Google+ Followers

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Governador Lança a Adutora de Serro Azul



 Audiência Pública para explicar a obra será no dia 04 de agosto, em Bezerros

Foto: Aluísio Moreira
O primeiro passo para concretizar a estratégia de levar água da Mata Sul para o Agreste foi dado hoje (19) pelo governador Paulo Câmara. Em despacho com o presidente da Compesa, Roberto Tavares, nesta quarta-feira, Câmara autorizou a convocação da audiência pública para a apresentação à sociedade do projeto da Adutora de Serro Azul, uma obra estruturadora que irá garantir mais água para dez cidades do Agreste. O convite para a audiência será publicado, amanhã (20), no Diário Oficial do Estado e jornal de grande circulação. O evento será uma oportunidade para a Compesa explicar e tirar dúvidas da população e construtoras interessadas sobre a obra. A reunião pública será no dia 04 de agosto, às 10h, na Escola Técnica Maria José Vasconcelos, Loteamento Santo Amaro II, na cidade de Bezerros.
"Estamos cumprindo mais uma etapa dessa importante obra que o nosso governo concluiu. E fazemos isso de maneira democrática, ouvindo e debatendo com a população. Serro Azul, além de proteger a população da Mata nos períodos chuvosos, vai abastecer a população do Agreste. É uma obra que vai mudar para melhor a vida das pessoas. E esse é o nosso compromisso", explicou o governador Paulo Câmara.

A realização da audiência pública está prevista na Lei de Licitação 8.666/93, como etapa inicial do processo licitatório para obras com valores superiores a R$ 150 milhões. A Adutora de Serro Azul será construída a partir da Barragem de Serro Azul, em Palmares, e terá 68 quilômetros de extensão, garantindo uma vazão de 500 litros de água, por segundo. O empreendimento receberá investimentos de R$ 200 milhões, recursos do Governo do Estado e Compesa, com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento - BID. Com a obra autorizada hoje, a Barragem de Serro Azul, além de proteger as pessoas das enchentes, cumprirá uma segunda função, que é garantir água para 800 mil pessoas. Serão beneficiadas as cidades de Bezerros, Gravatá, Caruaru, São Caetano, Belo Jardim, Sanharó, Tacaimbó, São Bento do Una, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe. As obras devem ser concluídas até março de 2019. Além dos 68 quilômetros da adutora, o projeto prevê quatro estações de bombeamento e um reservatório com capacidade de armazenar 4,5 mil metros cúbicos de água.

A Barragem de Serro Azul foi iniciada na gestão Eduardo Campos e finalizada pelo governador Paulo Câmara. No início, tinha a missão de conter as águas do rio Una e assim evitar enchentes em cidades da Mata Sul. Diante da crise hídrica, motivada por sete anos consecutivos de seca, o governador Paulo Câmara decidiu aproveitar a barragem para o abastecimento humano. “O governador venceu o seu primeiro grande desafio, ao concluir a obra a tempo de conter 150 milhões de metros cúbicos de água, evitando que esse volume de água atingisse Palmares e outras cidades. O segundo desafio é levar água para atender a população do Agreste”, avalia o presidente da Compesa, Roberto Tavares.

Pesquisar este blog