Google+ Followers

terça-feira, 25 de julho de 2017

Intervenção de grande porte na rede de distribuição de água suspende abastecimento para bairros do Recife

                   A interrupção do fornecimento de água vai durar 24 horas, a partir das 17h de amanhã.

Nesta quarta-feira (26), a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) realizará uma intervenção na Rua 5 de Novembro, no bairro de Afogados, para interligar tubulações de grande porte e instalar dispositivos de controle do sistema de distribuição de água para melhorar ainda mais, no futuro, o abastecimento de sete bairros do Recife, dentre eles, São José, Santo Antônio e Afogados, os mais antigos da cidade. Para executar os trabalhos, a companhia precisará reduzir a produção do Sistema Pirapama e com isso haverá falta de água por 24 horas em 32 localidades do Recife, todas situadas em áreas planas da cidade. A interrupção do abastecimento ocorrerá a partir das 17h de amanhã (26) e prosseguirá até às 17h do dia seguinte, quinta-feira (27).
















As localidades que terão fornecimento de água interrompido no período de 24 horas são: Afogados, Rosarinho, San Martin, Madalena, Graças, Engenho do Meio, Mangueira, Coelhos, Soledade, Bairro do Recife, Cabanga, Espinheiro, Mustardinha, Cordeiro, Prado, Torrões, Bongi, Ilha do Retiro, Derby, Santo Amaro, Santo Antônio, Ilha Joana Bezerra, Aflitos, Jiquiá, Torre, Zumbi, Roda de Fogo, Paissandú, Ilha do Leite, Boa Vista, São José e Coque. A companhia mobilizou uma equipe de 20 profissionais para executar o serviço na Rua 5 de Novembro que precisará ser interditada, no entanto, o trânsito local não será afetado, tendo em vista que trata-se de uma via de pouco tráfego.

As ações planejadas para amanhã integram o projeto de setorização do Recife, que prevê uma série de ações para garantir a melhoria do abastecimento de água na cidade. As redes de distribuição dos bairros estão sendo isoladas em distritos (ilhas de distribuição) para que a Compesa consiga ter um maior controle de toda água produzida e distribuída à população. Também estão sendo instalados equipamentos como válvulas e registros com o mesmo objetivo, além da substituição de tubulações antigas. "Essas ações tornarão o sistema mais estável, pois teremos um maior controle em cada um dos distritos isolados, reduzindo a quantidade de vazamentos e perdas. Isso significa que teremos menos paradas do sistema e uma garantia maior de continuidade no abastecimento de água. Quando houver algum estouramento, teremos condições de realizar os reparos sem afetar uma grande parcela da população", explica o gerente de Controle Operacional da Compesa, Daniel Genuíno Bezerra.

Pesquisar este blog