Google+ Followers

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Compesa inicia amanhã obra de esgoto na Rua Imperial, no bairro de São José


A partir de amanhã (20), a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) dará continuidade a obra de recuperação de umas das principais tubulações (coletores) que compõem o sistema de esgotamento sanitário do Recife. A obra inicia amanhã pela manhã e será preciso fazer a interdição total de um trecho de 150 metros da Rua Imperial, no bairro de São José, nas imediações da Praça Sérgio Lorêto. Os veículos que trafegam pela via devem estar atentos à sinalização no local para realizar o desvio pela Rua do Muniz, sentido Rua Imperial – essa rua fica localizada do lado direito da Praça Sérgio Lorêto, sentido Centro/Zona Sul. A obra será executada, de segunda a sexta-feira, no horário das 7h às 17h, e a previsão é que seja concluída dentro de 60 dias.




Para recuperar 140 metros desse importante coletor, que apresenta 1,20 metros de diâmetro (e está situado a 2,5 metros de profundidade) serão investidos R$ 200 mil. Trata-se de uma das primeiras tubulações de esgoto de grande porte do Recife, e que transporta o esgoto gerado por vários bairros das regiões central e norte da capital pernambucana. Esse coletor percorre mais de dez bairros do município - São José, Bairro do Recife, Santo Antônio, Ilha do Leite, Boa Vista, Paissandu, Derby, Graças, Espinheiro, Santo Amaro, Campo Grande, Coelhos, Aflitos e Soledade – e é responsável por direcionar o efluente recebido para a Estação de Tratamento de Esgoto do Cabanga, onde é tratado e devolvido ao corpo hídrico.

A obra segue no ritmo programado e foi dividida para ser executada em várias etapas devido a extensão do coletor, que possui 2900 metros, diminuindo assim os transtornos para a população. A companhia já recuperou 330 metros dessa tubulação na Avenida Saturnino de Brito, e mais 495 metros na Avenida Sul. Com a recuperação prevista para ser executada amanhã, estima-se elevar em até 70% a capacidade do coletor, melhorando o processo de escoamento dos efluentes e, consequentemente, a operacionalidade do sistema. A obra de recuperação de todo coletor recebe o investimento de R$ 10,5 milhões, e está sendo executada pela BRK Ambiental, parceira privada da Compesa no Programa Cidade Saneada, que tem como meta recuperar, operar, manter os sistemas existentes, além de ampliar a coleta e o tratamento de esgoto nos 14 municípios da Região Metropolitana do Recife e Goiana.

Pesquisar este blog