Google+ Followers

quarta-feira, 26 de julho de 2017

CAIXA e Aesbe terão agenda permanente para discutir a simplificação da tomada de recursos do FGTS pelo setor de saneamento



Representantes de 14 Companhias Estaduais de Saneamento estiveram reunidos nesta manhã (26), em Brasília, com o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, para tratar da desburocratização na utilização de recursos via Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para o setor de saneamento, um pleito antigo da Associação das Empresas Estaduais de Saneamento-Aesbe. Na ocasião ficou decido que a Caixa e a entidade terão uma agenda permanente para tratar desse tema.


A necessidade de se estabelecer discussões periódicas sobre a simplificação dos investimentos usando recursos do FGTS foi unânime entre os presentes, uma vez que essa ação apresenta alta complexidade operacional. Outro fator que motivou a decisão foram as mudanças nas regras do FGTS, estabelecidas no início deste ano e que impactaram o financiamento do setor de saneamento


Segundo o presidente da Aesbe e da Companhia Pernambucana de Saneamento-Compesa, Roberto Tavares, também ficou acertada a realização de um encontro com o Banco Central para tratar dos limites de endividamento das Companhias Estaduais de Saneamento, encontro que deverá ocorrer nas próximas duas semanas.

 


Pesquisar este blog