínculos empregatícios no Município, mas isto não foi aceito pelo atual gestor.

A Saúde é uma garantia constitucional, é um investimento, é obrigação do Município para com a população e não um gasto, o gestor público que pensa desta forma não é digno de sentar na cadeira de prefeito.

Por isso amigos e amigas, decidi não mais fazer parte desta gestão, que em menos de 20 (vinte) dias criou um colapso na cidade por atitudes impensadas e egoístas do atual gestor que não possui humildade para escutar a equipe e os anseios da população, além de não honrar com todos os compromissos políticos.

TENHO UMA TRAJETÓRIA POLÍTICA DIGNA JAMAIS COMPACTUAREI COM TAIS ATITUDES, E PENSANDO NO POVO DE CAMARAGIBE ABRO MÃO DA SECRETARIA.

Para muitos sei que ao pedir exoneração do cargo de Secretária de Saúde pode parecer fraqueza, mas é impossível fazer uma boa gestão tendo que rebater as imposições do prefeito. Também sei que serei vítima de todo tipo de acusação, e quaisquer que sejam elas terão que ser provadas perante da justiça dos homens.

ESTOU SAINDO DESTA GESTÃO DE CABEÇA ERGUIDA, NA CERTEZA QUE TENTEI CUMPRIR COM TODAS AS PROMESSAS DE CAMPANHA FEITAS AO MEU AMADO POVO DE CAMARAGIBE. Peço desculpas por não ter conseguido ir além, pois como disse o atual prefeito no seu discurso de posse “primeiro ele, segundo ele e terceiro ele”, não há espaço para uma “GESTÃO PARTICIPATIVA”, não há espaço para ouvir a voz do povo deste Município.

Um grande abraço a todos.

Nadegi Alves Queiroz

Vice Prefeita de Camaragibe


Fonte:Face

Pesquisar este blog