Google+ Followers

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Médicos do Recife realizam mobilização em frente à PCR nesta quarta-feira (18/10)


Em luta por melhorias essenciais na saúde da capital pernambucana, os médicos da rede municipal realizam, nesta quarta-feira (18/10), um ato de mobilização e protesto em frente à Prefeitura do Recife, a partir das 9h. 

Com isso, os serviços eletivos e ambulatoriais estão suspensos nestas quarta e quinta-feira – funcionando apenas os trabalhos de urgência, emergência e maternidades.

“Nesta quarta-feira (18), comemoramos o dia do médico. Ou, pelo menos, deveríamos. No entanto, não há motivos para isso no Recife. Desde a retirada dos vigilantes das unidades, no ano passado, a violência aumentou em larga escala. Há denúncias e relatos registrados no Simepe de invasões, roubos, furtos, agressões e até sequestros nos postos. No entanto, ainda não houve retorno da gestão municipal sobre a recontratação desses profissionais. No tocante às perdas inflacionárias, no acumulado dos últimos 12 meses, a inflação gira em torno de 5,5% a 6%, mas a PCR só apresentou uma proposta de 2%, em outubro, caso consigam alcançar o limite do teto da Lei de Responsabilidade Fiscal – que já vimos na imprensa que será algo difícil de se atingir. Ou seja: o reajuste pode ser de 0%”, detalha o presidente do Simepe, Tadeu Calheiros.

Uma nova AGE da categoria está marcada para o dia 24 de outubro, na sede da Associação Médica de Pernambuco (AMPE), a partir das 14h. De acordo com Calheiros, a categoria pode, a qualquer momento, deflagrar uma greve.


Pesquisar este blog