Google+ Followers

quinta-feira, 16 de março de 2017

CAMARAGIBE: 1ª REUNIÃO ORDINÁRIA DE MARÇO DO CMS-Cg





Na tarde desta segunda-feira (13) foi realizada a primeira reunião ordinária do mês de março do Conselho Municipal de Saúde de Camaragibe-PE.

A reunião teve início às 14 horas, no auditório da Sede do CMS situada à Av. Ersina Lapenda, Timbi, Cg. A representação da Gestão ficou por  conta do Sr. Fernando e a coordenação da mesa, pelo professor José Arnaldo da FOP e, na sua ausência, pelo Sr. Marcos da Radiclim ( seguimento prestador).

Foi lido o Memorando 085/2017 da Vigilância Sanitária para a Secretaria de Saúde enviada no dia 09 de março de 2017, no qual é tratada a interdição do Restaurante Galettus no dia 02 de março e a prefeitura fez a desinterdição no dia 03.


Informes:

  • Falta de medicação,
  • Falta de documentação dos pacientes que deveriam  está arquivada nos serviços de saúde e supostamente foi destruída;
  • Falta de funcionamento do laboratório, causando prejuízo à população;
  • Solicitado a realização de plenária popular, além de cópia das atas do CMS e relação dos seus atuais componentes;
  • Descaso geral no bairro do Vale das Pedreiras;
  • Questionado sobre a  PL de um vereador lida na sessão do dia (07/03), onde sugere que as ACS passem a marcar fichas de atendimento médico dos munícipes em suas  casas;
  • Queixa da falta de marcação de exames em Unidade básica de Alberto Maia;
  • A construtora Tenda fez calçamento e recapeação de ruas em Alberto Maia, próximo ao Atacadão.
Respostas da Gestão: 
  • Nenhum vereador pode legislar sobre atribuições das Agentes de Saúde ou de Unidade de Saúde;
  • Na próxima semana, todos as Unidades estarão abastecidas de medicação;
  • O Laboratório deverá abrir no próximo mês;
  • O prefeito Meira deverá organizar as pendências, pois pretende ser o melhor prefeito;
  • Em breve será resolvida a questão do corte de energia de uma  Unidade de saúde.

Denúncias:

  • Caos na saúde de Camaragibe,
  • Falta de garantias fundamentais em relação à coletividade, levando pessoas a buscarem respostas individuais no gabinete do Secretário;
  • As luzes no Vale das Pedreiras estão queimadas há mais de 15 dias. O médico pediu demissão e a gerente não aparece;
  • USF Parque São Francisco está  sem medicação. A população está comprando medicação sem condições;
  • Queixa da falta de segurança pública na cidade. 
  • Em céu Azul há uma cacimba aberta, próxima a Unidade de Saúde;
  • Queixa no atendimento do Cemec Centro;
  • Falta de pagamento de salário do médico da Unidade Céu Azul desde o início do ano;
  • Queixa do atendimento no Cemec Tabatinga, que está funcionando 02 USF e a base do SAMU
  • Queixa de quase 03 anos que os Agentes de Endemias não fazem exames de saúde para monitorar a situação dos mesmos pela exposição às soluções nocivas que eles manipulam;
  • Falta de técnicos de enfermagem das USF para trabalhar em regime de plantão fora de Camaragibe e quando chegam no serviço já é mais de 09 horas do dia prejudicando o atendimento;
  • Solicitada a limpeza das USF incluindo a capinação das mesmas;
  • Queixa da falta de envio pelo FMS, das contas do 3º Quadrimestre do Exercício 2016;
  • Queixa da falta de fiscalização por parte dos vereadores da cidade;
  • Queixa da falta de medicação psicotrópica;
  • Aumento da criminalidade e assaltos em todos os bairros;
  • Solicitação de reunião extraordinária ao completar os 100 dias da gestão para uma tomada de providências;
  • Queixa da Unidade de Santa Terezinha sem medicação;
  • USF São Jorge falta medicação e materiais para curativo;
  • Falta água mineral nas Unidades de saúde para os trabalhadores e pacientes;
  • Queixa de paciente do CAPS AD da falta de tudo. Que os exames solicitados que tem em mãos, não se consegue fazer no município, pois falta renovar o convênio com a Radiclin. Que  falta lanche  e até água;
  • Queixa do continuísmo da falta de quase tudo sob alegação de está iniciando a Gestão.
  • Queixa da falta de respostas da reunião passada e questionado sobre qual a providência que o CMS toma em relação a isso;

Foi apresentada a nova coordenadora de Planejamento, Jessica, que sugeriu formar uma comissão para se empenhar na organização das propostas da XII Conferência Municipal de Saúde de Camaragibe que será realizada este ano.

Uma enfermeira residente em Saúde Mental se pronuncia e se queixa da falta de telefone no CAPS AD de Campo verde e da falta do carro; que é impossível fazer buscativas ou outros atendimentos. Que além disso falta o papel para prescrição de medicamentos. Não tem médico  e não tem manutenção hidráulica e predial. Que não tem Consultório de Rua. Que a maioria  dos funcionários está sem salários há 04 meses. Que os pacientes/usuários estão impossibilitados de darem continuidade aos seus tratamentos por falta das passagens que são garantidas pela Portaria 3088/2011 e falta o cumprimento.

Resposta:

Segundo o representante da Gestão, tudo que foi tratado nesta reunião será encaminhado à Secretaria de Saúde e ao próprio prefeito.

Nesta reunião foi lido e entregue o Regimento da Eleição Gestão 2017/2019 do Conselho Municipal de Saúde da cidade. O ingresso como Gestor/Prestador se dá através de indicação. Já para os seguimentos Usuário e Trabalhador seguem trâmites de processo eleitoral. É preciso se inscrever e concorrer.

Para o próximo mandato, a coordenação do CMS será do seguimento Trabalhador.

A próxima reunião ordinária será no dia (27), às 14 horas. A documentação da Vigilância Sanitária será encaminhada ao MPPE.



Pesquisar este blog