Google+ Followers

domingo, 6 de agosto de 2017

PREFEITO MEIRA DEVOLVE A INSALUBRIDADE AOS SERVIDORES MUNICIPAIS

Nesta sexta-feira (04) o prefeito recebeu em seu gabinete, juntamente com sua assessoria e vários vereadores da cidade, entidades municipais representantes dos trabalhadores, além da presença da Comissão de base - que sempre acompanha as negociações -, para tratar da supressão, neste mês, da gratificação de insalubridade de algumas categorias e a diminuição do percentual de outras.


Segundo o prefeito Meira, a intenção não foi de prejudicar nenhum trabalhador, e sim, regulamentar a forma de pagamento dessa gratificação a partir de um relatório deixado pelo antigo gestor, Jorge Alexandre.


Tendo em vista a revolta dos profissionais em relação à perda do que já recebiam há mais de 20 anos, e ainda, a afirmação por parte deles de que não foi notada a presença da equipe nos setores para a realização do estudo que subsidiasse o relatório, o prefeito, usando de sua coerência, convocou a todos para admitir o equívoco e, aproveitando a presença dos vereadores, redigiu um documento na hora para ser lido na próxima sessão da câmara, tornando sem efeito a medida atual até que se faça novo estudo, inclusive com acompanhamento de técnicos disponibilizados pelas entidades locais.


Já a gratificação SUS, segundo o Secretário de Saúde Dr. Hely Farias, será paga aos enfermeiros, dentistas, biomédicos e outros, independente da GRDP, a partir deste mês.


Quanto aos demais trabalhadores que não percebem a gratificação de plantão desde 2014, mesmo realizando  PLANTÃO, o Secretário assegura que voltará a discutir com o SISEMCg sobre o assunto, pois entende que a Gratificação de Plantão é paga pelo REGIME ESPECIAL e não há como diferenciar uns de outros se estão trabalhando no mesmo local e horário.


O pagamento da gratificação de plantão não considera carga horária de 12x60, ou  24x120, ou ainda qualquer outra carga horária - desde que realizada em  regime especial de no mínimo 12 horas ininterruptas e programadas. O trabalhador exerce suas funções independente de feriado ou dia santo.


Então, sendo a equipe do mesmo plantão, não se justifica uns receberem e outros não. E vale considerar ainda que os profissionais de nível médio, que trabalham mais horas, são exatamente os que não recebem essa gratificação. Segundo o Secretário de Saúde, em reunião do dia 1º de agosto, há o entendimento por parte da Gestão de que foram muitas as perdas, porém não há como reestabelecê-las de uma só vez.

Quanto aos ACS/ACE, os mesmos terão direito ao PMAQ, SUS e a insalubridade.

O SISEMCg (Sindicato dos Servidores Municipais de Camaragibe), sempre presente em todas as negociações, por se tratar de um Sindicato Geral que abrange todas as categorias, deixou claro que em momento algun tomou conhecimento de que o trabalho técnico já havia sido concluído. "Não tivemos cópia desse estudo. Apenas o Secretário Braga dizia que estava vendo qual seria a empresa que assumiria o estudo por conta do custo". Afirmou Magna Bias.


Esse é o primeiro prefeito em Camaragibe que admite um equívoco e, em menos de 05 dias, repara o ato em benefício dos trabalhadores. "Este é o Gestor que sonhamos!", dizem os servidores.



Após a reunião no gabinete do prefeito, todos foram ao Teatro Municipal, na Vila da Fábrica, onde se reuniram com os demais trabalhadores e com a PROGEM para um melhor entendimento das medidas adotadas.


Todos estão exultantes. Especialmente porque o prefeito se comprometeu a pagar o retroativo dos valores suprimidos da gratificação de insalubridade.




Essa é realmente uma forma diferente de governar!

Pesquisar este blog